Bragantino 2 x 3 Santos

Data: 25/01/2007, 20h30.
Competição: Campeonato Paulista – 1ª fase – 4ª rodada
Local: Estádio Marcelo Stéfani, em Bragança Paulista, SP.
Público: 4.051 pagantes
Renda: N/D
Árbitro: Phillipe Lombard
Auxiliares: Ana Paula Silva de Oliveira e Luiz Quirino da Costa
Cartões amarelos: Cris, Somália e Mário (B); Pedro, Adaílton, Rodrigo Souto e Domingos (S).
Gols: Cléber Santana (14-1) e Alex Afonso (36-1); Cléber Santana (20-2), Rodrigo Tiuí (26-2), e Zelão (28-2).

BRAGANTINO
Felipe, Cris, Zelão (Neizinho), Luis Henrique (Somália), Julio César, Moradei, Mário, Adriano (Bill) Thiago Vieira, Alex Afonso e Éverton.
Técnico: Marcelo Veiga

SANTOS
Fábio Costa, Pedro, Adaílton, Antônio Carlos (Avalos), Kléber; Maldonado, Rodrigo Souto, Cléber Santana (Rodrigo Tabata), Zé Roberto, Fabiano (Domingos) e Jonas (Rodrigo Tiuí).
Técnico: Vanderlei Luxemburgo



Santos supera maratona, vence o Bragantino e é líder

Contra o Bragantino, o cansaço e o gramado alto, o Santos conseguiu manter 100% de aproveitamento no Campeonato Paulista. Com dificuldades, o time da Vila Belmiro venceu fora de casa por 3 a 2, em partida válida pela terceira rodada do Estadual.

A vitória foi a quarta da equipe alvinegra em 2007, em um intervalo de apenas nove dias. Devido à sua participação na fase preliminar da Copa Libertadores, que começa na próxima quarta-feira, o Santos teve seu jogo da quinta rodada, contra o Sertãozinho, antecipado.

Por isso, o técnico Vanderlei Luxemburgo tem tido problemas para descansar seus atletas. “Hoje nós vamos sair daqui e vamos direto para a concentração. Tem de ter sacrifício, sem sacrifício não se chega a lugar algum”, disse o treinador.

No entanto, mesmo com o cansaço, o Santos entrou em campo com força máxima. Antes do jogo, havia a expectativa de que o zagueiro Antônio Carlos fosse poupado, mas Luxemburgo resolveu utilizar o jogador. No gramado, o experiente defensor protagonizou o lance do gol do Bragantino, depois de errar um recuo para Fábio Costa.

“A gente conhece o gramado, sabe que enrosca um pouquinho, então a gente combinou que quando um zagueiro for recuar a gente aperta. Méritos para o Éverton que fez tudo certinho”, disse Alex Afonso, autor do gol, referindo-se ao companheiro que tomou a bola.

Mas o percalço não impediu que o Santos chegasse à sua quarta vitória no Campeonato Paulista. Com um jogo a mais que os demais clubes, o clube alvinegro assumiu a liderança do Estadual com 12 pontos, três a mais que Corinthians, Palmeiras e Noroeste. Já o Bragantino permanece na oitava posição, ainda com quatro pontos.

Em campo, porém, o resultado não aconteceu de maneira tão tranqüila quanto nas duas últimas rodadas (3 a 0 no São Caetano e 4 a 1 no Sertãozinho). Com dificuldades para superar a marcação do Bragantino, o Santos só chegou ao gol com Cléber Santana, aos 14min, mas sofreu o empate antes do intervalo, aos 36min.

Mas a conversa de Luxemburgo no intervalo mudou o jogo. Para a segunda etapa, Rodrigo Tiuí entrou na equipe, e protagonizou a virada alvinegra. Foi ele quem sofreu o pênalti, batido por Cléber Santana, aos 20min, e foi ele quem ampliou aos 26min, aproveitando bom passe de Rodrigo Tabata. Pouco depois, aos 28min, Zelão conseguiu diminuir, mas o Bragantino acabou mesmo perdendo por 3 a 2.