Santos 2 x 3 Novorizontino

Data: 30/05/1993, domingo, 16h00.
Competição: Campeonato Paulista
Local: Estádio da Vila Belmiro, em Santos, SP.
Público: 15.003 pagantes
Renda: Cr$ 1.613.150.000,00
Árbitro: João Paulo Araújo
Cartão vermelho: Cilinho (S).
Gols: Darci (14-1), Sinval (22-1, de pênalti) e Cuca (40-1); Flávio (10-2) e Fernando (22-2).

SANTOS
Maurício; Índio, Júnior, Gallo e Silva; Rogério (Serginho Fraldinha), Cuca e Ranielli (Neizinho); Darci, Guga e Cilinho.
Técnico: Evaristo de Macedo

NOVORIZONTINO
Marcos; Jorge Antônio, Fernando, Valmir e Bezerra; Goiano, Ademir e Edmílson; Marco Antônio Cipó, Sinval e Flávio (Geraldo).
Técnico: Afrânio Riul



Novorizontino surpreende e vence o Santos

Torcedores santistas reclamam da arbitragem e invadem campo; jogo é suspenso a sete minutos do final.

O Santos ficou praticamente sem chances de lutar por uma vaga para a final do Campeonato Paulista.

A torcida, revoltada com a atuação de João Paulo Araújo (que expulsou o ponta esquerda Cilinho aos 21 minutos do segundo tempo, após o jogador tentar cavar um pênalti), invadiu o gramado e agrediu o árbitro e o time do Novorizontino, que assustado fugiu para os vestiários.

Já Araújo, escoltado pela Polícia Militar, saiu de campo, sendo obrigado por várias vezes a devolver a agressão recebida da torcida santista. Aos 38-2 o jogo foi suspenso por falta de segurança.

A invasão, segundo versão de um dos chefes do policiamento, negada pelos dirigentes santistas, foi incentivada pelo presidente Marcelo Teixeira. “Não conseguimos evitar o tumulto”, afirmou Teixeira. “O juiz foi o principal responsável pela invasão, pois teve atuação desastrosa”.

Fontes:
Jornal Folha de SP
Estadão