Santos 0 x 0 Fortaleza

Data: 01/10/2005
Competição: Campeonato Brasileiro
Local: Estádio da Vila Bemiro, em Santos, SP.
Público: 13.013 pagantes
Renda: R$ 154.636,0
Árbitro: Djalma José Beltrami (RJ).
Cartões amarelos: Ávalos (S); Alan, Erandir e Lúcio (F).
Cartão vermelho: Dude (F)

SANTOS
Saulo; Paulo César, Ávalos e Luiz Alberto e Kléber; Fabinho, Bóvio (Heleno), Ricardinho e Giovanni (Basílio); Cláudio Pitbull e Luizão.
Técnico: Nelsinho Batista

FORTALEZA
Bosco; Chiquinho, Alan, Ronaldo Angelim e Marquinhos; Dude, Erandir, Hernani e Lúcio (Marcelo Lopes); Alex Afonso (Mazinho Lima) e Rinaldo (Fumagalli).
Técnico: Hélio dos Anjos



Na estréia de Nelsinho Baptista, Santos apenas empata com Fortaleza

Em partida que marcou as estréias dos atacantes Cláudio Pitbull e Luizão, do volante Heleno, além do técnico Nelsinho Baptista, o Santos não passou de um empate com o Fortaleza por 0 a 0, neste sábado, na Vila Belmiro, pela 29ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Com o resultado, o Santos desperdiçou a oportunidade de diminuir a diferença para o primeiro colocado do Nacional. A equipe paulista alcançou os 48 pontos, três a menos que o líder Internacional, que joga neste domingo contra o Fluminense, em Porto Alegre.

Já o Fortaleza se mantém na zona intermediária da classificação, com 41 pontos.

Na primeira partida sob seu comando, Nelsinho Baptista mandou para campo um quarteto ofensivo, formado pelos meias Ricardinho e Giovanni, que retornou de contusão, e os atacantes Cláudio Pitbull e Luizão. Porém a falta de entrosamento ficou evidente nesta partida.

Por pouco, o técnico do Fortaleza, Hélio dos Anjos, não facilitou a performance santista. Ele optou em não fazer marcação especial na equipe santista. A escolha só não foi trágica porque Cláudio Pitbull e Luizão desperdiçaram as duas únicas oportunidades do Santos no primeiro tempo.

Aos 20min, Paulo César cobrou escanteio, Giovanni desviou e Cláudio Pitbull, sozinho, chutou para fora. Dois minutos mais tarde, Giovanni tocou para Luizão, que errou a finalização.

A partir da metade da etapa inicial, o técnico Hélio dos Anjos corrigiu a marcação da equipe cearense, que passou a explorar os contra-ataques.

Ainda desorganizado em campo, o Santos decidiu pressionar a saída de bola do Fortaleza. A estratégia quase deu certo aos 5min do segundo tempo, quando a zaga cearense afastou errado cruzamento de Paulo César. No rebote, Cláudio Pitbull chutou na trave do goleiro Bosco.

E foi só. Nem a entrada de Basílio no lugar de Giovanni, visivelmente cansado, foi suficiente para levar o Santos à vitória. A equipe volta a jogar na terça-feira contra o São Caetano, novamente na Vila Belmiro. O Fortaleza joga na quarta-feira contra o Atlético-PR, em casa.