Santos 8 x 3 União São João

Data: 15/02/2004
Competição: Campeonato Paulista – Primeira Fase – Grupo B – 6ª rodada
Local: Estádio da Vila Belmiro, em Santos, SP.
Público: 5 223 pagantes.
Renda: R$ 71 590,00.
Árbitro: Romildo Correia (SP).
Cartões amarelos: André Luís (S); Marcelinho, Luís Henrique e Osmar (U).
Gols: Basílio (04-1), Basílio (20-1), Paulo César (25-1), André Luís (31-1), Alex (35-1), Osmar (39-1), Marcelinho (46-1); Robinho (06-2), Róbgol (11-2), João Paulo (32-2) e Renato (42-2).

SANTOS
Doni; Paulo César, Alex, André Luís, Léo; Claiton, Renato, Diego (Paulo Almeida); Basílio, Robinho (Luís Augusto) e Róbson (Lopes).
Técnico: Emerson Leão.

UNIÃO SÃO JOÃO
Gilvan; Vágner (Roger), Diguinho, Félix, Eduardo (Luís Henrique); Lico, Wilson Matias, Gérson Lente, Marcelinho; Osmar e João Paulo.
Técnico: Arnaldo Lira.



Em jogo de onze gols, Santos faz oito e goleia o União São João

Até Robson marcou. Numa maratona de gols, o Santos goleou o União São João por 8 a 3, neste domingo à tarde, na Vila Belmiro. O resultado mantém o time santista na liderança do grupo 2 do Campeonato Paulista.

Esta foi a sétima partida de Robson com a camisa do Santos. O jogador, que foi contratado para resolver a ausência de um matador no ataque santista, não vinha conseguindo marcar, apesar de ter seu futebol constantemente elogiado pelo técnico Emerson Leão.

Neste domingo, as dificuldades de Robson continuaram até os 11min do segundo tempo. Quando o placar já apontava 6 a 2 para os donos da casa, o Santos teve um pênalti a seu favor. O camisa nove cobrou bem e acabou com sua maré de azar.

Com o resultado, o Santos chegou aos 14 pontos, um de vantagem para o Paulista, vice-líder. Já o União, que sofreu sua quinta derrota em cinco jogos, segue sem pontos e só não está mais ameaçado de rebaixamento devido aos pontos perdidos pelo Oeste.

Muitos gols

O show de gols do primeiro tempo começou logo aos 4min. Robinho lançou Renato pela direita. Sem deixar a bola tocar no chão, o meia cruzou de primeira para Basílio, livre, tocar para o fundo do gol.

Bem no ataque, o Santos deu muito espaço para o ataque do União. E, aos 15min, a equipe de Araras quase empatou. Wilson recebeu dentro da área, pelo lado esquerdo e, quase sem ângulo, bateu forte. Doni salvou o time da Vila.

Depois desse lance o Santos começou seu passeio. Aos 20min, após boa troca de passes, Robinho lançou Paulo César. O lateral cruzou rasteiro, para trás, e Basílio, de primeira, marcou seu segundo gol na partida, ampliando a vantagem santista.

A equipe de Araras voltou a ameaçar aos 22min. Marcelinho chutou de fora da área e acertou o travessão de Doni. Três minutos depois, o Santos marcou o terceiro. Paulo César cobrou falta pela direita, direto para o gol, enganando o goleiro Gilvan.

Aos 31min, o Santos fez o quarto gol. Diego deu linda assistência para Claiton. O meia bateu de virada e Gilvan mandou para escanteio. Após a cobrança, a bola foi desviada para o segundo pau e André Luís marcou.

Com tanta facilidade, faltava o primeiro gol de Robson com a camisa do Santos. Aos 35min, a bola foi cruzada da esquerda, o camisa nove desviou de cabeça e Gilvan defendeu. O goleiro, porém, falhou e largou nos pés de André, que fez o quinto santista.

No final, o União reagiu e marcou seus dois primeiros gols. Aos 39min, com a zaga do Santos ainda dando espaços, Osmar foi lançado livre, driblou o goleiro Doni, já fora da grande área, e tocou para o fundo do gol.

O Santos ainda teve boa chance, aos 43min, num chute de Robinho defendido por Gilvan. E, aos 46min, saiu o segundo gol da equipe de Araras. Marcelinho cobrou falta, Doni ainda tocou na bola, mas não evitou o gol.

Se o Santos se desligou nos minutos finais do primeiro tempo, o intervalo voltou a ligar a equipe da Vila Belmiro. E, aos 6min, Diego deu linda assistência para Robinho, que tirou um marcador da jogada com categoria e marcou um golaço.

O sétimo gol não demorou para sair. Aos 10min, Basílio foi lançado na área, pela direita e acabou empurrado por um marcador do União. A cobrança ficou com Robson. Aos 11min, o atacante bateu rasteiro, tirando Gilvan da bola, e fez mais um para o Santos.

Após o gol de Robson, o Santos tirou o pé do acelerador. E o União conseguiu chegar ao terceiro gol. Aos 32min, o veterano João Paulo aproveitou-se da moleza da zaga santista, recebeu livre, driblou Doni e marcou o seu.

O Santos voltou a chegar com perigo aos 39min. Basílio recebeu livre e, na saída do goleiro Gilvan, tocou por cobertura. A bola saiu por pouco. E, aos 42min, Renato fez o seu. O meia recebeu na direita, driblou um zagueiro do União e chutou forte, fazendo outro belo gol.



Créditos:
Ficha técnica: Fernando Ribeiro