Grêmio Prudente 1 x 2 Santos

Data: 01/08/2010, domingo, 18h30.
Competição: Campeonato Brasileiro – 12ª rodada
Local: Estádio Eduardo José Farah, o Prudentão, em Presidente Prudente, SP.
Público: 15.890 pagantes.
Renda: R$ 213.350,00.
Árbitro: Gutemberg de Paula Fonseca (Asp.Fifa-RJ)
Auxiliares: Gilson Bento Coutinho (PR) e Márcio Luiz Augusto (SP)
Cartões amarelos: Anderson Luis, Paulo César, Wesley, João Vitor, Marcelo Oliveira, Leonardo (GP); Bruno Aguiar, Zezinho, Léo e Danilo (S).
Gols: Danilo (05-1); Rodriguinho (21-2) e Róbson (38-2).

GRÊMIO PRUDENTE
Giovanni; Paulo César, Anderson Luís, Leonardo e Marcelo Oliveira; Anderson (Henrique Dias), João Vitor, Diego Giaretta (Róbson) e Deyvid Sacconi (Araújo); Wesley e Wanderley.
Técnico: Toninho Cecílio

SANTOS
Rafael; Maranhão, Bruno Aguiar, Vinícius Simon e Léo; Rodriguinho, Danilo, Marquinhos (Alan Patrick) e Zezinho (Rafael Caldeira); Madson (Dimba) e Zé Eduardo.
Técnico: Dourival Júnior



Prudente perde dois pênaltis, e reservas do Santos vencem duelo no interior

Com o time titular poupado em função da decisão de quarta-feira contra o Vitória, pela Copa do Brasil, o Santos contou com dois pênaltis desperdiçados pelo Grêmio Prudente no final da partida (um deles defendido por Rafael e outro no travessão) para vencer o duelo por 2 a 1 neste domingo, no estádio Prudentão, pela 12ª rodada do Campeonato Brasileiro.

A vitória faz com que o time santista se aproxime do G-4, subindo para 18 pontos e ficando a apenas dois do Ceará, quarto colocado. Em situação oposta, o Grêmio Prudente termina a rodada a apenas dois pontos da zona de rebaixamento, na 14ª colocação, e encerra sua invencibilidade neste Brasileiro no Prudentão.

Aliás, caso leve a melhor diante do Vitória na quarta-feira, o Santos pode comemorar seu segundo título em menos de uma semana. Na tarde deste domingo, o time da Baixada Santista superou o Flamengo na disputa por pênaltis (após um emocionante empate por 2 a 2 no tempo normal) e sagrou-se campeão da Supercopa de futebol júnior, disputada em Barueri.

Depois da decisão contra o Vitória pela Copa do Brasil, no meio da semana, o Santos recebe o Internacional na Vila Belmiro, no próximo domingo, pelo Campeonato Brasileiro. Já o Grêmio Prudente visita o Cruzeiro, em Ipatinga, no mesmo dia.

O jogo

O início da partida em Prudente mostrou que o fato de o Santos ter entrado com o time reserva não facilitaria a vida do Grêmio Prudente. Logo aos 2min, uma bomba de Marquinhos de fora da área tirou tinta do travessão do gol de Giovanni. Na próxima conclusão, a bola balançou as redes. Danilo pegou sobra na entrada da área e bateu forte no canto direito do goleiro do Prudente, aos 6min.

O duelo continuou ‘santista’ no começo da disputa. Aos 11min, Zé Eduardo recebeu passe em profundidade, invadiu a área com liberdade pelo lado direito e bateu forte, para boa defesa do goleiro Giovanni. Somente a partir daí que o Grêmio Prudente começou a entrar no jogo e parou de ceder ataques perigosos ao adversário. Porém, suas jogadas ofensivas paravam na bem postada defesa santista.

Mesmo perdendo a posse de bola e cedendo campo ao Prudente, o Santos voltou a criar ótima chance e assustou novamente com Zé Eduardo, em cabeceada à queima-roupa após cruzamento da direita. Giovanni apareceu novamente e fez ótima defesa. Aliás, o goleiro do time anfitrião seguiu como destaque na primeira etapa, salvando sua equipe em uma cobrança de falta do zagueiro Bruno Aguiar.

Já aos 37min, Giovanni contou com a sorte em chute de Marquinhos que acertou o travessão, em outra cobrança perigosa de falta a favor do Santos. “Foi mérito do Danilo, que acertou um belo chute. Mas o time não se abateu e seguiu bem no jogo. Precisamos manter a pegada e acertar na finalização”, analisou o meia Deyvid Sacconi, na saída para o intervalo.

E o próprio Sacconi foi quem criou a primeira boa chance do segundo tempo, em chute de fora da área. Desta vez, foi o goleiro Rafael quem apareceu, fazendo a defesa e salvando o Santos. Aos 7min, o time de Dorival Júnior respondeu com muito perigo. Em rápido contra-ataque, Mádson avançou pela esquerda, invadiu a área e bateu cruzado; a bola bateu caprichosamente na trave.

Quando o jogo apresentava certo equilíbrio na segunda etapa, Rodriguinho marcou um gol de placa no Prudentão, aos 21min. O volante santista recebeu assistência de Marquinhos e, sem deixar a bola cair, de fora da área, acertou uma bomba de perna direita, no canto direito do goleiro Giovanni.

A partir daí, o Prudente partiu para o ataque e diminuiu o placar aos 38min, com Róbson, aproveitando cruzamento da esquerda e mandando de cabeça para o gol. O time reserva do Santos não conseguiu segurar a pressão e Léo cometeu pênalti. Porém, brilhou a estrela do goleiro Rafael, que defendeu a cobrança de Róbson aos 41min.

Já nos acréscimos, outro pênalti para o Prudente, este cometido pelo volante Danilo. Desta vez, Róbson acertou o travessão e desperdiçou novamente a chance do empate.