Santos 2 x 0 Bragantino

Data: 27/01/2008, domingo, 18h10.
Competição: Campeonato Paulista – 1ª Fase – 4ª rodada
Local: Estádio da Vila Belmiro, em Santos, SP.
Público: 4.716 pagantes
Renda: R$ 61.430,00
Árbitro: Rodrigo Martins Cintra (SP)
Auxiliares: Marcelo Carvalho Van Gasse e Edvânio Ferreira Duarte (SP)
Cartões amarelos: Anderson Salles (Santos), Nei Santos, César Gaúcho, Da Silva (Bragantino)
Gols: Thiago Luís (34-1) e Kléber (37-2).

SANTOS
Fábio Costa; Adaílton, Anderson Salles e Betão; Filipi, Adriano, Rodrigo Souto, Rodrigo Tabata (Alex) e Kléber; Tiago Luis e Kléber Pereira (Renatinho).
Técnico: Emerson Leão

BRAGANTINO
Gléguer; Nei Santos, Thiago Vieira e Da Silva; Niander (Rafael Aidar), César Gaúcho, Moradei, Zeziel e Anderson (Paulinho); Malaquias e Bill (Rafinha).
Técnico: Marcelo Veiga



Novato marca, Santos vence a 1ª no Paulista e renova esperanças

Com um gol do atacante Tiago Luís, 18, destaque do Santos na última Copa São Paulo, o time da Vila Belmiro fez 2 a 0 no Bragantino neste domingo (27), em casa, registrando a sua primeira vitória no Campeonato Paulista.

Com o resultado, o Peixe foi a quatro pontos após quatro rodadas, e ainda briga contra as últimas posições na tabela de classificação. A liderança do Estadual é da Ponte Preta, único time com 100% de aproveitamento, seguida pelo Guaratinguetá (nove pontos). O Bragantino tem seis pontos.

Depois desta tarde, o Santos conseguiu renovar as suas esperanças, abaladas pelos maus resultados nos outros jogos (duas derrotas e um empate) e pela suposição de Emerson Leão a respeito de um complô entre os jogadores para derrubá-lo do cargo de treinador.

Diante da torcida, o time deu a resposta pedida pelo técnico e se recuperou pelo menos psicologicamente. E ainda deu alento aos torcedores, com as estréias dos novatos Anderson Salles e Tiago Luís, que defenderam o clube no torneio júnior do começo do ano. O atacante, particularmente, marcou oito gols em quatro partidas.

Ele fez apenas um treinamento coletivo pelo profissional, surpreendendo Leão e marcando contra os reservas. Caso semelhante aos de Robinho e Diego, que ganharam destaque sob comando do treinador apesar de terem sido lançados pela primeira vez por Celso Roth, no Torneio Rio-SP de 2002.

Nesta tarde foi a vez de Tiago Luís, que marcou aos 34min do primeiro tempo ao aproveitar um passe alto perfeito de Kleber a partir da lateral. Tiago entregou seu “cartão de visita”, tornou-se conhecido e precisou de ajuda dos seguranças do clube para descer ao vestiário no intervalo.

Leão deu seqüência às renovações no segundo e colocou em campo Alex, que também esteve na Copa São Paulo, e Renatinho, sacando Rodrigo Tabata e Kléber Pereira, respectivamente.

O setor ofensivo registrou queda de produtividade, e o Bragantino aproveitou para crescer no jogo. E só não empatou o placar por causa da atuação de Fábio Costa, que fez defesas difíceis, e pela falta de pontaria. A insistência do time do interior foi penalizada aos 37min, quando o goleiro Gléguer falhou e viu Nei Santos marcar contra.