Navegando Posts em Torneios Internacionais

Ajax 1 x 4 Santos

Data: 31/07/1999, sábado, 15h15.
Competição: Torneio de Amsterdã – 1ª rodada
Local: Amsterdã Arena, em Amsterdã, Holanda.
Árbitro: Jan Wegereef (HOL).
Gols: Aílton (11-1) e Dodô (13-1); Dodô (07-2), Averladze (26-2) e Aristizábal (35-2).

AJAX-HOL
Grim; Makoena, Van Halst, Verlaat e Piqué; Witscheg, Winter, Laudrup (Knopper) e Averladze; Machias (Wamberto) e Gronkjaer (Robson).
Técnico:

SANTOS
Zetti; Michel (Valdir), Jean, Andrei e Gustavo Nery; Claudiomiro (Marcos Bazílio), Élson, Narciso e Caíco (Aristizábal); Dodô (Lúcio) e Aílton (Eduardo Marques).
Técnico: Emerson Leão



Santos faz estréia em Amsterdã (Em 31/00/1999)

O Santos faz hoje às 15h15 sua estréia no Torneio de Amsterdã, diante do Ajax. Amanhã, a equipe enfrentará o Atlético de Madrid, também na Holanda.

O time paulista será o primeiro brasileiro a disputar uma partida no Amsterdã Arena, considerado um dos estádios mais modernos do mundo.

O técnico Emerson Leão confirmou que utilizará a mesma formação da vitória sobre o São Paulo, na quarta-feira. “Quero dar mais conjunto ao time.”

Na preliminar, jogam a equipe espanhola e a Lazio, da Itália.


Santos 3 x 1 Parma

Data: 22/05/1994, domingo, 15h00 (Preliminar).
Competição: Torneio Quadrangular Internacional Brasil-Itália – Disputa do 3º lugar
Local: Estádio Parque Antártica, em São Paulo, SP.
Público: 6.335 pagantes
Renda: Cr$ 48.230.00,00
Árbitro: Dionísio Roberto Domingos
Cartões vermelhos: Melli (P) e Maurício Copertino (S).
Gols: Guga (12-1) e Guga (32-1); Guga (11-2, de pênalti) e Crippa (30-2).

SANTOS
Edinho (Róbson); Índio, Marcelo Fernandes, Maurício Copertino e Silva (Piá); Dinho (Sérgio Santos), Gallo, Ranielli e Paulinho Kobayashi (Zé Renato); Macedo (Neizinho) e Guga (Demétrios).
Técnico: Serginho Chulapa

PARMA (ITA)
Ferrari; Ballieri, Cláudio, Matrecano e Di Chiara (Franchini); Pin, Zoratto (Collonesi), Crippa e Cherubini (Sorce); Melli e Sorato.
Técnico: Nevio Scala



Santos vence Parma com três gols de Guga

Com três gols de Guga, o Santos venceu o Parma e ficou com o terceiro lugar do Torneio Internacional Brasil-Itália. O Palmeiras venceu a Lazio na final por 3 a 0 e ficou com o título.

Enaquanto esteve com a maior parte de seus titulares em campo o Santos dominou. O Parma, reforçado com os brasileiros Cláudio (zagueiro do União) e Sorato (Palmeiras), perdia o meio-campo.
Aos 12′ Kobayashi foi à linha de fundo e cruzou. A bola encobriu o goleiro e Guga cabeceou para abri o placar.

Aos 32′, Ranielli foi à linha de fundo pela esquerda e cruzou para Kobayashi que chutou sobre Ferrari. No rebote, Gga fez 2 a 0.

Aos 44′, Marcelo Fernandes fez pênalti em Di Chiara e o juiz não marcou.

Aos 11′ da segunda etapa, Macedo sofreu pênalti que Guga converteu: 3 a 0. Aos 30′, Crippa diminuiu, após passe de Sorato.



Fontes:
Jornal Folha de SP
Estadão
– Vídeo: ASSOPHIS, postado por Wesley Miranda.

Palmeiras 1 x 0 Santos

Data: 21/05/1994, sábado, 17h00.
Competição: Torneio Quadrangular Internacional Brasil-Itália – Semifinal
Local: Estádio Parque Antárctica, em São Paulo, SP.
Público: 4.593 pagantes
Renda: R$ 35.408.500,00
Árbitro: Oscar Roberto Godói
Cartão vermelho: Júnior (S).
Gol: Maurílio (40-1).

PALMEIRAS
Fernandez (Sérgio); Cláudio, Tonhão (Jean Carlo), Cléber e Roberto Carlos; César Sampaio, Amaral, Edílson e Macula; Maurílio e Evair (Juari).
Técnico: Vanderlei Luxemburgo

SANTOS
Edinho; Índio, Júnior, Maurício Copertino e Silva; Dinho, Gallo, Ranielli, (Demétrios) e Paulinho Kobayashi; Macedo (Neizinho) e Guga.
Técnico: Serginho Chulapa



Palmeiras decide título com a Lazio

O Palmeiras decide hoje o título do torneio internacional Brasil-Itália, com a Lazio, às 17h, no Parque Antarctica. Santos e Parma disputam o terceiro lugar, às 15h.

A vitória sobre o Santos, por 1 a 0, ontem à tarde, garantiu o direito do Palmeiras de disputar o título. A Lazio garantiu a outra vaga ao derrotar o Parma, por 2 a 1.

O gol do Palmeiras surgiu de uma falha conjunta do goleiro Edinho e do zagueiro Júnior, do Santos: um esperou pelo toque do outro até que Evair lançou Maurílio, que tocou para o gol vazio.

O único gol do Parma foi marcado pelo atacante Sorato, emprestado pelo Palmeiras apenas para a disputa do torneio. O time italiano participa do torneio sem nove jogadores titulares.

Os dirigentes do Palmeiras decidem amanhã a situação do atacante Edmundo. Suspenso por ter discutido com o técnico Wanderley Luxemburgo, o jogador pode voltar ao time.

A decisão será tomada pelos dirigentes, mas a opinião decisiva será de Luxemburgo. “Se ele demonstrar simpatia pela volta, ficará mais fácil”, disse o vice-presidente Serafim Del Grande.



Palmeiras pega Santos no Parque Antarctica ( Em 21/05/1994 )

Palmeiras e Santos se enfrentam, hoje, às 17h, no Parque Antarctica, pela primeira rodada do Torneio Internacional Brasil-Itália. Antes, às 15h, as equipes italianas do Parma e da Lazio fazem o jogo de abertura.

Os vencedores fazem a final do torneio amanhã, enquanto os perdedores disputam o terceiro lugar. Neste dia, o Palmeiras receberá a faixa de bicampeão paulista.

A premiação, anteriormente marcada para hoje, foi adiada para que os jogadores Zinho e Mazinho (que servem à seleção brasileira) possam participar.

O técnico Wanderley Luxemburgo admitiu, ontem, que sua “equipe está cansada”.

“Tivemos comemorações pelo título e jogamos em Fortaleza (0 a 0 com o Ceará) quarta-feira com muita chuva”, afirmou.

“Após o torneio, darei folga até quinta-feira”, disse Luxemburgo, que contará com o lateral Roberto Carlos e o meia Macula, recuperados de forte gripe.

No Santos, o técnico Serginho Chulapa, que não terá desfalques, disse que confia na tradição da equipe em torneios internacionais.
“Por isso acredito que todos deverão entrar muito motivados”, disse Serginho.


Emelec 1 x 0 Santos

Data: 31/05/1991, sexta-feira.
Competição: Torneio Internacional do Equador / Torneio Quadrangular de Guaiaquil – Final
Local: Estádio George Lewis Capwell, em Guayaquil, no Equador.
Público: 28.000 torcedores
Renda: 120.000.000 sucres.
Árbitro: Juan de Santis
Auxiliares: Medardo Martínez e Jorge Cevallos.
Cartão vermelho: Zé Renato (S).
Gol: Cangá (05-2).

EMELEC (EQU)
Israel Rodríguez; L. Carrión (Eduardo Smith), Urlin Cangá, Hólger Quiñónez (W. Valdez), Luis Capurro; Wilfrido Verduga, Mario Saralegui, Ivo Ron, Juan José Meza; Balladares (Luis Castillo) e Humberto Garcés.
Técnico: Nito Veiga

SANTOS
Nilton; Índio, Pedro Paulo, Luiz Carlos (Camilo) e Marcelo Veiga; César Sampaio, Axel, Zé Renato e Mendonça (Cassinho); Paulinho McLaren e Tato.
Técnico: Dé (interino)


Santos é derrotado e Emelec conquista o Quadrangular inaugural do Novo Estádio Capwell. A equipe brasileira recebeu US$ 24 mil de cota.

Fontes:
Estadão
– Almanaque do Santos FC – Guilherme Nascimento

Santos 1 x 0 Independiente-ARG

Data: 28/05/1991, terça-feira, 20h00 (23h00 de Brasília).
Competição: Torneio Internacional do Equador / Torneio Quadrangular de Guayaquil – Semifinal
Local: Estádio Estadio George Lewis Capwell, em Guayaquil, Equador.
Público: 15.000
Árbitro: José Orellana
Gol: Paulinho McLaren

SANTOS
Nilton; Índio, Pedro Paulo, Luiz Carlos (Camilo) e Marcelo Veiga (Flavinho); César Sampaio, Axel, Zé Renato e Mendonça; Paulinho McLaren e Tato.
Técnico: Dé (interino)

INDEPENDIENTE (ARG)
Islas; Pedro Monzón, Gravioto, Guillermo Ríos e Meijide; Villalonga, Néstor Villarreal e Fabio Lenguita; Carlos Lebb, Martin Ubaldi e Juan Carlos Ibáñez.
Técnico: Horácio Cirrincione



Santos bate o Independiente e garante vaga na decisão contra o Emelec

Sem o goleiro Sérgio e Almir, ambos na seleção brasileira, e o meia Edu Marangon, que viajou para Itália, o Santos estreou no Equador com vitória. Quem estreou também foi Tato, ponta esquerda contratado junto ao Sport Recife.

Santos elimina o Independiente da Argentina no Torneio Quadrangular de Guayaquil, disputado também pelas equipes do Universitário do Peru e do anfitrião Emelec.

No outro confronto o Emelec venceu o Universitário por 3 a 1, garantindo a classificação para a final contra o Santos.

Fonte: Jornal Folha de SP