Santos 1 x 2 Palmeiras

Data: 02/11/2008, domingo, 17h00.
Competição: Campeonato Brasileiro – 33ª rodada
Local: Estádio da Vila Belmiro, em Santos, SP.
Público: 14.240 pagantes
Renda: R$ 362.250,00
Árbitro: Wilson Luiz Seneme (SP, aspirante Fifa).
Auxiliares: Vicente Romano Neto e Marcelo Carvalho Van Gasse (ambos de SP).
Cartões amarelos: Kléber Pereira, Adaílton, Roberto Brum, Pará e Bida (S); Jumar, Alex Mineiro, Kléber, Bruno e Sandro Silva (P).
Gols: Kléber (01-1); Bruno (01-2, contra) e Léo Lima (45-2).

SANTOS
Fábio Costa; Wendel, Adaílton, Fabiano Eller e Kleber; Roberto Brum, Rodrigo Souto, Bida e Molina (Robson); Cuevas (Lima, depois Pará) e Kléber Pereira.
Técnico: Márcio Fernandes

PALMEIRAS
Bruno; Élder Granja, Gustavo, Martinez e Leandro; Pierre, Jumar (Denílson), Evandro (Sandro Silva) e Diego Souza (Léo Lima); Kléber e Alex Mineiro.
Técnico: Vanderlei Luxemburgo



Com gol no fim, Palmeiras vence Santos e fica na cola do São Paulo

Um gol de Léo Lima aos 45min do segundo tempo manteve o Palmeiras firme na briga pelo título do Campeonato Brasileiro. O time alviverde venceu o Santos por 2 a 1 na Vila Belmiro, foi a 61 pontos e, com o empate do Grêmio e a derrota do Cruzeiro, assumiu a segundo colocação na tabela. O São Paulo é o líder, com 62 pontos.

“Esse foi o gol do título. Tenho sorte e sempre faço gols decisivos”, celebrou Léo Lima.

Já o Santos segue com 40 pontos, na 13ª posição, e terminou a rodada cinco pontos acima da zona de rebaixamento.

“O time jogou bem, mas não conseguiu matar o jogo. Clássico se decide em detalhes, e tomamos um gol no começo e outro no final do jogo. Peço desculpas à torcida pela derrota”, lamentou o capitão santista Fábio Costa.

O clássico teve dois gols relâmpagos. Logo a 1min da etapa inicial, Kléber abriu o placar para os visitantes, e os donos da casa responderam a 1min do segundo tempo, gol contra do goleiro Bruno, após dividida com Kléber Pereira, artilheiro do Brasileirão com 21 gols.

Quando tudo indicava que o resultado seria 1 a 1, Leandro cruzou na área, a bola desviou, cruzou toda a área, e Léo Lima deu um carrinho no segundo pau para fazer o gol do triunfo.

O gol do Santos causou polêmica. O auxiliar Vicente Romano Neto achou que Kléber Pereira usou a mão, mas o árbitro Wilson Seneme validou lance. O técnico Vanderlei Luxemburgo invadiu o campo e foi expulso. “Essa é maior sacanagem que eu já vi. Eu entrei em campo para ajudar, falar para o meu time jogar bola”, esbravejou o treinador palmeirense.

O jogo

A partida começou movimentada. No primeiro lance de ataque, Evandro recebeu pela direita e viu Kléber entrar sozinho na área. Ele fez a assistência, e o camisa 30 palmeirense bateu na saída de Fábio Costa e abrir o placar.

Após o gol, os donos da casa partiram pra cima, e o goleiro Bruno, que substituiu o titular Marcos, começou a brilhar no clássico.

Com 15 minutos de clássico, o atleta de 24 anos, que realizou a sua primeira partida como titular no Campeonato Brasileiro, realizou três boas defesas.

O time da capital suportou a pressão inicial e equilibrou o jogo até os 35min, quando o Santos voltou a ter presença no ataque, e mais uma vez Bruno evitou o empate.

Os santistas deixaram o campo reclamando da arbitragem. “Vai esperar quebrar a perna de alguém para dar falta e cartão”, criticou o lateral-esquerdo Kléber. Só no primeiro tempo, foram quatro amarelos para os visitantes.

Do outro lado, os palmeirenses falaram em mudança de postura na etapa final. “A gente não pode chamar o Santos. Temos que sair mais para o jogo e aproveitar os contra-ataques”, analisou Bruno.

Vanderlei Luxemburgo mudou para o segundo tempo e sacou o meia Evandro para a entrada do volante Sandro Silva. Logo no primeiro minuto, o Santos empatou.

Luxemburgo promoveu mais duas alterações para buscar o triunfo fora de casa. Uma delas foi a entrada de Denílson no lugar de Jumar. Entretanto, acostumado a entrar bem nos jogos, o pentacampeão mundial não decidiu a partida dessa vez.

A melhor chance de gol foi do alvinegro da Baixada. Kléber Pereira driblou o goleiro Bruno, mas chutou na rede pelo lado de fora. O Palmeiras não perdoou e obteve os três pontos aos 45min, com um gol de Léo Lima, que substituiu Diego Souza.