Santos 2 x 0 Bragantino

Data: 25/03/2012, domingo, 18h30.
Competição: Campeonato Paulista – 1ª fase – 15ª rodada
Local: Estádio da Vila Belmiro, em Santos, SP.
Público: 5.416 pessoas
Renda: R$ 122.365,00
Árbitro: Philippe Lombard
Auxiliares: Giulliano Neri Colisse e William Rogério dos Santos Turola
Adicionais: Marcelo Aparecido Ribeiro de Souza e Regildenia de Holanda Moura
Cartões amarelos: Adriano e Arouca (S); Fernando Gabriel, Junior Lopes, Léo Jaime e Reinaldo (B).
Cartão vermelho: Jean Pablo (B)
Gols: Alan Kardec (18-1); Borges (10-2).

SANTOS
Rafael; Maranhão, Bruno Rodrigo, Durval e Juan; Adriano, Henrique (Ibson), Arouca e Paulo Henrique Ganso; Neymar e Alan Kardec (Borges).
Técnico: Muricy Ramalho

BRAGANTINO
Rafael Santos; Junior Lopes, Jean Pablo e Luiz Henrique; Victor Ferraz, Diego Paulista (Reinaldo), Eder, Fernando Gabriel e Léo Jaime (Luciano Castan); Romarinho e Giancarlo (Lincom).
Técnico: Marcelo Veiga



Santos faz a lição de casa, derrota o Bragantino e segue em quarto

Equipe de Muricy Ramalho chegou aos 30 pontos na tabela do Paulistão. Alan Kardec e Borges marcaram para o Santos

Sem grande esforço, o Santos fez a sua “lição de casa” e derrotou o Bragantino, por 2 a 0, na noite deste domingo, na Vila Belmiro. Com um gol em cada tempo, Alan Kardec e Borges garantiram mais uma vitória do Peixe no Campeonato Paulista, em confronto válido pela 15° rodada da competição.

A vitória manteve os santistas na quarta posição do Estadual, agora com 30 pontos. Enquanto isso, o o time do inteiror continua na oitava colocação, com 23 pontos ganhos.

Na próxima rodada, o Alvinegro Praiano recebe o Guaratinguetá, na próxima quinta-feira, às 21 horas (horário de Brasília), na Vila. Já o Braga volta a jogar fora de casa, contra o Mirassol, na próxima quarta, no Estádio José Maria de Campos Maia.

O jogo

Com quatro titulares poupados, o Santos começou a partida em ritmo lento. Se aproveitando disso, o Bragantino foi para o ataque nos primeiros minutos de jogo, tentando surpreender os donos da casa. Logo aos 2 minutos, o Bragantino quase abriu o placar em cobrança de escanteio, desviada no meio do caminho, que acertou a trave direita do goleiro santista.

Mas, aos poucos, o Santos foi se encontrando dentro de campo e passando a impor o seu ritmo. Aos 18, Paulo Henrique Ganso tabelou com Arouca e, de primeira, tocou para Alan Kardec apenas completar para o fundo das redes de Rafael Santos: 1 a 0 para o time de Muricy Ramalho.

Apesar do domínio santista após o gol, o Bragantino voltou a assustar, aos 32. Fernando Gabriel, em cobrança de falta da entrada da área, acertou a trave esquerda de Rafael, assustando a torcida.

Para o segundo tempo, o técnico Muricy Ramalho promoveu duas alterações no seu time: Ibson entrou no lugar de Henrique e Borges na vaga de Alan Kardec, respectivamente.

A situação do Bragantino, que já era difícil, ficou ainda mais complicada no início da etapa complementar, quando Jean Pablo fez duas faltas seguidas em Neymar e, depois de receber o cartão amarelo, foi expulso.

Na sequência, o Santos chegou ao seu segundo gol. Aos 10, Maranhão acertou a trave de Rafael Santos e, no rebote, Borges conferiu, estufando as redes, sem chances para o goleiro do Braga. Com o jogo praticamente definido, o Santos diminuiu o ritmo e passou a valorizar mais a posse de bola, deixando o tempo passar.

Bastidores – Santos TV:

Neymar se estranha e troca farpas com zagueiro do Bragantino

O atacante do Santos sofreu com as seguidas faltas cometidas pelos zagueiros do Massa Bruta durante o jogo deste domingo

O atacante Neymar não teve uma atuação brilhante na vitória sobre o Bragantino, por 2 a 0, na noite deste domingo, na Vila Belmiro. Mesmo assim, o jogador do Santos sofreu com as seguidas faltas cometidas pelos zagueiros do rival. No intervalo do jogo, o camisa 11 teceu críticas contra Junior Lopes.

Ao ser questionado sobre a marcação do defensor do Braga, Neymar disparou contra Junior Lopes: “Ele me bate e fala: Deus abençoe”, revelou o atacante, que voltou a criticar o defensor rival após a partida.

“Todo jogo tem um ‘Deus te abençoe’. Mas até fico feliz quando isso acontece. É sinal de que o meu trabalho está sendo reconhecido”, comentou Neymar, tentando minimizar o assunto depois do apito final do árbitro.

Junior Lopes, por sua vez, explicou a situação e ironizou as declarações do craque santista. “Uma hora ele se irritou, disse que estavam batendo nele. Só que não é por maldade. Ele é muito rápido, então, muitas vezes você vai tentar tirar a bola e acaba acertando ele. Uma hora, ele me xingou e eu falei: ‘Deus te abençoe’. Mas está tranquilo”, destacou.

O técnico santista, Muricy Ramalho, também comentou o assunto e não quis polemizar em cima do tema. “Em relação ao adversário a gente tem de respeitar. Eles jogam duro, mas são muito religiosos. Quando eu fui cumprimentá-lo (Junior Lopes), ele falou a mesma coisa. Isso é normal. Me parece uma característica desse atleta”, opinou.