Coritiba 5 x 1 Santos

Data: 22/11/2008, sábado, 18h30.
Competição: Campeonato Brasileiro – 36ª rodada
Local: Estádio Couto Pereira, em Curitiba, PR.
Árbitro: Giuliano Bozzano (DF)
Auxiliares: Renato Miguel Vieira (DF) e João Patrício Araújo (GO)
Cartões amarelos: Marlos e Bernardi (C); Molina (S).
Gols: Keirrison (26-1); Keirrison (02-2), Molina (10-2), Ariel (24-2), Keirrison (31-2) e Keirrison (35-2).

CORITIBA
Vanderlei, Tiago Bernardi, Rodrigo Mancha e Felipe; Arílton, Alê, Carlinhos Paraíba, Marlos e Ricardinho; Ariel (Guaru) e Keirrison (Henrique Dias).
Técnico: Dorival Júnior

SANTOS
Fábio Costa; Wendel (Pará), Adaílton, Domingos e Kleber; Rodrigo Souto, Brum, Bida (Cuevas) e Molina; Miachel (Adriano) e Kléber Pereira.
Técnico: Márcio Fernandes



Com 4 gols de Keirrison, Coritiba atropela Santos por 5 a 1

Com quatro gols de Keirrison, o Coritiba goleou o Santos por 5 a 1, neste sábado, no Couto Pereira, pela 36ª rodada do Campeonato Brasileiro. Com o resultado, o Alviverde garantiu matematicamente sua classificação para a Copa Sul-Americana. O Santos, que sonha com uma vaga no torneio continental, continuou fora da zona de classificação e ainda não conseguiu espantar de vez o risco de rebaixamento.

O artilheiro Keirrison, que não marcava há sete jogos, mostrou que é o “carrasco” do Peixe. Foi seu sétimo gol contra o time paulista, somente neste Brasileiro. No primeiro turno, na Vila Belmiro, ele marcou os três da vitória por 3 a 1.

Com o resultado, o Coxa voltou a vencer após três partidas e atingiu o sexto lugar, com 53 pontos. Na próxima rodada, o time volta a jogar em casa, domingo (30), às 16h, contra o Vasco.

O Santos não conseguiu evoluir na tabela e segue em 13º, com 43 pontos. Também no domingo (30) joga no Mineirão, diante do Atlético-MG, às 16h.

O jogo

O Santos começou fechado, jogando em seu campo de defesa, dificultando bastante o jogo do Coritiba, que tinha mais posse de bola e tentava pressionar.

O Peixe se defendia, mas quando atacava o fazia com perigo. Em duas jogadas seguidas, o time praiano só não abriu o placar porque o goleiro Vanderlei não permitiu. Aos 14 minutos, após um cruzamento, Felipe desviou contra, mas o goleiro fez a defesa. Dois minutos depois, o arqueiro fez duas defesas em seqüência. A primeira num chute de Rodrigo Souto e depois no rebote, nos pés de Kléber Pereira.

Numa jogada rápida, porém, o Coritiba abriu o placar. Marlos escapou pela direita e cruzou para Keirrison, que se antecipou à zaga e desviou de primeira, no canto direito de Fábio Costa.

O Coritiba não deu chance para o Santos reagir no segundo tempo. Aos 2 minutos, o jovem ala Arilton avançou pela direita e cruzou para Keirrison completar e ampliar o placar. Sem se abater, o Santos se soltou em busca do gol e diminuiu aos 10 minutos. Molina tabelou na entrada da área invadiu e bateu de bico. A bola bateu na trave esquerda e entrou.

O Santos partiu com tudo para buscar o empate e abriu espaços para o contra-ataque do Coxa. Aos 24 minutos, novamente Marlos avançou e rolou para Ariel completar e fazer o terceiro.

Ficou fácil. Aos 28 minutos, Arilton invadiu a área e foi derrubado por Adaílton. Pênalti, que Keirrison cobrou e ampliou para 4 a 1.

Em grande noite, o artilheiro coxa-branca ainda fez mais um, seu quarto gol na partida. Ricardinho invadiu a área e cruzou para Keirrison, sozinho, empurrar e fechar a goleada histórica. Foi 20º gol do atacante, que encostou em Kléber Pereira, artilheiro do Brasileiro, com 21 gols.

O grande destaque do jogo, deixou a partida antes do final, por sentir um contusão. “Acho que fui iluminado. O Santos tem títulos, o melhor do mundo jogou lá. Graças a Deus eu tive esta felicidade de fazer quatro gols”, comentou.