Internacional 4 x 1 Santos

Data: 29/11/1997
Competição: Campeonato Brasileiro – Grupo B – 2ª fase – 4ª rodada
Local: Estádio do Beira-Rio, em Porto Alegre, RS.
Público: 15.260
Renda: R$ 181.970,00
Árbitro: Ubiraci Damásio de Oliveira (RJ)
Cartões amarelos: Espínola, Marcão e Sandoval (I); Alexandre, Ânderson Lima, Sandro, Ronaldão, Narciso e Zetti (S).
Cartões vermelhos: Luciano e Ânderson (02-1); Rogério Seves (06-2) e Sandro (18-2).
Gols: Fabiano (42-1); Christian (08-2, de pênalti), Marcelo (25-2), Ânderson (31-2) e Alexandre (39-2).

INTERNACIONAL
André; Enciso, Marcão, Espínola e Luciano; Ânderson Luis (Mabília), Fernando, Sandoval e Marcelo; Fabiano (Sílvio) e Christian (Paulo Diniz).
Técnico: Celso Roth

SANTOS
Zetti; Ânderson Lima, Sandro, Ronaldão e Baiano; Élder (Arinélson), Narciso, Alexandre e Caíco (Marcos Bazílio); Macedo (Rogério Seves) e Caio.
Técnico: Vanderlei Luxemburgo



Inter goleia Santos no Sul com dois jogadores a mais

Em um jogo nervoso, com quatro expulsões e três pênaltis, o Internacional goleou o Santos ontem no Beira-Rio, por 4 a 1. O time paulista jogou a maior parte do segundo tempo com oito jogadores, dois a menos que o Inter.

Na quarta-feira passada, o time gaúcho havia levado 4 a 0 do Santos, no Morumbi, em São Paulo.

O nervosismo dos jogadores apareceu no início do primeiro tempo, dominado pelo Internacional. Aos 2min, Ânderson, do Santos, e Luciano, do Internacional, foram expulsos.

O técnico Wanderley Luxemburgo fez sua primeira substituição, para recompor o sistema defensivo. Retirou o atacante Macedo e colocou o lateral Rogério Seves pelo lado esquerdo.

O Santos suportou a agressividade do Internacional e equilibrou o jogo por alguns momentos.

O primeiro gol aconteceu aos 42min. Uma bola alta sobrou para o atacante Fabiano, que desferiu um chute violento, surpreendendo o goleiro Zetti.

No segundo tempo, o Santos sofreu o segundo gol de pênalti, marcado por Christian. Os dois últimos gols do Inter -marcados por Marcelo e Ânderson- aconteceram em chutes da entrada da área.

O Santos conseguiu ainda dois pênaltis. O primeiro foi perdido por Arinélson -o goleiro André fez boa defesa- e o segundo, convertido por Alexandre.