Guarani 3 x 2 Santos

Data: 21/04/2010, quarta-feira.
Competição: Copa do Brasil – Oitavas de final – Jogo de volta
Local: Estádio Brinco de Ouro, em Campinas, SP.
Árbitro: Élcio Paschoal Borborema (SP)
Auxiliares: Hilton Francisco de Melo (SP) e Luiz Quirino da Costa (SP).
Cartões amarelos: Fabinho Romão, Léo Mineiro e Juliano (G); George Lucas, Marcel e Rodriguinho (S).
Cartões vermelhos: Maycon (G) e Zezinho (S).
Gols: Da Silva (06-2), Breitner (11-2), Alex Sandro (20-2), Richard Falcão (44-2) e Richard Falcão (48-2).

GUARANI
Juliano; Da Silva, Cássio, Dão e Fabinho Almeida; Fabinho Romão, Maycon, Léo Mineiro (Paulinho) e Moreno; Alex Cruz (Mário Lúcio) e Anderson Costa (Richard Falcão).
Técnico: Waguinho Dias.

SANTOS
Felipe; George Lucas, Rodrigo Mancha, Bruno Aguiar e Alex Sandro, Roberto Brum, Rodriguinho, Germano e Breitner (Giovanni); Madson (Zezinho) e André (Marcel).
Técnico: Dorival Júnior



Santos ‘B’ leva virada do Guarani no fim, mas garante vaga às quartas

O time reserva do Santos administrou a bela vantagem construída pelos titulares na semana passada, e ratificou a vaga para as quartas de final da Copa do Brasil, mesmo perdendo para o Guarani, por 3 a 2, na noite desta quarta-feira, no Brinco de Ouro, em Campinas. O placar agregado do confronto foi 10 a 4.

O alvinegro entrou em campo podendo perder por até seis gols de diferença. Todos os gols da partida aconteceram na segunda etapa. O Bugre saiu na frente com um gol de Da Silva. Breitner e Alex Sandro garantiram o triunfo santista. Nos minutos finais, Richard Falcão marcou dois, garantindo o triunfo do time campineiro.

Nas quartas, O Santos encara o Atlético-MG, que eliminou o Sport com duas vitórias (1 a 0 e 0 a 2). O time da Vila decide o confronto em casa. O jogo de ida será no no Mineirão, na próxima semana.

Antes de voltar a atuar pela competição nacional, o Santos se concentra somente na decisão do Campeonato Paulista diante do Santo André. O primeiro jogo ocorre neste domingo, às 16h, no Pacaembu.

Ao contrário do jogo de ida, o Guarani adotou um esquema tradicional, abdicou de apenas se defender, e desta forma conseguiu ao menos equilibrar o jogo no primeiro tempo. Oportunidades foram poucas, mas a o time também pouco foi ameaçado.

Atuando com três volantes, o alvinegro tinha a presença de poucos jogadores no ataque. A equipe só conseguia criar chances com as participações dos alas George Lucas e Alex Sandro no ataque. A melhor oportunidade do time na primeira etapa surgiu em um lance de bola parada. Madson cruzou na área,e Breitner desviou para o gol. Em uma jogada complicada, o árbitro assinalou impedimento anulando o gol santista.

O alvinegro atuou com André, que durante muito tempo foi titular, no comando do ataque. O vice-artilheiro da equipe na temporada, com 17 gols, teve uma atuação discreta, e não levou perigo ao adversário.

O primeiro tempo foi para o intervalo com o Guarani festejando o fato de não ter sofrido gols.“É procurar uma vitória no segundo tempo, mesmo que seja simples” As duas equipes estão bem postadas. “Agora, estamos jogando de igual para igual” comemorou o atacante do Bugre, Alex Cruz.
O Guarani transferiu a empolgação para dentro do campo após o intervalo, e teve um ótimo inicio. Logo aos 6 minutos, Da Silva abriu o placar. O lateral-direito arriscou um chute, e viu a bola desviar em Bruno Aguiar e encobrir Felipe.

A euforia, no entanto, durou poucos minutos. Aos 11, Breitner empatou o jogo. O meia cobrou uma falta de longa distância, e o chute foi certeiro, no canto direito de Juliano. O alvinegro voltou a ter controle do jogo.

A virada aconteceu aos 20 minutos, e com jogada envolvendo os dois laterais. George Lucas cruzou pela direia, a bola passou pelo meio da área sem nenhum desvio e sobrou para Alex Sandro chutar forte para o fundo do gol.

Para o terço final de jogo, Dorival resolveu dar chance para atletas que pouco atuaram no ano. Marcel e Giovanni entram nos lugares de André e Breitner, respectivamente. Pouco depois, Madson deu lugar a Zezinho.
O ritmo de jogo caiu bastante. O meia deu ótimo passe para Madson, que recebeu na área e soltou uma bomba na trave. Nos minutos finais de jogo, Maycon e Zezinho se estranharam e foram expulsos.

Nos minutos finais, o jogo ficou mais aberto, e o Guarani conseguiu a virada com dois gols de Richard Falcão. O triunfo foi extremamente comemorado pela equipe.