Santos 4 x 0 Palmeiras

Data: 04/06/1997, quarta-feira, 20h30.
Competição: Campeonato Paulista
Local: Estádio da Vila Belmiro, em Santos, SP.
Público: 2.471 pagantes
Renda: R$ 19.768,00
Árbitro: Carlos Eugênio Simon (RS)
Auxiliares: Paulino R.C. Neto (SP) e Willian Zacharias (SP).
Gols: Alexandre (14-1), Careca (17-1), Caíco (40-2) e Alessandro (45-2).

SANTOS
Zetti; Ânderson Lima, Ronaldo Marconato, Narciso e Cássio; Marcos Assunção, Élder (Sandro), Alexandre e Caíco, Careca (Macedo) e Müller (Alessandro).
Técnico: Wanderlei Luxemburgo

PALMEIRAS
Velloso; Dedimar (Fernando), Júnior II, Sandro, Agnaldo (Neto) e Júnior; Sergio Soares, Marquinhos e Rogério; Edmilson e Almir.
Técnico: Sebastião Lapola



Santos goleia o Palmeiras e fica com terceiro lugar do Paulista

O Santos venceu ontem, na Vila Belmiro, o Palmeiras por 4 a 0 e ficou com a terceira colocação do quadrangular final do Paulista, com três pontos.

Apenas 2.471 pagantes assistiram ao jogo. Foi o menor público da fase final do torneio. Os dois times chegaram a essa partida sem chances de ganhar o título.

Foi a primeira vitória do time de Wanderley Luxemburgo no quadrangular. A equipe perdeu seus dois jogos iniciais -para Corinthians e São Paulo.

O Palmeiras ficou na quarta colocação do quadrangular, com nenhum ponto marcado. O time perdeu todos os seus jogos na fase final do Paulista.

O Santos iniciou o jogo pressionando o adversário, procurando marcar a saída de bola do rival.

O Palmeiras, com três zagueiros na defesa, teve dificuldades para articular suas jogadas.

Para piorar, a equipe dirigida interinamente por Sebastião Lapolla abusou dos erros individuais.

Aos 14min, a zaga palmeirense falhou na marcação num cruzamento. Após uma defesa de Velloso, Alexandre pegou um rebote e abriu o placar: 1 a 0.

Os erros continuaram. Três minutos depois, Velloso não interceptou um lançamento, e Careca aproveitou-se para marcar o segundo gol: 2 a 0.

Foi o último gol do atacante com a camisa do Santos. Careca, 37, deve encerrar sua carreira como jogador profissional.

O jogador, que foi substituído aos 15min do segundo tempo, deve abrir uma escolinha de futebol em Campinas.

A chuva e frio prejudicaram muito a partida na segunda etapa. As duas equipes foram pouco objetivas e tiveram poucas chances de ampliar o placar.

Para tentar reverter a situação, Sebastião Lapolla abriu mão do esquema tático com três zagueiros. Porém a falta de talento do grupo de jogadores do Palmeiras não permitiu qualquer reação.

No final da partida, aos 40min, o meia Caíco acertou um ótimo chute de fora da área: 3 a 0. Aos 45min, Alessandro fechou o placar.

“Tivemos muitos problemas no quadrangular final. Apenas dois jogadores considerados titulares entraram em campo na última partida”, disse o goleiro Velloso, do Palmeiras, referindo-se a ele próprio e ao lateral Júnior.

Os jogadores do Santos terão uma semana de folga. A próxima competição da equipe é a Copa dos Campeões Mundiais. Os atletas palmeirenses também terão folga.



Luxemburgo quer final ‘digno’ para time

O Santos encerra sua participação no Paulista com a expectativa de sofrer uma pequena reformulação para a disputa do Brasileiro.

Dois dos titulares poderão deixar a equipe. Vágner, cuja suspensão de dois meses termina no dia 27, quer sair. Ele tem propostas do São Paulo e do futebol alemão.

O volante Marcos Assunção interessa à Roma, da Itália, mas o jogador está nos planos do Santos.

Pelas especulações, os mais cotados reforços são os atacantes Túlio, Caio, Evair e o meia Zinho.

O jogo de hoje poderá ainda significar a despedida do atacante Careca, 36, de jogos oficiais.

O técnico Wanderley Luxemburgo não garantiu que permanecerá no clube. Ele quer um final no Paulista “digno” para o time, que não contará com Ronaldão (machucado) e Baiano (suspenso).

Sem Rincón, Palmeiras pega o Santos só para Luiz Felipe ver

Elaborando uma lista de contratações e um relatório que definirá os dispensados, o Palmeiras se exibe hoje para seu novo técnico, Luiz Felipe Scolari, contra o Santos, na Vila Belmiro, às 20h30.

“A avaliação leva em conta todo o campeonato. Mas Luiz Felipe está participando e ele terá a primeira impressão de alguns jogadores só contra o Santos”, afirmou o técnico interino, Sebastião Lapolla.

O excesso de individualismo pode ser um dos reflexos da presença de Scolari nas tribunas. “O pessoal vai querer mostrar serviço”, disse o atacante Edmílson.

Para o volante Galeano, seu estilo vai agradar ao novo técnico. “Sou um jogador de muita força e marcação, o tipo de meio-campista de que o Luiz Felipe gosta.”

Lapolla concorda com seus jogadores. “O novo comandante vai estar lá. É uma motivação a mais.”

Segundo Lapolla, que, depois da partida contra o Santos, volta ao seu posto de dirigente, pelo menos três reforços devem chegar ao time antes da reapresentação no dia 12. “Virão um zagueiro, um meio-campista e um atacante.”

Os reforços (se fala em Adílson, Arílson e Paulo Nunes) iniciariam a preparação para o Brasileiro -antes um torneio com Flamengo, Bahia e Vitória.

O Palmeiras não contará com Rincón, que será poupado por ter uma contusão no joelho esquerdo, sentida após o último jogo. Com isso, a equipe terá três zagueiros, com Sandro funcionando como líbero.

Luiz Felipe assistiu ontem de manhã ao treino dos juniores e passou toda a tarde reunido com os dirigentes da Parmalat.

A Federação Paulista de Futebol declarou que o regulamento não define com precisão como será determinado o vice-campeão, com vaga garantida na Copa do Brasil.

A FPF deve dar a conhecer hoje ou amanhã o critério. De qualquer forma, além do campeão e vice estadual, deve haver times convidados para disputar o torneio.