Santos 2 x 1 Flamengo

Data: 23/08/2003, sábado, 16h00.
Competição: Campeonato Brasileiro – 28ª rodada
Local: Estádio da Vila Belmiro, em Santos, SP.
Público: 13.258 pagantes
Renda: R$ 179.173,00
Árbitro: Leonardo Gaciba da Silva (RS)
Auxiliares: Altemir Hausmann (RS) e André Veras (RS)
Cartões amarelos: Elano, Léo e Robinho (S); André Bahia, Fabinho, Jonatas e Fernando (F)
Gols: Elano (14-1) e Alex (23-1); Edílson (07-2).

SANTOS
Fábio Costa; Reginaldo Araújo, Alex, André Luiz e Léo; Paulo Almeida, Renato, Elano e Diego (Alexandre); Robinho e Marcelo (Fabiano).
Técnico: Emerson Leão

FLAMENGO
Júlio César; Rafael, Fernando, André Bahia e Anderson; Fabinho (Andrezinho), Fábio Baiano, Yan (Jonatas) e Igor (Zé Carlos); Edílson e Jean.
Técnico: Oswaldo de Oliveira



Santos vence o Flamengo e é o novo líder do Brasileirão

O Santos é o novo líder do Campeonato Brasileiro. Após 28 rodadas, o time alvinegro chegou à ponta da tabela ao vencer o Flamengo por 2 a 1, na Vila Belmiro, e contar com a derrota do Cruzeiro para o Goiás, por 1 a 0, no Serra Dourada.

Esta foi a terceira oportunidade que o time santista teve de assumir a ponta, dependendo apenas de seu resultado. Anteriormente, o Santos havia perdido para São Caetano e Figueirense, ambas por 1 a 0, desperdiçando suas oportunidades.

Após os resultados deste sábado à tarde, o Santos chegou aos 54 pontos ganhos, abrindo dois de vantagem para o Cruzeiro, que fica com 52. O São Paulo, que joga neste domingo contra o Vasco, em São Januário, tem 50.

A vitória santista foi toda construída no primeiro tempo, quando o time paulista apresentou um ótimo futebol, chegou muito ao ataque e pressionou. No segundo tempo, o Flamengo cresceu e chegou a pressionar.

Bons tempos

Como nos melhores momentos do Santos na conquista do Brasileirão em 2002, o alvinegro paulista mostrou um grande futebol no primeiro tempo, dominando a partida e chegando sempre ao gol adversário.

Com boa atuação de seu meio-campo, principalmente Diego, e com boa movimentação de Robinho, o Santos foi pressionando o Flamengo em seu campo de defesa. E o goleiro Júlio César mostrou estar em boa forma e fez boas defesas.

A primeira delas aos 13min. Diego começou a jogada pela esquerda e atraiu a marcação flamenguista. O camisa dez do Santos rolou na direita para Elano, livre. O meia bateu da entrada da área e Júlio César desviou para escanteio.

Após a cobrança, porém, o goleiro rubro-negro não conseguiu evitar o gol. Robinho desviou de cabeça e Elano, no bico direito da pequena área, pegou de voleio e marcou um belo gol.

Com Fábio Costa apenas acompanhando a partida, trabalhando muito pouco, o Santos continuou buscando o gol. E ele saiu aos 23min. Alex cobrou falta com muita força e acertou o canto direito de Júlio César.

Sempre melhor em campo, o Santos quase chegou ao terceiro gol aos 38min. A dupla Diego e Robinho fez bela tabela no ataque, o camisa sete cruzou e o meia pegou de cabeça. Júlio César espalmou bem para escanteio.

A última grande defesa do goleiro rubro-negro aconteceu aos 44min. André Luís, como um lateral-esquerdo, chegou à linha de fundo e cruzou rasteiro, para trás. Robinho bateu de primeira e Júlio César novamente espalmou para escanteio.

O intervalo não fez bem ao time do Santos. E foi muito benéfico ao Flamengo. A equipe rubro-negra voltou melhor e com mais disposição e teve uma boa chance logo aos 2min, num chute de Fábio Baiano da entrada da área. A bola passou perto.

O Flamengo conseguiu diminuir aos 8min. Rafael ganhou na velocidade de Robinho, invadiu a área e foi derrubado pelo atacante santista. Edílson cobrou a penalidade e marcou.

O gol animou ainda mais o time do Rio, que passou a pressionar o Santos. Chegando bem ao ataque, o Flamengo cercou a área santista, mas teve suas melhores chances em chutes de Fábio Baiano, como aos 21min, por cima do gol.

A partir dos 30min, o Santos começou a sair mais para o ataque novamente, conseguindo frear as tentativas de ataque do Flamengo. O rubro-negro, apesar de ficar bastante tempo no ataque, não ameaçou mais o gol de Fábio Costa.