Palmeiras 1 x 2 Santos

Data: 30/04/2006
Competição: Campeonato Brasileiro – 3ª rodada
Local: Estádio do Parque Antarctica, em São Paulo, SP.
Público: 8.747 pagantes
Renda: R$ 137.045,00
Árbitro: Alicio Pena Junior (MG)
Auxiliares: Marco Antônio Gomes e Márcio Eustáquio Santiago (ambos de MG).
Cartões amarelos: Thiago Gomes e Michael (P); Magnum, Heleno e Reinaldo (S).
Cartões vermelhos: Cléber Santana (S)
Gols: Gamarra (20-2), Paulo Baier (22-2, contra) e Reinaldo (41-2).

PALMEIRAS
Sérgio; Thiago Gomes, Gamarra e Douglas (Alex Afonso); Paulo Baier, Marcinho Guerreiro, Wendel (Cristian), Edmundo e Márcio Careca (Michael); Marcinho e Washington.
Técnico: Marcelo Vilar

SANTOS
Fábio Costa; Manzur, Ronaldo Guiaro e Domingos; Neto, Heleno, Wendell (Cléber Santana), Rodrigo Tabata (Léo Lima) e Carlinhos; Geílson (Reinaldo) e Magnum.
Técnico: Vanderlei Luxemburgo



Reservas do Santos batem Palmeiras, que continua na lanterna

O Santos saiu perdendo, mas virou e venceu o Palmeiras por 2 a 1, neste domingo, no Parque Antarctica, antes das decisões que as duas equipes terão durante esta semana. Com o resultado, os santistas também assumiram a liderança do Campeonato Brasileiro-2006.

Nesta quarta-feira, o Palmeiras enfrenta o São Paulo, no Morumbi, em jogo válido pelas oitavas-de-final da Taça Libertadores da América. No jogo de ida, houve empate por 1 a 1.

Também por 1 a 1, o Santos empatou sua primeira partida contra o Ipatinga, nas quartas-de-final da Copa do Brasil. No segundo jogo, que será disputado em Minas Gerais, nesta quarta-feira, o time de Vanderlei Luxemburgo precisa de uma vitória ou empate por mais de dois gols para garantir a classificação para a próxima fase da competição.

Por causa das importantes partidas desta semana, era esperado que os dois treinadores escalassem times mistos para o clássico.

Foi exatamente isso que Luxemburgo fez. O Santos entrou em campo com uma equipe repleta de reservas. Entre os jogadores que começaram o jogo, apenas Fábio Costa, Manzur e Ronaldo são considerados titulares.

Entretanto, Marcelo Vilar decidiu escalar os principais atletas do Palmeiras para a partida. Tudo porque a equipe paulistana havia perdido nas duas primeiras rodadas.

Apesar de contar com força quase total –Daniel, Juninho e Correa, machucados, foram desfalques, o Palmeiras fez um primeiro tempo apático, assim como o Santos.

Na segunda etapa, o jogo melhorou muito após o gol do Palmeiras e as modificações de Luxemburgo, que colocou os titulares Cléber Santana, Léo Lima e Reinaldo.

Na próxima rodada do Campeonato Brasileiro, o Palmeiras enfrenta o São Caetano, fora de casa, no domingo. Já o Santos, que tem sete pontos na competição, recebe o Fortaleza, no estádio Bruno José Daniel, em Santo André, em jogo de portões fechados, no próximo sábado.

O jogo

Palmeiras e Santos fizeram um primeiro tempo muito fraco. A lentidão e a falta de ousadia das equipes deixavam claro que os jogadores estavam pensando nos jogos do meio de semana.

Assim, poucas foram as chances de gol na etapa inicial. Melhor na partida, o Palmeiras ficava com a bola, mas só conseguiu criar uma boa oportunidade, aos 33min, quando Paulo Baier recebeu belo passe de Marcinho, mas foi interceptado por Fábio Costa na entrada da pequena área.

No segundo tempo, o jogo parecia que continuaria o mesmo –o Palmeiras com a posse de bola, mas burocrático na maioria das suas ações ofensivas.

Mesmo assim, o time do técnico interino Marcelo Vilar quase abriu o marcador aos 14min, quando Marcinho chegou à linha de fundo e cruzou rasteiro para Washington, que bateu para grande defesa de Fábio Costa.

Aos 20min, o lance que mudou o jogo. Gamarra, após escanteio, abriu o marcador para o Palmeiras.

Na seqüência, Luxemburgo sacou Wendel, Rodrigo Tabata e Geílson e colocou em campo os titulares Cléber Santana, Léo Lima e Reinaldo.

Um minuto depois, o Santos empatou também em uma jogada de escanteio, que bateu nas costas de Paulo Baier e entrou.

A partir daí, o time da Baixada Santista cresceu na partida e começou a pressionar o Palmeiras. Sérgio fez grandes defesas, mas não conseguiu evitar a virada.

Aos 41min, Reinaldo ganhou na velocidade de Gamarra e tocou na saída de Sérgio, que ainda desvio, mas não impediu que a bola entrasse no gol palmeirense.

Com a derrota, o Palmeiras continua sem pontuar no Campeonato Brasileiro e ocupa a última posição da competição. O Santos, por sua vez, lidera o Nacional com sete, mesmo total de Fluminense e Internacional.