Jogos inesquecíveis


Após derrota no Olímpico por 4 a 3, gremistas provocam santistas e levam um verdadeiro “baile” como resposta.


Vídeos: (1) Melhores momentos e (2) reportagem do Globo Esporte.

Santos 3 x 1 Grêmio

Data: 19/05/2010, quarta-feira.
Competição: Copa do Brasil – Semifinal – Jogo de volta
Local: Estádio da Vila Belmiro, em Santos, SP.
Público: 13.896 pagantes
Renda: R$ 592.975,00
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (Fifa-RJ)
Auxiliares: Hilton Moutinho Rodrigues e Dibert Pedrosa Moises (ambos Fifa-RJ).
Cartões amarelos: Léo e Rodriguinho (S); Ozéia, Hugo, Rafael Marques, Victor, Edílson, Willian Magrão e Willian (G).
Cartões vermelhos: Jonas e Rafael Marques (G); Edu Dracena (S).
Gols: Ganso (06-2), Robinho (24-2), Rafael Marques (29-2) e Wesley (40-2).

SANTOS
Felipe; Pará, Edu Dracena, Durval e Léo; Rodriguinho, Wesley e Paulo Henrique Ganso; Neymar (Madson), Robinho (Bruno Aguiar) e André (Marcel).
Técnico: Dorival Jr.

GRÊMIO
Victor; Edílson, Ozeia, Rafael Marques e Joílson; Adílson, Willian Magrão (William), Hugo (Leandro) e Douglas; Jonas e Borges.
Técnico: Silas



Com três golaços, Santos vence Grêmio e avança para final da Copa do Brasil

Com três golaços (Ganso, Robinho e Wesley), o Santos venceu o Grêmio por 3 a 1 em um jogo tumultuado e avançou para a final da Copa do Brasil pela primeira vez na sua história.

O time da Vila Belmiro avançou na competição por ter feito 6 a 5 no placar agregado, já que perdeu o primeiro jogo no Olímpico por 4 a 3. O Santos enfrentará o Vitória (que superou o Atlético-GO por 4 a 0) na final, que será disputada depois da Copa do Mundo.

A prova de que o duelo foi tumultuado foi a quantidade de expulsões da partida. No final do jogo, os gremistas Rafael Marques e Jonas, além do santista Edu Dracena, foram obrigados a sair de campo.

O jogo

O Santos começou pressionando o Grêmio, tentando abafar o rival. Porém, afobado, o time da casa passou a errar muitos passes contra um adversário que começou perigoso no ataque.

Para tentar conter o ímpeto do Santos e do ‘caldeirão’ da Vila Belmiro, o Grêmio também buscou com sucesso cadenciar os passes, além de explorar os contra-ataques.

O jogo ficou muito parelho, com as duas equipes chegando com perigo ao gol do adversário. O Grêmio perdeu uma chance clara com Borges (chutou na rede pelo lado de fora), mas o Santos respondeu com Neymar (Victor fez grande defesa).

Com Ganso pouco inspirado e bem marcado, o Santos teve muitas dificuldades contra o Grêmio. Como o time da Vila Belmiro conseguiu evitar as chances do rival gaúcho, a primeira etapa terminou sem gols.

“Nós sabíamos da maneira que eles iam jogar. Tanto eu quanto meus companheiros erramos muitos passes. Agora é acertar no segundo tempo e fazer os gols”, disse Ganso na saída do intervalo. Segundo o Datafolha, o Santos errou 54 passes durante toda a partida, contra 38 do Grêmio.

Já o atacante Jonas saiu reclamando do suposto pênalti sofrido em lance com o zagueiro Edu Dracena. O jogador teve que trocar a sua camisa, pois ela ficou toda rasgada. “Brincadeira isso. O Dracena me puxou quando eu ia fazer o gol”, declarou.

“Pedi para adiantar a marcação. Quero ver o Santos jogando no campo do adversário e com mais tranquilidade”, disse o técnico santista Dorival Júnior na volta do intervalo. “Temos que manter a postura, pois o jogo está bom para nós. Se não levarmos gols nos 15min iniciais vai ficar mais fácil para a gente”, respondeu o treinador gremista Silas.

Mas os comandados de Dorival aparentemente ouviram melhor as suas instruções do que os de Silas, porque o Santos partiu para cima do Grêmio no segundo tempo e criou uma bela chance de gol com Robinho (Victor espalmou) até achar o seu aos 6min.

Ganso, até então apagado no jogo, caminhou pela esquerda e encheu a bomba, acertando o ângulo de Victor e abrindo o placar para o Santos.

Após o gol do Santos, o Grêmio ficou irritado com as marcações do árbitro Marcelo de Lima Henrique e deu sinais de descontrole. O time da casa, por sua vez, parecia mandar no jogo.

E com outro golaço, o Santos obteve uma vantagem mais confortável na partida. André ligou rapidamente para Robinho, que viu o goleiro Victor adiantado e tocou por cobertura aos 24min.

Mas cinco minutos depois, o Grêmio reagiu: Douglas cobrou falta na cabeça de Jonas. O goleiro Felipe deu rebote e Rafael Marques (em impedimento) marcou, recolocando o time gaúcho na briga pela vaga na final.

Depois do gol do Grêmio, os dois técnicos resolveram mexer. Silas colocou Willian no lugar de Willian Magrão e foi para o ataque. Dorival trocou André por Marcel.

O Santos perdeu outra boa chance de gol em ótima intervenção de Victor. Aos 35min, Neymar cruzou na cabeça de Robinho, que testou a queima-roupa e o goleiro espalmou.

Cinco minutos depois, saiu o gol que confirmou a classificação do Santos. Wesley saiu rapidamente no contra-ataque, fintou Adílson e Victor e tocou de esquerda para o gol vazio. Marcel ainda perdeu um gol feito, mas a classificação era do time da casa, para delírio dos torcedores que chegaram até a gritar olé.




Vídeos: (1) O vídeo que irritou os santistas e (2) a resposta em campo.



Santistas citam fita com provocação gaúcha como motivação e deixam campo esbravejando

Uma fita com uma provocação de um locutor gaúcho foi exibida aos jogadores do Santos minutos antes da semifinal da Copa do Brasil contra o Grêmio, na Vila Belmiro. O narrador fez brincadeira com os santistas, e teve o áudio reproduzido em uma edição de imagem elaborada pela comissão técnica alvinegra.

Após a vitória santista por 3 a 1, e a classificação à final da competição nacional, os jogadores santistas deixaram o campo demonstrando rancor com a atitude do locutor.

“Mostram uma porção de imagens, e tinha um narrador falando que íamos aprender a dançar o ‘elimination’. Foi uma postura infeliz, e isso acabou nos motivando. Mas está aí a resposta. Nada contra o Grêmio, que tem grandes jogadores, mas essa pessoa foi infeliz e esqueceu que ainda tinha o jogo aqui da Vila Belmiro ”, disse Robinho, que citou de maneira equivocada o locutor Pedro Ernesto, da “rádio Gaúcha”, de Porto Alegre, como o autor da provocação. Na verdade, a brincadeira foi ao ar na “rádio Bandeirantes” de Porto Alegre, ouça abaixo o áudio:

Além disso, circulou no You Tube um vídeo feito por torcedores do Grêmio. O material diz que o verdadeiro futebol é o praticado pelo tricolor gaúcho. O vídeo alterna gols e faltas duríssimas cometidas pelos jogadores gremistas.

“Fizeram um vídeo menosprezando o nosso time, dizendo que o verdadeiro futebol não é o que nós jogamos, mas a violência deles. Mostramos que o verdadeiro futebol é o nosso, com alegria”, disse Neymar.

“Vocês precisam só ouvir o que o cara falou. Tem que aprender a respeitar o Santos. Foi mexer com a gente e se deu mal”, esbravejou Léo.

Dorival Júnior buscou minimizar o teor da fita. “O que eu vejo é que no futebol o importante é o trabalho de campo. Vídeo, palestras, essas coisas são complementos. Com certeza o Silas também preparou alguma coisa e exibiu para seus jogadores”, comentou Dorival.

As declaração do treinador Silas chamando Neymar de “cai-cai” também foi respondida particularmente pelo atacante alvinegro.

“Todo mundo disse o que quis. O técnico deles (Silas) também falou um monte. Quem fala muito não faz nada”, desabafou Neymar.

O duelo de volta da semifinal começou a esquentar logo após o encerramento do primeiro jogo no estádio Olímpico quando presidente gremista, Duda Kroeff, festejou a vitória de virada por 4 a 3 provocando o adversário. “É de garra, que mostramos para o Brasil inteiro. O Santos agora sabe com quem está lidando. Vamos para lá para ganhar de novo”, disse Duda

“Tem que falar para o presidente do Grêmio que nós sabemos jogar futebol, e respeitar os outros. Menosprezaram e falaram muita besteira com os meninos da Vila. Respondemos dentro de campo”, destacou Paulo Henrique Ganso.

O zagueiro Edu Dracena também se mostrou rancoroso, e aproveitou a vitória santista para se vingar. “Os caras falaram muita coisa antes do jogo. Nós apresentamos o nosso cartão de visita, e agora eles vão voltar eliminados”, provocou Edu Dracena.