Santos 4 x 5 Flamengo

Data: 27/07/2011, quarta-feira,
Competição: Campeonato Brasileiro
Local: Estádio da Vila Belmiro, em Santos, SP.
Público: 12.968 pagantes.
Renda: R$ 312.040,00
Árbitro: André Luiz de Freitas Castro (GO).
Auxiliares: Márcio Eustáquio Santiago (MG) e Erich Bandeira (PE).
Cartões amarelos: Welinton, Willians, Thiago Neves, Renato (F); Léo, Neymar (S).
Gols: Borges (04-1), Borges (16-1), Neymar (26-1), Ronaldinho Gaúcho (28-1), Thiago Neves (31-1), Deivid (43-1); Neymar (05-2), Ronaldinho Gaúcho (22-2) e Ronaldinho Gaúcho (36-2).

SANTOS
Rafael, Pará, Edu Dracena, Durval e Léo; Arouca, Ibson, Elano (Alan Kardec) e Ganso; Neymar e Borges.
Técnico: Muricy Ramalho

FLAMENGO
Felipe, Léo Moura, Welinton (David), Ronaldo Angelim e Junior Cesar; Willians, Luiz Antonio (Bottinelli), Renato e Thiago Neves; Ronaldinho e Deivid (Jean).
Técnico: Vanderlei Luxemburgo



Ronaldinho Gaúcho brilha, ofusca golaço de Neymar e Flamengo bate o Santos

Em jogo de nove gols, equipes fazem a melhor partida do ano, na Vila Belmiro

Santos e Flamengo protagonizaram nesta quarta-feira, na Vila Belmiro, o melhor jogo do Campeonato Brasileiro deste ano. A partida teve nove gols e terminou com o placar de 5 a 4 para a equipe carioca. Ronaldinho Gaúcho marcou três gols e ofuscou um golaço de Neymar, que balançou a rede duas vezes. O atacante do Flamengo também fez um “gol de placa” em cobrança de falta.

Elano também foi um dos protagonistas da partida, mas de forma negativa. Após perder um pênalti pela seleção brasileira na Copa América da Argentina, o camisa 8 do Santos desperdiçou mais uma cobrança. Visando a redenção de Elano, o técnico Muricy Ramalho não deixou Borges fazer a cobrança, e autorizou a cobrança do meia, que apostou na “cavadinha” e chutou a bola nas mãos de Felipe, que respondeu com “embaixadinhas” após a defesa. Para piorar a situação do meia, o Flamengo empatou a partida dois minutos depois, e Elano foi vaiado pela torcida santista.

Antes de o jogo começar, o técnico Vanderlei Luxemburgo foi vaiado pela torcida do Santos. Após sua última passagem pelo clube em 2009, o treinador entrou em conflito com a atual diretoria, e declarou que não comandará mais o time da Vila Belmiro. Por outro lado, Luxemburgo recebeu abraços e beijos de Paulo Henrique Ganso e Neymar.

Após o duelo contra o Flamengo, o Santos volta a campo no próximo domingo, diante do Atlético-PR, às 18h30 (de Brasília), na Arena da Baixada, em Curitiba, pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro. Já o Flamengo joga no sábado, contra o Grêmio, às no estádio Engenhão.

O jogo

A expectativa de um grande jogo devido à presença de várias “estrelas” em campo foi confirmada quando o árbitro apitou o início da partida. Muitos gols e jogadas de efeito fizeram de Santos e Flamengo o melhor jogo deste ano.

A partida começou movimentada com as duas equipes em busca do gol. O Santos foi quem abriu o placar aos quatro minutos. Elano encontrou Borges na entrada da área. Sem marcação, o atacante dominou e chutou no canto esquerdo baixo do goleiro Felipe para fazer 1 a 0.

Aos 10 minutos, Elano tocou errado e a bola caiu nos pés de Ronaldinho Gaúcho. O atacante driblou dois marcadores na entrada da área e chutou rasteiro para boa defesa de Rafael. Quatro minutos depois, Ronaldinho invadiu a área e finalizou para outra defesa de Rafael.

Após o Flamengo perder duas oportunidades, o Santos marcou o segundo gol. Júnior César saiu jogando errado e tocou a bola para Neymar, o atacante santista passou para Ganso e correu para receber livre dentro da área. Na sequência o camisa 11 chutou para boa defesa de Felipe, que deu rebote para o próprio Neymar, que tocou para Borges, livre na pequena área, fazer o gol.

O Flamengo continuava perigoso apesar do placar. Aos 20 minutos, Luis Antônio cruzou rasteiro, e Deivd, sem goleiro, perdeu um gol incrível em baixo da trave de Rafael. No entanto, aos 25 minutos, Neymar marcou o gol mais bonito do jogo. O atacante driblou dois marcadores, tocou para Ganso, recebeu a bola de volta, deu uma “meia-lua” no zagueiro e marcou um golaço.

Após o terceiro gol do Santos, a bola do Flamengo começou a entrar. Aos 28 minutos, Luiz Antônio cruzou da direita, a bola passou pelo goleiro Rafael, e Ronaldinho, com tranquilidade, empurrou para o gol. O segundo não demorou muito para acontecer. Três minutos depois, Léo Moura cruza da direita e Thiago Neves marcou de cabeça.

Um minuto depois, Ganso recebeu livre dentro da área e chutou rasteiro, a bola passou muito perto da trave de Felipe. Deivid fez o gol de empate na sequência para o Flamengo, mas a arbitragem anulou. Aos 42 minutos, o lance mais inusitado da partida. Pênalti para o Santos. Muricy Ramalho não deixou Borges e cobrar e mandou Elano bater. No entanto, o camisa 8 não conseguiu se redimir do pênalti perdido na Copa América da Argentina, pela seleção brasileira, e cobrou com “cavadinha” nas mãos de Felipe, que defendeu e ainda fez “embaixadas” com a bola.

Para piorar a situação de Elano, o Flamengo empatou na jogada seguinte. Ronaldinho cobrou escanteio na cabeça de Deivid, que fez o terceiro gol.

Na segunda etapa, o jogo começou movimentado. Logo aos cinco minutos, Neymar recebeu passe de Léo, driblou David, e finalizou na saída de Felipe para marcar o quarto gol do Santos. No entanto, Ronaldinho Gaúcho brilhou para garantir a vitória do Flamengo. Aos 22 minutos, o atacante marcou um golaço de falta, tocando rasteiro por baixo da barreira. Se não bastasse, aos 36 minutos, Ronaldinho apareceu livre na para chutar cruzado e fazer o nono gol da partida e o quinto do Flamengo, que venceu o Santos de virada por 5 a 4.