Santos 3 x 0 Flamengo

Data: 05/08/2007, domingo.
Competição: Campeonato Brasileiro
Local: Estádio da Vila Belmiro, em Santos, SP.
Público: 6.673 pagantes
Renda: R$ 87.912,00
Árbitro: Evandro Rogério Roman (PR)
Auxiliares: Roberto Braatz e Rogério Carlos Rolim (ambos do PR)
Cartões amarelos: Roger (F) e Dionísio (S).
Gols: Pedrinho (21-1) e Marcos Aurélio (32-1); Kléber (05-2).

SANTOS
Fábio Costa; Adaílton, Domingos e Marcelo; Alessandro, Adoniran, Kléber, Pedrinho (Adriano) e Dionísio (Rodrigo Tabata); Marcos Aurélio (Vítor Júnior) e Kléber Pereira.
Técnico: Vanderlei Luxemburgo

FLAMENGO
Bruno; Leonardo Moura, Irineu, Ronaldo Angelim e Juan; Jaílton (Paulo Sérgio), Cristian, Ibson, Renato Augusto e Roger (Maxi Biancucchi); Obina.
Técnico: Joel Santana



Santos vence Flamengo por 3 a 0 e afunda o rival

Apesar de não possuir um bom aproveitamento na Vila Belmiro no Campeonato Brasileiro, o Santos fez valer a força de atuar em seu território neste domingo. Com bom rendimento ofensivo, o time paulista derrotou o Flamengo em casa por 3 a 0, e estragou a estréia do técnico Joel Santana à frente da equipe rubro-negra.

“Uma vitória assim mexe com o astral de todos os jogadores. Precisávamos ganhar em casa dessa forma para passar confiança para a nossa torcida. Agora vamos manter a média até o fim do primeiro turno”, comemorou o lateral-direito Alessandro, um dos destaques do duelo.

Esse foi o quarto triunfo do clube da Baixada em seu estádio na Série A (o time perdeu outros três jogos e empatou dois) e foi suficiente para deixar o Santos com 24 pontos, em nono lugar.

Já o Flamengo manteve os 12 pontos, na penúltima colocação. “Eu sei que ninguém quer ver o Flamengo assim. Só podemos pedir paciência para a torcida para podermos sair dessa situação”, lamentou o volante Ibson.

Para a partida deste domingo, o técnico Vanderlei Luxemburgo manteve o esquema 3-5-2, com Kléber atuando na armação das jogadas no meio-campo durante boa parte do jogo. Joel Santana, por sua vez, escalou o time no 4-5-1, e colocou Obina isolado na frente. Ele também promoveu a estréia de Ibson, além de colocar Roger pela primeira vez como titular.

O confronto começou bastante disputado e os visitantes adotaram uma postura mais ofensiva que o rival. Entretanto, o Santos se aproveitou de jogada pela esquerda para sair na frente aos 21min, com Pedrinho. Depois do gol, o time alvinegro saiu mais para os contra-ataques até ampliar aos 32min, com Marcos Aurélio.

A equipe da casa conseguiu fazer o terceiro logo aos 5min do segundo tempo, em cobrança de falta de Kléber, e ganhou tranqüilidade para o restante do jogo. Joel Santana ainda promoveu a entrada de Maxi Biancucchi (primo de Lionel Messi, do Barcelona) no lugar de Roger, mas não foi o suficiente para balançar a rede adversária.

Com o resultado, o Santos também manteve o tabu de jamais ter sido derrotado em seus territórios pelo time rubro-negro em uma partida oficial. Nas 15 vezes em que as equipes se enfrentaram no estádio alvinegro, os paulistas venceram 12 e empataram três.

Na próxima rodada do Campeonato Brasileiro o Flamengo enfrenta o Atlético-PR na Arena da Baixada, nesta quarta-feira, às 21h45. Já o Santos volta a campo no dia seguinte contra o Paraná Clube, na Vila Belmiro, às 20h30.