Paraná 2 x 3 Santos

Data: 25/11/2007, domingo, 18h10.
Competição: Campeonato Brasileiro – 37ª rodada (penúltima)
Local: Estádio Durival Britto e Silva, Vila Capanema, em Curitiba, PR.
Público: 15.406 pessoas
Renda: R$ 106.265,00
Árbitro: Alicio Pena Junior (MG/Fifa)
Auxiliares: Marco Antônio Gomes e Márcio Eustáquio S. Santiago (ambos de MG).
Cartões amarelos: Jumar, Léo Matos, Daniel Marque e Vandinho (P); Marcelo (S).
Gols: Jumar (30-1); Paulo Rodrigues (25-2), Kléber Pereira (28-2), Kléber Pereira (36-2) e Kléber Pereira (38-2).

PARANÁ
Gabriel; Léo Matos, Daniel Marques, Neguette e Paulo Rodrigues; Goiano, Jumar (Jumar), Giuliano e Vandinho (Jefferson); Josiel e Lima (Adriano).
Técnico: Saulo de Freitas

SANTOS
Fábio Costa; Alessandro, Adaílton, Marcelo (Carlinhos) e Kléber; Maldonado, Rodrigo Souto, Vítor Júnior (Renatinho) e Rodrigo Tabata; Marcos Aurélio (Petkovic) e Kléber Pereira.
Técnico: Vanderlei Luxemburgo



Kléber Pereira faz 3, Santos vira e assegura vaga na Libertadores 2008

Depois de desperdiçar duas oportunidades de garantir a classificação à Copa Libertadores da América 2008, o Santos enfim conseguiu o seu objetivo ao vencer, no sufoco, o Paraná por 3 a 2, na noite deste domingo, no estádio Vila Capanema. A equipe de Vanderlei Luxemburgo chegou a ficar dois gols atrás no placar no confronto em Curitiba, mas foi salva pelo atacante Kléber Pereira, que fez três gols num intervalo de 10 minutos.

O Santos alcançou os 62 pontos e segue na segunda colocação da tabela. Como falta apenas uma rodada para o término do Nacional, o time da Baixada Santista não pode mais ser ultrapassado por Palmeiras (58), Grêmio (57) e Cruzeiro (57), que também lutam por uma das vagas na competição continental – o Flamengo também conseguiu o feito ao bater o Atlético-PR por 2 a 0, no Maracanã.

Já o Paraná praticamente caiu para a Série B. O time curitibano ocupa a 18ª colocação com 41 pontos e precisa torcer por tropeços do Corinthians e Goiás, que enfrentam na quarta-feira o Vasco e o Atlético-MG, respectivamente. Somado a isso, a equipe dirigida por Saulo de Freitas ainda terá que ganhar dos vascaínos no próximo domingo e voltar a secar os adversários diretos.

Precisando vencer para seguir na elite do futebol brasileiro na próxima temporada, o Paraná contou com o apoio de quase 16 mil torcedores e tratou de pressionar o Santos desde o apito inicial. Com mais ritmo de jogo, o time paranaense saiu na frente aos 30 minutos do primeiro tempo.

Numa cobrança de falta despretensiosa na lateral esquerda, o volante Jumar surpreendeu ao chutar direto em vez de alçar na área. Apesar de a bola ter saído sem muita velocidade e ter sido levemente desviada, o goleiro Fábio Costa falhou ao não conseguir fazer a defesa. Nos momentos iniciais do duelo, o camisa 1 santista quase havia entregue o ouro ao sair errado da pequena área, mas Giuliano desperdiçou o favor ao cabecear para fora.

Depois de começar a partida com uma formação mais recuada – Maldonado, Vítor Júnior e Rodrigo Souto tentaram formar uma barreira no meio-campo -, o treinador Vanderlei Luxemburgo decidiu partir para cima ao mandar a campo um terceiro atacante, colocando Renatinho na vaga de Vítor Júnior aos 36min. E logo em seguida o Santos quase empatou, mas Kléber Pereira concluiu errado, de cabeça, um cruzamento de Kléber.

Sem criatividade e apoio nas jogadas pela lateral, Luxemburgo colocou no começo da etapa complementar o sérvio Petkovic e Carlinhos para dar mais mobilidade ao time. Mas o Paraná, que chegou a sofrer pressão, voltou a marcar em nova cobrança de falta. Aos 25 min, Paulo Rodrigues bateu fechado e encobriu o goleiro Fábio Costa para fazer 2 a 0.

Três minutos depois começou a reação do Santos, com três gols de Kléber Pereira num intervalo de 10 minutos. O primeiro foi de cabeça após cruzamento de Petkovic. O atacante empatou em seguida ao receber um longo cruzamento e dar um toque de cabeça para tirar o goleiro Gabriel da jogada. O centroavante só teve o trabalho de empurrar para o gol vazio. A virada saiu depois de um cruzamento de Renatinho, que Kléber Pereira completou – ele é o artilheiro da equipe no Brasileirão com 16 gols.