Veja acima a matéria do Globo Esporte – Partes 1, 2 e 3.

Santos 3 x 0 Grêmio

Data: 01/12/2002
Competição: Campeonato Brasileiro – Semifinal – Jogo de ida
Local: Estádio da Vila Belmiro, em Santos, SP.
Público: 20.000
Renda: R$ 290.966,00
Árbitro: Heber Roberto Lopes (PR)
Cartões amarelos: Robinho, André Luís, Diego, Claudiomiro, Adriano, Elton e Rodrigo Mendes.
Cartão vermelho: Ânderson Polga
Gols: Alberto (37-1); Alberto (23-2) e Robinho (34-2).

SANTOS
Fábio Costa; Maurinho, André Luís, Alex e Michel; Paulo Almeida, Renato, Robert (Douglas) e Diego; Alberto e Robinho.
Técnico: Emerson Leão

GRÊMIO
Danrlei; Claudiomiro, Ânderson Polga, Adriano e Ânderson Lima; Émerson, Lauro (Elton), Roberto e Rodrigo Fabri (Samuel); César (Fernando) e Rodrigo Mendes.
Técnico: Tite


Golaços deixam o Santos perto da final

Com três belos gols, o Santos manteve neste domingo o tabu de nunca perder na Vila Belmiro para o Grêmio.

Para atingir sua terceira final (perdeu as decisões de 83 e 95 para Flamengo e Botafogo, respectivamente), a equipe paulista pode perder por até dois gols de diferença na quarta-feira, às 21h40, no estádio Olímpico.

Alberto foi o grande destaque da partida. Primeiro, abriu o placar num forte chute de fora da área e depois ampliou com um gol de “letra”. Na primeira fase, o atacante já havia marcado um dos mais bonitos gols do campeonato, de bicicleta, contra o Corinthians.

Maior revelação do Nacional, Robinho também fez sua parte. O técnico Tite incumbiu o pentacampeão Anderson Polga a segui-lo o tempo todo, mas não conseguiu.

Além de conseguir chutar bolas de muito perigo, forçou a expulsão do zagueiro gaúcho, que não joga a partida de volta. Para finalizar, decretou a vitória encobrindo o goleiro Danrlei.

O jogo

Necessitando fazer um bom resultado para não precisar decidir a vaga em Porto Alegre, o Santos, que contou com a grande presença dos seu torcedores (foram vendidos todos os 20 mil ingressos), partiu para cima desde de o início.

Aos 12min, o time da Baixada Santista quase abriu o marcador. Depois de um lançamento na área do Grêmio, o goleiro Danrlei saiu mal, e a bola ficou com Robinho, que chutou na rede, pelo lado de fora.

O Grêmio, que não contava com a presença de cinco titulares (Roger, Gilberto, Tinga, Gavião e Luís Mário) se preocupava apenas em segurar as descidas do rápido ataque santista e só conseguiu chegar ao gol de Fábio Costa aos 29min, quando César arriscou de fora da área, mas a bola foi longe do gol.

Sem criatividade e sendo pressionado durante todo o tempo, Tite colocou Fernando no lugar de César. Mas a alteração de nada adiantou.

Aos 37min o Santos que chegou ao primeiro gol. Alberto bateu forte de fora da área e acertou o ângulo direito de Danrlei.

Na etapa complementar o Santos continuou pressionando e quase chegou ao segundo gol aos 9min. Paulo Almeida chutou de fora da área, e Danrlei se esticou para espalmar a bola para escanteio.

Dois minutos depois Robinho passou por Ânderson Lima e pelo zagueiro Polga e na hora de concluir chutou para fora.

Mas não demorou para o Santos ampliar. Aos 23min Maurinho cruzou rasteiro e Alberto, de “letra”, empurrou para o fundo das redes.

Quatro minutos depois a situação do Grêmio ficou ainda pior. Ânderson Polga entrou com violência em Robinho e foi expulso.

Aos 30min Alberto perdeu a chance de marcar o seu terceiro gol na partida. Depois de receber um passe dentro da área e ficar sozinho frente a frente com Danrlei, o atacante tentou driblar o goleiro gremista, mas acabou sendo desarmado.

O Santos chegou ao terceiro gol aos 34min. O zagueiro André Luís lançou a bola na área e Robinho, de primeira, deu um leve toque para encobrir o goleiro Danrlei.

Nos acréscimos Robinho quase marcou o seu segundo gol no jogo. Ele recebeu um passe sozinho na área e chutou para o Danrlei fazer grande defesa.

Essa foi a segunda vitória do Santos sobre o Grêmio neste Brasileiro. Na primeira fase a equipe comandada pelo técnico Emerson Leão venceu os gaúchos por 2 a 0, na Vila Belmiro.

Fontes: Jornal Folha de São Paulo e Revista Lance.