Santos 1 x 3 Avaí

Data: 12/08/2010, quinta-feira, 21h50.
Competição: Copa Sul-americana – Segunda Fase – Jogo de ida
Local: Estádio do Pacaembu, em São Paulo, SP.
Público: 6.673 pagantes
Renda: R$ 168.675,00
Árbitro: Ricardo Marques (MG)
Auxiliares: Márcio Santiago e Dibert Pedrosa
Cartões amarelos: Edu Dracena (S); Davi, Marcos, Eltinho e Rafael (A).
Gols: Rudnei (17-1); Vandinho (19-2), Zé Eduardo (24-2) e Vandinho (30-2).

SANTOS
Rafael (Felipe); Pará, Edu Dracena, Durval e Léo (Paulo Henrique Ganso); Arouca, Wesley e Marquinhos; Madson (Neymar), Zé Eduardo e Marcel.
Técnico: Dorival Júnior

AVAÍ
Zé Carlos; Patric, Rafael, Émerson e Eltinho; Marcinho Guerreiro, Rudnei (Bruno Silva), Caio e Davi (Marcos); Robinho e Vandinho (Sávio).
Técnico: Antônio Lopes



Santos é derrotado pelo Avaí e se complica na Sul-americana

Mesmo com a dupla Neymar e Ganso em campo durante todo o segundo tempo, o Santos foi surpreendido e perdeu para o Avaí por 3 a 1, nesta quinta-feira, no estádio do Pacaembu, pela partida de ida da Copa Sul-Americana.

Com o resultado, o time santista vai precisar vencer o adversário por 3 a 0 no jogo de volta, marcado para a próxima quarta-feira, dia 18, na Ressacada, para conseguir a classificação para a próxima fase da competição. Já a equipe catarinense pode perder por até 2 a 0 que mesmo assim garante a vaga.

Foi o primeiro jogo do Santos após a conquista do título da Copa do Brasil, que assegurou ao time da Vila Belmiro a vaga na próxima edição da Taça Libertadores da América.

Nesta quinta-feira à noite, o técnico Dorival Júnior não pode contar pela primeira vez com os atacantes Robinho e André. O primeiro retornou ao Manchester City, enquanto o segundo foi negociado com o Dínamo de Kiev.

O treinador santista também deixou o atacante Neymar e o meia-atacante Paulo Henrique Ganso no banco de reservas. Os jogadores retornaram ao Brasil na quarta-feira após defenderem a seleção brasileira no amistoso diante dos EUA –vitória por 2 a 0. Eles entraram no segundo tempo. Lesionado, Neymar deixou o gramado aos 42min.

O jogo

Mesmo sem contar com o quarteto que foi titular nas conquistas do Campeonato Paulista e da Copa do Brasil, o Santos entrou em campo com uma formação ofensiva e buscando o ataque desde o início da partida. A equipe santista ameaçou pela primeira vez aos 8min, quando o meio-campista Marquinhos cobrou falta pela direita e mandou direto para o gol, mas o goleiro Zé Carlos desviou para fora.

O Avaí marcava forte no meio de campo e saía rápido para o ataque. Aos 17min, o time catarinense desceu pela direita e após um bate-rebate, a bola sobrou para Rudnei, que mandou para as redes, abrindo o placar.

Mesmo com o gol sofrido, o time alvinegro continuou melhor do que o adversário. Aos 28min, Madson cruzou da direita e Marcel cabeceou, mas o goleiro Zé Carlos fez bela defesa. No final da etapa inicial, em outra jogada pelos lado do campo, a bola foi cruzada para Madson, que bateu de primeira e quase marcou.

Perdendo o jogo, o técnico Dorival Júnior voltou para a etapa complementar com suas duas principais estrelas. Neymar entrou na vaga de Madson, enquanto Paulo Henrique Ganso substituiu Léo. Com isso, Pará foi deslocado para o lado esquerdo e Wesley foi improvisado na direita.

No entanto, as mudanças não deram resultado. Logo no primeiro minuto, Vandinho recebeu e tocou na saída de Rafael, que fez a defesa. No lance, o goleiro se chocou com o atacante e teve que ser substituído. Aos 19min, em outro contra-ataque, Vandinho avançou livre e encobriu o goleiro reserva Felipe, aumentando o placar: 2 a 0.

Depois do segundo gol sofrido, o Santos reagiu. Aos 24min, Neymar arrancou e passou para Zé Eduardo, que encheu o pé e diminuiu: 2 a 1.

Porém, em outra jogada rápida, Caio foi lançado e rolou para Vandinho que, livre, só teve o trabalho de empurrar para a rede e fechar o placar: 3 a 1.