Fluminense 1 x 1 Santos

Data: 25/08/2002, domingo, 16h00.
Competição: Campeonato Brasileiro – 1ª fase – 4ª rodada
Local: Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro, RJ.
Público: 28.064
Renda: R$ 235.462,00
Árbitro: Carlos Eugênio Simon (RS)
Cartões amarelos: André Luis (S); Fabinho (F)
Gols: Diego (10-2) e Roni (48-2).

FLUMINENSE
Murilo; Flávio, César, Andrei e Marquinhos; Fabinho, Zé Carlos, Yan (Roni) e Fernando Diniz (Carlos Alberto); Magno Alves e Romário.
Técnico: Robertinho

SANTOS
Júlio Sérgio; Alex, André Luís e Preto; Elano, Paulo Almeida, Renato, Diego (Wellington) e Léo; Robinho e Alberto (Willian).
Técnico: Emerson Leão



Fluminense arranca empate do Santos nos acréscimos

O Fluminense recebeu o Santos no estádio Maracanã e empatou por 1 a 1, pela quinta rodada do Campeonato Brasileiro. O gol tricolor saiu aos 48min da segunda etapa, com o reserva Roni.

Os jovens jogadores do Santos não se intimidaram com o bom público que compareceu ao estádio do Maracanã e começaram melhor na partida, criando duas boas chances nos primeiros 5min.

Depois do início veloz dos santistas, o Fluminense conseguiu cadenciar a partida e passou a dominar as ações, sendo parado constantemente pelo excesso de faltas do adversário.

Mesmo assim, foi o Santos eu teve a chance mais latente de tirar o zero do placar: o meia Diego arriscou um chute de fora da área e a bola passou rente à trave esquerda do goleiro Murilo.

A melhor oportunidade do Fluminense aconteceu aos 35min, quando Romário cobrou falta, o goleiro Júlio Sérgio espalmou e Preto salvou o gol certo de Magno Alves.

As duas equipes voltaram com as mesmas formações do intervalo, mas o treinador Robertinho percebeu que o Fluminense estava dormindo em campo e, logo aos 7min, colocou o atacante Roni no lugar de Yan.

Mas o time da Baixada Santista continuou melhor em campo e conseguiu abrir o placar aos 10min, com Diego. Ele recebeu uma bola de Robinho, que fez grande lance, e bateu rasteiro, vencendo o goleiro Murilo.

O Fluminense se assustou com o gol sofrido e acabou demorando para reagir na partida. O time alvinegro aproveitou a péssima jornada do time de Romário e ficou segurando o jogo.

Nos minutos finais, o Fluminense atacou de maneira desordenada, mas mesmo assim, nos acréscimos, conseguiu o gol de empate: Romário cruzou e Roni precisou finalizar duas vezes para garantir o ponto carioca.