Santos 2 x 0 Vitória

Data: 03/09/2008, quarta-feira, 22h00.
Competição: Campeonato Brasileiro – 24ª rodada
Local: Estádio da Vila Belmiro, em Santos, SP.
Público: 10.061 pagantes
Renda: R$ 56.425,00
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (MG)
Auxiliares: Rodrigo Otavio Baeta e Jair Albano (MG)
Cartões amarelos: Vanderson, Anderson Martins e Rodrigão (V).
Gols: Kléber Pereira (04-1) e Kléber Pereira (30-2).

SANTOS
Douglas; Wendel, Domingos, Fabiano Eller e Carleto; Rodrigo Souto, Brum, Bida e Michael (Molina, depois Wesley); Cuevas (Pará) e Kléber Pereira.
Técnico: Márcio Fernandes

VITÓRIA
Viáfara; Marco Aurélio, Leonardo Silva, Anderson Martins e Marcelo Cordeiro; Vanderson, Renan (Marco Antonio), Willians (Leandro Domingues) e Ramon (Trípodi); Marquinhos e Rodrigão.
Técnico: Vagner Mancini



Kléber Pereira marca, Santos bate Vitória e deixa rabeira do Brasileiro

Kléber Pereira manda na Vila Belmiro. Artilheiro do Brasileirão, o atacante santista ratificou a fama de “goleador caseiro”, marcando os gols do triunfo alvinegro sobre o Vitória, 2 a 0, nesta quarta-feira, resultado que tira momentaneamente o Santos da zona de rebaixamento.

Isolado na artilharia do torneio, Pereira chega à marca de 17 gols marcados, sendo 16 deles anotados na Vila Belmiro.

“Não ligo muito para esses negócios de número. Sempre entrou para fazer gol e ajudar o grupo. Tomara que o Kléber continue assim”, disse Kléber Pereira, referindo-se a ele na terceira pessoa do singular.

O Santos agora depende de tropeços de Portuguesa, Náutico e Fluminense, que atuam nesta quinta, para terminar a rodada fora da rabeira. Derrotado, o Vitória permanece na zona da Copa Sul-Americana

Superior desde o começo de partida, o Santos não demorou para ficar à frente no marcador. Em boa triangulação, Cuevas tocou para Souto na entrada da área, que encontrou Kleber Pereira na cara de gol. O atacante santista chutou cruzado, sem chance para Viáfara.

O gol deu maior tranqüilidade ao Santos, que não foi nem sombra daquele time que tropeçou seguidamente na Vila no primeiro turno. Arrumado em campo, o Santos apostou em jogadas de velocidade puxadas por Nelson Cuevas, em noite inspirada.

Já o Vitória demonstrou dificuldade na etapa inicial em articular jogadas ofensivas. Bem marcados, Marquinhos e Ramón pouco criaram. A equipe baiana ainda sofreu com a perda de Willians, substituído ainda no primeiro tempo devido a problema muscular.

Apático no primeiro tempo, o Vitória voltou mais aceso após o intervalo. Bem postada, a defesa santista, entretanto, impediu avanços do ataque do clube baiano. Ao contrário da etapa inicial, Santos e Vitória reduziram produção na segunda metade de jogo. Goleiros, Viáfara e Douglas praticamente assistiram à partida até os 20 min sem serem incomodados.

Somente aos 23 min da 2ª etapa que Douglas foi exigido, fazendo excelente defesa em chute de Marquinhos. A partir daí a partida voltou a esquentar. Pereira, sempre ele, novamente desequilibrou. Em jogada pela direita com Pará, o artilheiro do Brasileiro se desvencilhou da zaga para anotar seu segundo gol no jogo.

Sem ser ameaçado pelo Vitória, o Santos cadenciou o jogo, esperando o apito final. Tanto foi o domínio alvinegro que até o zagueiro Domingos se arriscou no ataque, por pouco não fazendo o gol.