Santos 4 x 1 Linense

Data: 12/02/2012, domingo, 19h30.
Competição: Campeonato Paulista – 1ª fase – 7ª rodada
Local: Estádio 1° de Maio, em São Bernardo do Campo, SP.
Público: 4.226 pagantes
Renda: R$ 96.555,00
Árbitro: Marcelo Aparecido Ribeiro de Souza
Auxiliares: Alberto Poletto Masseira e Alex Alexandrino
Adicionais: Claudinei Forati Silva e Alessandro Darcie
Cartões amarelos: Bruno Rodrigo e Felipe Anderson (S); Anderson Luis, Andrade e Alexandre Silva (L).
Gols: Bruno Rodrigo (27-1); Vinícius Simon (16-2), Diego Macedo (21-2), Anderson Carvalho (28-2) e Dimba (30-2).

SANTOS
Rafael; Rafael Caldeira, Bruno Rodrigo e Vinícius Simon; Crystian (Pará), Anderson Carvalho, Ibson, Felipe Anderson (Breitner) e Paulo Henrique; Rentería (Dimba) e Alan Kardec.
Técnico: Muricy Ramalho

LINENSE
Douglas; Marcelo (Wellington), Bruno Quadros, Pablo e Anderson Luis; Tarracha (Alexandre Silva), Marlon, Andrade e Neto (Diego Macedo); João Henrique e Lenilson.
Técnico: Pintado



Reservas do Santos goleiam Linense

Os reservas do Peixe deram conta do recado e derrotaram o Linense, pelo placar de 4 a 1, na noite deste domingo

O Santos resolveu poupar os seus titulares nesta rodada do final de semana do Campeonato Paulista, visando a estreia do clube na Copa Libertadores da América, diante do The Strongest (Bolívia), na próxima quarta-feira, em La Paz. Mas os reservas do Peixe deram conta do recado e, com facilidade, derrotaram o Linense, pelo placar de 4 a 1, na noite deste domingo, no Estádio 1° de Maio, em São Bernardo do Campo.

Com a vitória sobre o Elefante da Noroeste, os santistas alcançaram o seu segundo triunfo consecutivo no torneio, subindo para a sexta posição, com 12 pontos. Já o Linense caiu para a 13° colocação, com os mesmos oito pontos ganhos de antes.

Depois de estrear na Libertadores, na altitude de La Paz, o Alvinegro Praiano voltará a jogar no Paulistão contra o Mirassol, no próximo sábado, às 18h30 (horário de Brasília), no José Maria de Campos Maia. O Elefante da Noroeste, por sua vez, recebe o Bragantino, no Estádio Gilberto Siqueira.

O jogo

Mesmo com a forte chuva no ABC Paulista, o Santos começou a partida ofensiva, em busca do seu primeiro gol logo nos minutos iniciais do confronto. A primeira chance de gol do Peixe surgiu aos quatro minutos, com o zagueiro Bruno Rodrigo aproveitando cobrança de escanteio para chutar forte, mas o gol foi evitado pela defesa do goleiro Douglas.

O Linense respondeu a boa oportunidade criada pelos santistas em cobrança de falta de Andrade, aos sete minutos. O volante cobrou bem a infração, exigindo boa defesa do goleiro Rafael, único titular alvinegro utilizado pelo técnico Muricy Ramalho neste jogo.

Rafael ainda voltaria a trabalhar, em dose dupla, nos primeiros minutos do confronto. Aos 11, Marcelo arriscou uma finalização de longa distância, o camisa 1 do Santos rebateu e Neto, mesmo aproveitando a sobra, cara a cara com Rafael, não conseguiu marcar para o Elefante da Noroeste.

O Peixe voltou a ameaçar o Linense, aos 21, quando Crystian fez o cruzamento pela direita, o goleiro Douglas dividiu com Renteria e afastou parcialmente a bola, com o rebote caindo nos pés de Felipe Anderson. O meia santista, desequilibrado, não conseguiu aproveitar a chance e mandou a bola pela linha de fundo.

Com o gramado pesado, o Alvinegro Praiano foi encontrando o seu melhor futebol aos poucos. O resultado disso apareceu no pênalti cometido pelo lateral esquerdo Anderson Luis. Na cobrança, aos 26, o atacante Alan Kardec acertou a trave esquerda de Douglas.

No entanto, se o Santos não converteu a penalidade máxima, no minuto seguinte o time da Vila Belmiro não perdoou e balançou as redes adversárias. Em lance confuso na grande área, o zagueiro Bruno Rodrigo chutou e a bola atravessou a linha do gol, antes de ser cortada por um zagueiro do Elefante da Noroeste.

O assistente que acompanhava o ataque santista e o árbitro adicional colocado atrás do gol do Linense confirmaram o tento para o zagueiro, mesmo com Alan Kardec pegando o rebote e batendo para o gol.

Com o gol do Peixe, o Elefante da Noroeste passou a se arriscar mais no campo de ataque e levou perigo, aos 42, em lance individual de Lenilson. O atacante limpou a marcação e soltou a bomba de perna esquerda, assustando Rafael.

Na volta para o segundo tempo, o técnico Pintado trocou o meia Neto pelo lateral Diego Macedo, buscando mudar a forma de atuar de sua equipe. Perigoso, Macedo quase empatou para o Linense, aos 13, mas Rafael evitou o gol mais uma vez;

Só que os alvinegros continuavam dominando a partida, mesmo com as perigosas jogadas de ataque do adversário. Aos 16, o Santos ampliou a sua vantagem com Vinícius Simon. O zagueiro aproveitou cobrança de escanteio e subiu livre, no meio da zaga do Elefante da Noroeste, para marcar o segundo gol de seu time.

Cinco minutos após o segundo gol santista, o Linense descontou com Diego Macedo, que aproveitou o rebote de um chute de João Henrique, defendido parcialmente por Rafael.

Mas o Peixe não se intimidou com o gol sofrido e voltou a estufar as redes dos visitantes, aos 28. O volante Anderson Carvalho arriscou o chute, a bola desviou em Bruno Quadros e venceu o goleiro Douglas, que nada pôde fazer para evitar mais um tento alvinegro.

Na sequência, aos 30, foi a vez de Dimba, que havia entrado no lugar do colombiano Renteria, deixar a sua marca. O jovem centroavante recebeu ótimo passe de Anderson Carvalho e tocou a bola por cima de Douglas: 4 a 1 para o Santos. Após o quarto gol, o Peixe se preocupou mais em administrar a vantagem construída do que tentou ampliar o marcador. Desta forma, o resultado se manteve até o apito final do árbitro.