URT 1 x 3 Santos

Data: 22/03/2006, quarta-feira, 21h45.
Competição: Copa do Brasil – 1ª fase – Jogo de ida.
Local: Estádio Zama Maciel, em Patos de Minas, MG.
Público e renda: N/D
Árbitro: Sérgio da Silva Carvalho (DF)
Cartões amarelos: Ditinho (U); Magnum (S).
Cartão vermelho Mantena (U).
Gols: Renianldo (21-1); Ditinho (04-2), Léo Lima (30-2) e Reinaldo (31-2).

URT
Williams; Bráulio, Valdemir, Germano (Fernando) e Adriano; Rodrigo, Mantena, Ivan Carlos (Saulo) e Thiago Vieira; Ditinho e Carioca (André).
Técnico: Souza

SANTOS
Fábio Costa; Manzur, Ronaldo Guiaro (Léo Lima) e Luiz Alberto; Fabinho, Wendel (Magnum), Cléber Santana, Heleno e Kléber; Geílson (Rodrigo Tabata) e Reinaldo.
Técnico: Vanderlei Luxemburgo



Com dois gols de Reinaldo, Santos vence a URT e se classifica na Copa do Brasil

O Santos venceu a URT por 3 a 1, nesta quarta-feira, em jogo de ida da segunda fase da Copa do Brasil. Com o resultado, o time santista eliminou o jogo de volta e garantiu vaga nas oitavas-de-final da competição nacional.

Na próxima fase da Copa do Brasil, o Santos enfrenta o Brasiliense, que passou pelo Remo.

O Santos teve dificuldade para criar oportunidades de gol no início do jogo. As grandes chances do time da Vila Belmiro aconteceram em bolas paradas: faltas e escanteios.

Em um destes lances, aos 21min, depois de um escanteio, a defesa mineira cortou mal, Luís Alberto ganhou o rebote e, de cabeça, tocou para Reinaldo dominar, bater e abrir o placar.

O Santos só atacava pela esquerda, principalmente com avanços constantes de Kléber. E foi exatamente nos buracos deixados pelo lateral que a URT passou a dominar a partida. Por duas vezes, aos 28min e aos 34min, a URT entrou na defesa santista e o empate só não aconteceu graças ao goleiro Fábio Costa.

Aos 43min, quando a URT parecia perto do empate, Mantena deu uma cotovelada em Wendel. O árbitro Sérgio Carvalho expulsou o meia da equipe mineira.

Apesar de estar com um jogador a menos, a URT voltou para a etapa final disposta a empatar o jogo. Logo aos 3min, Ditinho recebeu um lançamento, outra vez entre Ronaldo e Kléber, e tocou na saída de Fábio Costa.

O técnico Vanderlei Luxemburgo, então, utilizou atletas que estavam sendo poupados. Com Rodrigo Tabata e Léo Lima, o Santos cresceu e fez o placar que lhe interessava.

Aos 30min, Rodrigo Tabata tocou para o meio da área. Léo Lima, que acabara de entrar, empurrou para o fundo das redes.

Um minuto depois, Reinaldo driblou o goleiro e garantiu a classificação santista.