Santos 3 x 2 Noroeste

Data: 09/03/2008, domingo, 18h10.
Competição: Campeonato Paulista – 1ª fase – 13ª rodada
Local: Estádio Vila Belmiro, em Santos, SP.
Público: 12.537 pagantes
Renda: R$ 88.905,00
Árbitro: Guilherme Cereta de Lima (SP)
Auxiliares: João Bourgalber Nobre Chaves e Edvanio Ferreira Duarte (ambos de SP)
Cartões amarelos: Wesley (S); Luciano Bebê (N)
Cartão vermelho: Edylton e Leandrinho (N).
Gols: Betão (04-1), Kléber Pereira (21-1) e Edno (35-1); Leandrinho (10-2) e Kléber Pereira (18-2, de pênalti).

SANTOS
Fábio Costa; Adoniran, Betão, Domingos e Carleto (Marcelo); Rodrigo Souto, Adriano e Molina (Rodrigo Tabata); Wesley, Kléber Pereira e Sebastián Pinto (Mariano Trípodi).
Técnico: Emerson Leão

NOROESTE
Fabiano; Edylton, Bonfim, Anderson Marques e Leandro Soares (Gilsinho); Júlio, Ralf, Luciano Bebê (Luis Cláudio) e Edno (Borebi); Vandinho e Leandrinho.
Técnico: Márcio Bittencourt



Santos vence sob ‘efeito Vila’ e renova esperanças no Paulistão

O Santos fez valer o ‘efeito casa’ neste domingo (9), venceu o Noroeste por 3 a 2 na 13ª rodada do Campeonato Paulista e renovou as suas esperanças em chegar ao G-4.

Com o resultado, o clube do litoral foi aos 17 pontos e pulou da 14ª para a 12ª posição na tabela, enquanto o Noroeste, que viu cair uma invencibilidade de sete jogos, agora é o oitavo.

Com desempenho pífio longe de seus domínios em 2008 – condição em que contabiliza 9,5% dos 21 pontos disputados, com dois empates e cinco derrotas -, o Alvinegro caracterizou-se por apresentar duas frentes nesta temporada.

Dentro da Vila, o time de Emerson Leão é diferente. E chegou neste domingo a um aproveitamento de 79,1% dos pontos que jogou diante do torcedor – foram seis vitórias, um empate e uma derrota.

O início da festa na Baixada foi aos 3min de jogo, e o ‘presente’ surgiu pelos pés de Betão.

O zagueiro dominou a bola na entrada da área, chutou de perna esquerda e a viu desviar em um rival para enganar o goleiro Fabiano.

Com a estréia de Sebastian no ataque, o Santos apresentou uma formação com dois centroavantes nesta noite.

E, em princípio, acertou. Aos 20min foi a vez de Kléber Pereira ampliar para 2 a 0 em lance em que demonstrou categoria.

A equipe da casa cedeu ainda na primeira etapa. Aos 34min, Edno recebeu cruzamento e escorou a bola de cabeça para diminuir.

No segundo tempo, Leandrinho esqueceu que o Noroeste não contava com o artilheiro Otacílio Neto e aproveitou escanteio aos 9min para marcar de cabeça em vacilo da marcação santista.

Aos 15min, Domingos dividiu bola cruzada na área e um defensor rival afastou-a com a mão.

Após polêmica, o árbitro consultou um de seus auxiliares e marcou o pênalti, batido e convertido por Kléber Pereira para definir a vitória santista.