Avaí 1 x 2 Santos

Data: 07/09/2011, quarta-feira, 16h00.
Competição: Campeonato Brasileiro
Local: Estádio Ressacada, em Florianópolis, SC.
Público: 5.920
Renda: R$ 66.950,00
Árbitro: Gutemberg de Paula Fonseca (Fifa-RJ)
Auxiliares: Ediney Guerreiro Mascarenhas e Jackson L. Massarra dos Santos (ambos do RJ)
Cartões amarelos: Lincoln, Róbson, Willian e Romano (A); Elano, Danilo, Adriano, Bruno Rodrigo e Edu Dracena (S)
Gols: Willian (33-1, de pênalti); Borges (25-2) e Felipe Anderson (31-2).

AVAÍ
Rafael Santos; Arlan, Gustavo Bastos, Dirceu e Romano; Batista (Rafael Coelho), Bruno, Pedro Ken (Leandrinho) e Lincoln; Róbson (Cleverson) e Willian
Técnico: Toninho Cecílio

SANTOS
Rafael; Danilo, Edu Dracena, Bruno Rodrigo e Léo; Adriano (Felipe Anderson), Henrique (Bruno Aguiar) e Elano (Éder Lima); Neymar, Alan Kardec e Borges
Técnico: Muricy Ramalho



De virada, Santos supera os desfalques e bate o Avaí na Ressacada

Sem Durval, Pará, Arouca, Ibson e Ganso, time de Muricy tem Borges e Felipe Anderson como salvadores

Em um campo castigado pelas fortes chuvas que caíram em Santa Catarina, o Santos não se intimidou e, mesmo repleto de desfalques (Durval, Pará, Arouca, Ibson e Ganso), superou as dificuldades para bater o Avaí, por 2 a 1, na tarde desta quarta-feira, na Ressacada. Willian, de pênalti, anotou para os donos da casa, que viram Borges e Felipe Anderson decretarem a virada santista.

O resultado alcançado pelo time da Vila Belmiro em Florianópolis levou o time para a 13° posição, com 26 pontos e dois jogos a menos em relação à maioria de seus oponentes. Já o Avaí segue na 18° colocação, na zona do rebaixamento, com apenas 20 pontos ganhos.

O Santos volta a campo na próxima rodada contra o Cruzeiro, sábado, às 18 horas (horário de Brasília), na Vila Belmiro. Já os catarinenses visitam o América-MG, no mesmo dia e horário, na Arena do Jacaré.

O jogo

Logo no primeiro lance da partida, o Avaí quase abriu o placar. O meia Pedro Ken avançou para dentro da grande área do Santos, mas a sua finalização foi cortada pelo zagueiro Bruno Rodrigo, que evitou o gol dos donos da casa.

Com uma formação diferente em função dos desfalques da equipe, com Neymar atuando mais recuado e Alan Kardec ao lado de Borges, no ataque, o time de Muricy também levava perigo ao gol adversário.

Aos 18, os santistas estiveram perto de abrir o placar, quando Neymar superou as dificuldades do gramado pesado, castigado pelas chuvas que caíram em Florianópolis, cruzando a bola para uma perigosa cabeçada de Alan Kardec. A bola saiu rente a trave esquerda de Rafael Santos, assustando dos catarinenses.

Minutos depois, aos 29, os alvinegros tiveram mais uma grande oportunidade de fazer o seu primeiro gol. Elano cobrou falta direto para o gol, Rafael Santos espalmou e, na sobra, Alan Kardec quase marcou. O arqueiro do Avaí defendeu o chute do atacante com os pés.

Mais perigoso em campo, o Santos sofreu um duro golpe aos 30 minutos, quando o árbitro marcou pênalti do zagueiro Edu Dracena no meia-atacante Lincoln. Na cobrança, aos 33, o centroavante Willian colocou o Avaí na frente no marcador: 1 a 0.

Após o gol catarinense, o Santos se atirou ainda mais ao ataque, buscando o empate antes do intervalo. Aos 42, Dracena quase deixou tudo igual no placar, em uma cabeçada defendida por Rafael Santos, que espalmou a bola para escanteio.

Na volta para a etapa complementar, os santistas continuaram pressionando os donos da casa, em busca do empate. Aos 13, Alan Kardec fez boa jogada individual, antes de tocar para Borges. O camisa 9 parou na zaga catarinense, porém, a bola sobrou para Neymar soltar a bomba. Atento, Rafael Santos espalmou a bola, evitando o empate adversário.

No minuto seguinte, procurando dar mais poder de fogo a sua equipe, o técnico Muricy Ramalho sacou o volante Adriano para a entrada do meia Felipe Anderson.

Insistente, o Santos quase chegou ao empate aos 18. Borges dominou no peito uma bola levantada para a área, ajeitando-a para o chute de Alan Kardec. O arremate do centroavante foi desviado e a bola passou muito próxima a meta defendida por Rafael Santos.

De tanto pressionar, o time da Vila Belmiro finalmente alcançou o empate, aos 25. Neymar começou a jogada, tocando para Felipe Anderson, que encontrou Borges entrando na grande área. Com calma e categoria, o camisa 9 driblou Rafael Santos, antes de bater para o fundo das redes: 1 a 1. Esse foi o 15° gol de Borges no Campeonato Brasileiro, artilheiro isolado da competição.

Após o gol, o treinador do Avaí, Toninho Cecílio tentou colocar o seu time mais a frente trocando o volante Batista pelo atacante Rafael Coelho.

Mas quem chegou ao segundo gol foi o Santos. Aos 31, Felipe Anderson se aproveitou de um vacilo de Gustavo Bastos para tirar a marcação, antes de soltar o chute forte de perna esquerda, no ângulo de Rafael Santos.

Nos minutos finais, com a desvantagem, Toninho Cecílio tirou Róbson e Pedro Ken para as entradas de Cleverson e Leandrinho, respectivamente. No Santos, Muricy perdeu Henrique e Elano, com lesões. Desta forma, Bruno Aguiar e Éder Lima foram para o jogo, visando ajudar a equipe a segurar a vantagem construída no segundo tempo.

Bem armado taticamente, o time de Muricy Ramalho segurou a pressão do adversário até o apito final do árbitro, conquistando uma importante vitória na Ressacada.