Santos 3 x 2 Atlético-PR

Data: 19/10/2003, domingo, 16h00.
Competição: Campeonato Brasileiro – 37ª rodada
Local: Estádio da Vila Belmiro, em Santos, SP.
Público: 5.364 pagantes
Renda: R$ 66.000,00
Árbitro: Giuliano Bozzano (SC)
Cartões amarelos: Alex e Paulo Almeida (S); Diego, Michel, Alessandro, Luciano Santos e Ilan (A)
Gols: Fernandinho (05-1), Alex (11-1) e Diego (40-1, de pênalti); Fabiano (07-2, de pênalti) e Luciano Santos (12-2).

SANTOS
Fábio Costa; Neném (Reginaldo Araújo), Alex, André Luiz e Jaílson; Paulo Almeida, Renato, Elano (William) e Diego (Daniel); Robinho e Fabiano
Técnico: Émerson Leão

ATLÉTICO-PR
Diego; Ígor, Rogério Correa e Tiago; Alessandro, Luciano Santos, Fernandinho, Adriano e Ivan (Michel); Dagoberto (Jadson) e Ilan
Técnico: Mário Sérgio



Santos vence Atlético em partida movimentada

O Santos venceu o Atlético-PR por 3 a 2, em partida válida pela 37ª rodada do Campeonato Brasileiro, neste domingo, no estádio da Vila Belmiro. Com o resultado, a equipe do técnico Emerson Leão volta a ocupar a segunda posição do torneio, somando 67 pontos.

A partida eletrizante e marcada pela polêmica. O time santista teve dois gols anulados. Em compensação, marcou duas vezes em pênaltis que geraram muita reclamação do time paranaense.. Ambas as equipes perderam boas chances e tanto Fábio Costa quanto Diego fizeram boas partidas.

Após sair perdendo, a equipe santista se recuperou e terminou a primeira etapa já vencendo por 2 a 1, gols de Alex e Diego. No segundo tempo, Fabiano, de pênalti, ampliou, mas Luciano Santos diminuiu logo depois.

Após cinco gols a partida continuou aberta e com chances para as duas equipes, mas o resultado ficou mesmo em 3 a 2. Melhor para o Santos que continua sonhando com o bi-campeonato brasileiro. Já o Atlético-PR fica mais longe da vaga para a Copa Sul-americana em 2004 e segue ameaçado pelo rebaixamento.

O jogo

Logo aos 3min Dagoberto criou a primeira chance de gol para a equipe atleticana. Em jogada rápida na área, ele se livrou de um zagueiro, mas bateu fraco para a defesa de Fábio Costa.

Ligado na partida, o time atletican abriu o placar aos 4min. O mesmo Dagoberto chutou, a bola resvalou na defesa e Fernandinho, de primeira, marcou para a equipe do técnico Mário Sérgio.

Após o gol, a equipe santista reagiu de imediato e o empate não demorou para sair. Aos 10min, Diego cobrou escanteio pela direita e Alex ganhou no alto da zaga paranaense e empatou.

Melhor na partida, o Santos passou a buscar a virada. Aos 17min, Elano fez linda jogada na área e chutou na trave. Na volta a bola sobrou para Diego, que obrigou seu xará a uma grande defesa.

Em mais uma boa jogada de bola parada, o Santos quase marcou. Aos 26min, Diego cobrou escanteio pela direita, Alex subiu sozinho e obrigou o goleiro do rubro-negro paranaense a mais uma defesa.

Aos 29min, foi a vez do Atlético-PR. Em falta de André Luiz, Adriano ajeitou e Ivan fez com que Fábio Costa se esticasse para fazer boa defesa para o Santos.

A pressão santista se transformou em gol ainda na primeira etapa. Aos 40min, Elano foi derrubado na área. O árbitro Anselmo da Costa marcou pênalti. Na cobrança, Diego bateu forte e decretou a virada ainda no primeiro tempo.

Mesmo com o calor, a segunda etapa começou em ritmo acelerado. Logo aos 6min, Fabiano foi derrubado pelo goleiro Diego e o árbitro apitou mais um pênalti. O mesmo Fabiano foi para a cobrança e não desperdiçou. Santos 3 a 1.

Quando se esperava mais tranqüilidade para a equipe paulista, o Atlético-PR diminuiu. Aos 12min, Ilan cruzou com perfeição e Luciano Santos, de cabeça, não deu chances para o goleiro Fábio Costa fazer a defesa.

Após o gol atleticano, as duas equipes se alternaram no ataque. Aos 24min, em bom momento da equipe do técnico Mário Sérgio, Jádson tabelou rápido com Ilan e bateu bem. Fábio Costa fez mais uma importante defesa.

Cansada em campo, a equipe rubro-negra deu chances ao Santos e aí quem apareceu foi o goleiro Diego, com defesas espetaculares, evitando até uma goleada da equipe paulista.