Santos 1 x 0 União Barbarense

Data: 20/03/2004
Competição: Campeonato Paulista – Quartas de Final – Jogo Único
Local: Estádio da Vila Belmiro, em Santos, SP.
Renda e Público: N/D.
Árbitro: Eduardo Coronado Coelho (SP).
Cartões amarelos: Carlinhos, Iomísio, Marcos Alexandre (U).
Gol: Léo (03-2).

SANTOS
Doni; Elano (Marco Aurélio), Alex, André Luís, Léo; Claiton, Renato, Diego; Basílio (Luís Augusto), Robinho e Róbson (Lopes).
Técnico: Emerson Leão.

UNIÃO BARBARENSE
Wilson Júnior; Iomísio, Marcone, Carlinhos, Jorginho (João Marcelo); Marcos Alexandre, Cléber Orleans (Luís Carlos), Fernando, Marcel; Benítez e Chico Marcelo (Wesley Brasília).
Técnico: Sérgio Farias.



Gol de Léo garante classificação do Santos às semifinais

A classificação do Santos para as semifinais do Campeonato Paulista-04 foi conquistada com um gol solitário. Foi necessária a presença do lateral-esquerdo Léo, no começo da segunda etapa, para garantir a vitória por 1 a 0 sobre o União Barbarense, neste sábado, na Vila Belmiro.

O adversário do Santos na semifinal será o vencedor do confronto entre São Paulo e São Caetano, que se enfrentam neste domingo, no Morumbi.

Depois de interromper um prolongado jejum de títulos, com o triunfo no Campeonato Brasileiro-02, o Santos agora busca a hegemonia estadual que não alcança desde 1984, quando derrotou o Corinthians na final.

O técnico Emerson Leão manteve o mistério na escalação até o início da partida. O treinador, então, optou por uma equipe ofensiva, com três atacantes: Basílio, Robson e Robinho. O meia Elano foi improvisado na lateral-direita na vaga de Paulo César, machucado.

O primeiro tempo foi marcado por uma forte marcação do Barbarense, que pouco se aventurou ao ataque. Sem muita inspiração e com Robinho mais recuado do que de costume, o Santos criou poucas chances interessantes na primeira etapa.

Aos 20min, o zagueiro Alex ganhou da zaga adversária e cabeceou com perigo. Aos 37min, numa boa combinação ofensiva, Claiton deixou Diego em boa situação para marcar, mas o chute foi para fora.

A melhor chance santista, no entanto, aconteceu já nos acréscimos. Basílio escapou livre pela direita e cruzou para Léo, já dentro da área. O lateral santista se atrapalhou na hora de finalizar e acabou desperdiçando a ótima oportunidade.

O começo da segunda etapa foi ótimo para o Santos. Logo aos 3min, após uma falha na saída de bola do Barbarense, Léo recebeu a bola dentro da área e acertou um forte chute cruzado, abrindo o placar.

Aos 7min, o Barbarense teve boa chance para empatar. O zagueiro Carlinhos subiu mais do que a defesa santista e cabeceou forte. Doni fez grande defesa.

Apesar do susto, o Santos manteve o domínio no resto do segundo tempo, embora não tenha sido eficiente nas finalizações para ampliar o resultado.



Créditos:
Ficha técnica: Fernando Ribeiro