Santos 1 x 1 Corinthians

Data: 03/06/2007
Competição: Campeonato Brasileiro
Local: Estádio Vila Belmiro, em Santos, SP.
Público: 10.736 pagantes
Renda R$ 138.730,00
Árbitro: Wilson Luiz Seneme (SP)
Auxiliares: Ednilson Corona e Emerson Augusto de Carvalho (ambos de SP)
Cartões amarelos: Domingos (S), Rosinei (C), Marcelo Oliveira (C) e Edson (C)
Gols: Zelão (22-1); Marcelo (32-2).

SANTOS
Fábio Costa; Alessandro, Domingos, Marcelo e Carlinhos; Adriano, Maldonado (Renatinho), Pedrinho (Marcos Aurélio) e Cléber Santana (Rodrigo Souto); Rodrigo Tabata e Moraes
Técnico: Vanderlei Luxemburgo

CORINTHIANS
Felipe, Fábio Ferreira, Zelão e Betão; Edson (Pedro), Marcelo Mattos, Rosinei, Willian e Marcelo Oliveira; Everton Santos e Clodoaldo (Bruno Octávio)
Técnico: Paulo César Carpegiani



Santos e Corinthians empatam em clássico movimentado

Em um confronto bastante disputado e com chances de gol para ambos os lados, Santos e Corinthians precisaram se contentar com uma igualdade. Neste domingo, as duas equipes mostraram muita vontade em campo e, apesar de atuar com um time misto, o clube da Baixada arrancou um empate por 1 a 1, na Vila Belmiro.

Com o resultado, o Corinthians chegou aos oito pontos na classificação, ocupando agora a terceira colocação. Já o Santos ficou com quatro pontos, em 16° lugar, fora da zona de rebaixamento da Série A.

“Assistimos a um grande jogo com todo mundo marcando forte. Não fomos muito bem no primeiro tempo, mas acertamos no segundo e conseguirmos um ponto importante”, afirmou o zagueiro Domingos após o apito final.

A igualdade desta tarde manteve um tabu favorável à equipe da Baixada. Isso porque o clube do Parque São Jorge não consegue vencer o rival há cinco partidas. No total, foram quatro derrotas e um empate (deste domingo). A última vez em que o Corinthians venceu o Santos foi na goleada de 7 a 1, no dia 6 de novembro de 2005, pelo Campeonato Brasileiro.

De olho no segundo jogo da semifinal da Copa Libertadores, que acontecerá nesta quarta-feira, contra o Grêmio, Vanderlei Luxemburgo mandou a campo uma equipe com apenas quatro titulares: Fábio Costa, Alessandro, Maldonado e Cléber Santana. Rodrigo Souto e Marcos Aurélio ainda entraram após o intervalo.

Paulo César Carpegiani, por sua vez, passou a semana inteira preparando o Corinthians para o clássico deste domingo. O treinador, no entanto, não pôde contar com o centroavante Finazzi, com dores musculares, e assim teve que alterar a equipe titular pela primeira vez na competição. O recém-contratado Clodoaldo ficou encarregado da função realizando sua estréia com a camisa alvinegra.

No início do duelo, os anfitriões dominaram a posse da bola e tentaram adotar uma postura mais ofensiva. Mas com o decorrer do jogo, o Corinthians igualou as ações no ataque e conseguiu sair na frente com Zelão, aos 22min, após falha de Fábio Costa.

Depois do gol, a partida ficou mais movimenta e também mais aberta. Mais organizado em campo, o time de Carpegiani esteve perto de ampliar momentos depois de abrir o placar. No entanto, o Santos melhorou nos instantes finais do primeiro tempo e também criou oportunidades claras, sem conseguir concluí-las com sucesso.

Na etapa final, o time da casa voltou com ritmo renovado, tentando pressionar o adversário. Os visitantes também chegaram assustar Fábio Costa, mas de maneira discreta. A pressão santista fez efeito aos 32min, quando Marcelo selou o empate de cabeça. Este foi o primeiro gol sofrido pelo time do Parque São Jorge na competição. O clube da Baixada seguiu melhor até o apito final, mas não foi o suficiente para decretar a virada.

“Estávamos desligado no fim, mas isso acontece. Agora precisamos trabalhar melhor para que isso não se repita. Desperdiçamos a vitória”, lamentou o zagueiro Zelão, um dos principais destaques do clássico.