Avaí 2 x 2 Santos

Data: 29/11/2009, domingo, 17h00.
Competição: Campeonato Brasileiro – 37ª rodada (penúltima)
Local: Estádio da Ressacada, em Florianópolis, SC.
Público: 8.761 pagantes
Renda: R$ 47.184,00
Árbitro: Leonardo Gaciba da Silva (Fifa-RS)
Auxiliares: Julio Cesar Rodrigues Santos (RS) e Jose Antonio Chaves Franco Filho (RS)
Cartões amarelos: Léo Gago e Anderson (A); Paulo Henrique e Edu Dracena (S).
Cartões vermelhos: Adaílton (S)
Gols: Cristian (03-1), Cristian (06-1), Kléber Pereira (27-1); Paulo Henrique Ganso (39-2).

AVAÍ
Eduardo Martini; Rafael, Augusto e Anderson; Luís Ricardo (Leonardo), Ferdinando, Léo Gago, Caio, Eltinho (Uendel); Muriqui e Cristian (Fabinho Capixaba).
Técnico: Silas

SANTOS
Felipe; Pará, Adaílton, Eli Sabiá e Léo; Rodrigo Mancha (Robson), Rodrigo Souto, Madson (Edu Dracena) e Paulo Henrique; Neymar (Felipe Azevedo) e Kléber Pereira.
Técnico: Vanderlei Luxemburgo



Com um a menos, Santos arranca empate com o Avaí e ofusca despedida de Silas

A festa estava armada na Ressacada. Após uma campanha surpreendente no Campeonato Brasileiro e de garantir vaga na Copa Sul-Americana, a torcida do Avaí encheu o estádio para comemorar e se despedir de Silas. Tudo dava certo e o time vencia por 2 a 0, mas o Santos, mesmo com um homem a menos, conseguiu reagir e, nos minutos finais, empatou a partida ‘estragando’ a festa.

Com a Ressacada cheia, as comemorações começaram antes mesmo do apito incial. Os jogadores entraram em campo com camisas e erguendo uma faixa em agradecimento à torcida com os dizeres: “Obrigado torcida. 2009 foi bom, 2010 será melhor”.

Silas, que já havia anunciado que em 2010 não estará mais no comando da equipe e já negocia sua transferência para o Grêmio, foi o mais assediado. “Só quero agradecer e ganhar o jogo”, disse, emocionado. No final do duelo, o objetivo não foi alcançado, mas o comandante foi ovacionado, teve o nome gritado e deu até volta olímpica. Nas arquibancadas era possível ver a faixa “Boa sorte Silas”.

Apesar do gosto de derrota, o Avaí foi a 54 pontos na tabela de classificação e, em nono, já tem assegurada a vaga na Copa Sul-Americana, algo inédito na história do clube.

Já o Santos, irregular durante toda a competição, mostra força na reta final após golear o Coritiba por 4 a 0 na semana passada. Assim, o time foi a 49 pontos, o suficiente para também se garantir na competição continental. Mas tem suas atenções voltadas mais para as eleições presidenciais no final da próxima semana.

Na rodada de encerramento do Campeonato Brasileiro, os times apenas cumprem tabela. O Santos recebe o Cruzeiro na Vila Belmiro, enquanto o Avaí pega o Náutico.

Com o clima festivo, o Avaí começou arrasador. Logo aos 2 minutos, Léo chegou atrasado e fez falta em Cristian na área. Ele próprio cobrou o pênalti e abriu o marcador. Três minutos mais tarde, após bela jogada de Muriqui, Felipe defendeu, mas Cristian aproveitou e fez o segundo.

O Avaí continuou pressionando, marcando a saída de bola do Santos, que errava muitos passes. As únicas tentativas saíam dos pés de Madson. Até que Rafael derrubou Rodrigo Mancha na área aos 27 min. Na cobrança, Kléber Pereira converteu e diminuiu.

No segundo tempo, o Avaí parecia que liquidaria o duelo. Cristian fez boa jogada e por pouco não marcou o seu terceiro gol. Mas o jogo ficou equilibrado e o Santos cresceu na partida, mesmo com um a menos, já que Adaílton havia sido expulso,. Aos 39 minutos do segundo tempo, conseguiu o empate com Paulo Henrique.