Santos 2 x 1 Internacional

Data: 05/09/2007.
Competição: Campeonato Brasileiro
Local: Estádio da Vila Belmiro, em Santos, SP.
Público: 3.233 pagantes
Renda: R$ 31.758,00
Árbitro: Djalma Beltrami Teixeira (Fifa-RJ)
Auxiliares: Marco Antônio Gomes e Guilherme Dias Camilo (ambos de MG)
Cartões amarelos: Petkovic, Kléber Pereira e Kléber (S); Magrão (I).
Gols: Adriano (11-1), Kléber Pereira (27-1) e Kléber (34-1).

SANTOS
Roger; Baiano, Domingos, Marcelo e Kléber; Adoniran (Adriano), Rodrigo Souto, Petkovic (Rodrigo Tabata) e Pedrinho (Vitor Júnior); Renatinho e Kléber Pereira.
Técnico: Vanderlei Luxemburgo

INTERNACIONAL
Clemer; Jonas (Elder Granja), Índio, Sidnei (Danny) e Alex; Edinho, Wellington Monteiro, Magrão (Roger) e Pinga; Adriano e Christian
Técnico: Abel Braga



Santos vence Inter e se recupera de clássico com nova virada

Depois de uma derrota por 2 a 0 para o Corinthians no último domingo, o Santos recuperou-se do tropeço no clássico com uma vitória diante do Inter. Nesta quarta-feira, com nova virada na Vila Belmiro, o time de Vanderlei Luxemburgo conseguiu o triunfo por 2 a 1 e entrou no G-4 do Campeonato Brasileiro.

Com o resultado, o Santos chega a 39 pontos. Beneficiado pelos resultados da rodada (Cruzeiro e Vasco perderam), o time litorâneo assumiu a terceira posição da tabela e está a apenas três pontos do vice-líder. A situação, porém, pode mudar na próxima quinta, já que Botafogo e Palmeiras se enfrentam no Rio de Janeiro.

Já o Inter não consegue sair da zona intermediária da competição. Ainda com 32 pontos, a equipe do Beira-Rio ocupa a 12ª colocação, quatro pontos acima do Paraná, primeiro time da zona do rebaixamento, e sete a menos que o Vasco, quarto.

Além disso, os gaúchos ampliam sua fase ruim. Dos últimos dez jogos, o time de Abel Braga venceu apenas três, com quatro derrotas e três empates. Dessa forma, a equipe, que ocupava o sexto lugar no começo da seqüência, já está longe dos quatro melhores da tabela.

Para os mandantes, o triunfo significa a recuperação após a derrota no clássico. O jogo do fim de semana, inclusive, fez com que o treinador alvinegro mudasse seu time titular. Por opção, Fábio Costa e Marcos Aurélio foram sacados (o primeiro não ficou nem no banco). O resultado, a princípio, foi o mesmo dos dois últimos jogos.

Um início excessivamente calmo, muitos erros de passe e pouco poderio ofensivo fizeram o Santos sair atrás no marcador. Contra o Corinthians, a equipe não teve forças para reagir. Porém, na quinta passada, na mesma Vila Belmiro, o início ruim contra o Atlético-PR acabou com uma vitória de virada por 3 a 1.

“Acho que em algumas ocasiões está acontecendo isso. Estamos entrando com muita calma. Da maneira que a gente está fazendo é complicado. Temos que melhorar isso”, disse Kléber Pereira.

E o atacante foi peça fundamental na reação santista. Se saiu atrás com gol de Adriano, aos 11min do primeiro tempo, o time da casa conseguiu a virada aos 27min, com Kléber Pereira escorando cruzamento de Kléber, e, aos 34min, com o lateral tocando para o gol vazio após jogada de Renatinho e Kléber Pereira e falha de Clemer.

Depois de passar à frente, o Santos deixou de se preocupar tanto com o ataque. O Inter, em busca do empate, tentou pressionar, mas não superou a marcação dos donos da casa, e o placar permaneceu inalterado.