Marília 0 x 1 Santos

Data: 25/02/2007, domingo, 18h10.
Competição: Campeonato Paulista – 10ª rodada
Local: Estádio Bento de Abreu, em Marília, SP.
Público: 10.404 pagantes
Renda: N/D
Árbitro: Eduardo César Coronado Coelho
Auxiliares: Aline Lambert e Marcos Joel Alves
Cartões amarelos: Marcelo e Adriano (S).
Gol: Ávalos (43-2).

SANTOS
Fábio Costa, Denis, Marcelo, Ávalos e Carlinhos; Adriano, Rodrigo Souto, Pedrinho e Rodrigo Tabata (Fabinho); Jonas (Renatinho) e Fabiano (Júnior).
Técnico: Vanderlei Luxemburgo

MARÍLIA
Julio César, Dedimar, René e Luciano Camilo; Bruno Ribeiro, Fernando, Max Carrasco, Juninho (Naldinho) e Dickson (Rodolfo Augusto); Fabiano Gadelha (Basílio) e Wellington Amorim.
Técnico: Lori Sandri



Com nove reservas, Santos vence Marília com gol no fim e se mantém na ponta

Sem nove jogadores considerados titulares e com muito sufoco. Foi assim que o Santos venceu o Marília por 1 a 0 neste domingo, fora de casa, e manteve a liderança isolada do Campeonato Paulista. O gol da vitória, de Ávalos, só aconteceu aos 43min da etapa final.

Devido ao cansaço de seus comandados – o time disputou sua 13ª partida em pouco mais de um mês -, o técnico Vanderlei Luxemburgo resolveu poupar vários atletas.

Além de Kléber, suspenso pelo terceiro cartão amarelo, o lateral Pedro, os zagueiros Adaílton e Antonio Carlos, o volante Maldonado, os meias Zé Roberto e Cléber Santana e os atacantes Rodrigo Tiuí e Marcos Aurélio ficaram fora da partida.

Com isso, a equipe que entrou em campo para enfrentar o Marília não foi apenas um time misto, e sim um time reserva, já que os únicos titulares em campo eram o goleiro Fábio Costa e o volante Rodrigo Souto.

“A estratégia de não usar os jogadores que vinham jogando foi boa porque vencemos. Contávamos com o resultado positivo e conseguimos. Sabíamos também que pela gordura que temos, dava para arriscar um pouco. O importante é que fomos felizes”, disse o técnico Vanderlei Luxemburgo após a partida.

Além disso, o treinador ainda foi obrigado a promover uma estréia. Sem poder contar com Leonardo, contratado no meio da semana, mas ainda sem condições físicas, e Domingos, lesionado, Luxemburgo utilizou o jovem zagueiro Marcelo, que atuou pela primeira vez no profissional.

Mesmo assim, o Santos não repetiu a atuação do último fim de semana, quando foi surpreendido em casa pelo São Bento, e manteve a liderança do Campeonato Paulista, agora com 25 pontos ganhos.

Já o Marília perdeu sua chance de se aproximar da zona de classificação para o troféu Campeão do Interior, se mantendo na 11ª posição da tabela com apenas 12 pontos ganhos.

Em campo, no entanto, as coisas não foram fáceis para a equipe da Baixada Santista. No primeiro tempo, o time do técnico Vanderlei Luxemburgo sentiu a falta de entrosamento e só ameaçou o gol do Marília em lances de bola parada.

Na segunda etapa, no entanto, a equipe alvinegra apresentou melhoras. Aos poucos, as jogadas santistas começaram a funcionar e o novo obstáculo no caminho era a boa atuação do goleiro Julio César, que fez pelo menos duas defesas importantes. Foi somente a dois minutos do fim da partida que Ávalos, de cabeça, abriu o placar para os visitantes.