Palmeiras 1 x 3 Santos

Data: 28/01/1997, terça-feira
Competição: Torneio Rio SP – Semifinal – Jogo de ida
Local: Estádio Parque Antarctica, em São Paulo, SP.
Público: 10.456
Renda: R$ 126.230,00
Árbitro: Oscar Roberto Godói (SP)
Cartão amarelo: Djalminha e Rincón (P); Robert e Alessandro (S)
Cartões vermelhos: Leandro (P) e Sandro (S).
Gols: Baiano (43-1); Djalminha (25-2), Marcos Assunção (43-2, de pênalti) e Robert (47-2).

PALMEIRAS
Velloso; Cafu, Sandro, Cléber e Júnior; Marquinhos (Rogério), Leandro, Rincón e Djalminha; Viola (Sérgio Soares) e Luizão.
Técnico: Márcio Araújo.

SANTOS
Zetti; Baiano (Rogério Seves), Sandro, Ronaldão e Dutra; Marcos Assunção, Vágner, Piá (Marques) e Robert: Macedo (João Fumaça) e Alessandro.
Técnico: Wanderley Luxemburgo



Luxemburgo brilha e vence ex-time

O Santos venceu o Palmeiras por 3 a 1, ontem, no Parque Antarctica, pelas semifinais do Rio-São Paulo. O técnico santista Wanderley Luxemburgo foi o personagem da partida, conseguindo anular seu ex-time. Luxemburgo foi recepcionado com palavrões pela torcida palmeirense, e apenas Cafu, Rincón, Luizão e Viola foram cumprimentá-lo antes do jogo.

Em campo, armou o Santos muito bem, conseguindo deter os principais jogadores do Palmeiras, Rincón e Djalminha, e exigindo que seus atacantes acompanhassem os laterais adversários. Sua instrução para o time evitar tantas faltas como nos últimos jogos, também deu resultado. O Santos fez apenas quatro no primeiro tempo. O único defeito do time, que dominou o jogo, foi a falta de um finalizador.

O Palmeiras viveu de lances individuais. Teve uma boa chance logo aos 4min, quando Viola cabeceou para fora, com Zetti já batido, e só melhorou após o tempo técnico.

O Santos marcou aos 43min. O lateral improvisado Baiano tabelou com Piá e chutou sem defesa para Velloso.

Nervoso, o Palmeiras abusou dos passes errados no segundo tempo. Aos 22min, Júnior acertou o travessão de Zetti.

Três minutos depois, Djalminha empatou o jogo numa cobrança de falta, “salvando a pele” do técnico Márcio Araújo. Momentos antes, o treinador havia substituído o atacante Viola pelo volante Sérgio Soares. Foi chamado de burro pela torcida, que pedia a volta de Edmundo.

Quando o jogo caminhava para o empate, Leandro cometeu pênalti em Alessandro. Marcos Assunção converteu para o Santos.

Aos 45min, Robert chutou de fora da área e definiu o placar. O jogo de volta será sábado, em São José do Rio Preto. O Santos, que pode perder por um gol de diferença, quer mudar o local.