São Caetano 0 x 1 Santos

Data: 16/03/2008, domingo, 16h00.
Competição: Campeonato Paulista – 1ª fase – 15ª rodada
Local: Estádio Bruno José Daniel, em Santo André, SP.
Público: 4.589 torcedores
Renda: R$ 89.325,00
Árbitro: Marco Antonio de Oliveira Sá
Auxiliares: Vicente Romano Neto e Matheus Camolesi
Cartões amarelos: Júlio César (SC); Domingos, Vítor Júnior e Kléber
Pereira (S).
Gol: Kléber Pereira (29-1).

SÃO CAETANO
Júlio César; Neto, Aderaldo, Tobi e Rogério (Athos); Galiardo, Hernani, Douglas e Andrezinho (Galvão); Rafinha (Canindé) e Tico.
Técnico: Pintado

SANTOS
Fábio Costa; Adoniran, Domingos, Betão e Kléber; Marcinho Guerreiro, Rodrigo Souto, Molina (Marcelo) e Wesley (Vítor Júnior); Sebastián (Renatinho) e Kléber Pereira.
Técnico: Emerson Leão



Kléber Pereira mantém esperança santista de ir às finais do Paulista

Com um gol de coxa de Kléber Pereira, o Santos venceu o São Caetano por 1 a 0 neste domingo (16), foi aos 23 pontos e manteve as esperanças de chegar à semifinal do Campeonato Paulista.

O centroavante chegou ao seu décimo gol no Estadual e segue firme na luta pela artilharia, título que disputa atualmente com Otacílio Neto (10), do Noroeste, e Pedrão (11), do Barueri. De quebra, o camisa 9 colocou o Peixe nesta 15ª rodada em uma rota de três vitórias seguidas.

O próximo adversário santista é o líder Guaratinguetá, fora de casa, no dia 22. O Azulão, que permaneceu com 19 pontos, visita o Ituano no mesmo dia.

A partida desta tarde foi realizada no estádio Bruno José Daniel, em Santo André, região do ABC paulista, e começou com 20 minutos de atraso em função da ausência de uma ambulância no local.

Em um primeiro tempo bem movimentado e com chances para os dois lados, foi o Santos quem se deu melhor.

Kléber Pereira aproveitou vacilo da zaga do Azulão, que desviou errado uma batida de escanteio de Molina, e escorou a bola de coxa, aos 29min, para abrir o placar.

O Peixe teve chances para ampliar a vantagem ainda antes do intervalo. Molina, por exemplo, mandou a bola na trave de Júlio César em arremate de perna direita. Mas foi o goleiro Fábio Costa quem protagonizou o lance mais bonito, ao espalmar à queima-roupa bola chutada por Galiardo da marca do pênalti.

Os donos da casa voltaram melhor na etapa complementar, pressionando o Santos e levando perigo à área de Fábio Costa. Mas o Peixe conseguiu segurar a vitória que lhe mantém vivo na luta pela semifinal.