Santos 5 x 0 Guaratinguetá

Data: 29/03/2012, quinta-feira, 21h00.
Competição: Campeonato Paulista – 1ª fase – 16ª rodada
Local: Estádio da Vila Belmiro, em Santos, SP.
Público: 4.449 total
Renda: R$ 100.130,00
Árbitro: José Cláudio Rocha Filho
Auxiliares: Paulo de Souza Amaral e Maria Núbia Ferreira Leite
Adicionais: Antonio Rogério Batista do Prado e Magno de Sousa Lima Neto
Cartões amarelos: Ibson, Durval e Fucile (S); Jeovanio, Mateus Borelli e Jaílson (G).
Cartão vermelho: Gercimar (G)
Gols: Neymar (03-1), Borges (25-1), Juan (35-1) e Neymar (42-1, de pênalti); Neymar (42-2, de pênalti).

SANTOS
Rafael; Fucile (Maranhão), Edu Dracena, Durval e Juan; Adriano, Arouca (Elano), Ibson (Felipe Anderson) e Paulo Henrique Ganso; Neymar e Borges.
Técnico: Muricy Ramalho

GUARATINGUETÁ
Jaílson; Leandro Silva, Fernando, Rocha e Reinaldo; Gercimar, Jeovanio, Rick e Nenê (Mateus Borelli); Careca e Pimenta (Marcinho).
Técnico: Carlos Octávio do Valle (interino).



Santos atropela Guaratinguetá no 1º tempo, dá show e confirma vaga

Assim como o “trio de ferro” da capital, o Santos também está classificado para a próxima fase do Campeonato Paulista. Com bastante tranquilidade, a equipe do técnico Muricy Ramalho goleou o Guaratinguetá por 5 a 0 pela 16ª rodada na Vila Belmiro nesta quinta-feira e confirmou sua participação nas quartas de final do Estadual. Destaque novamente para o atacante Neymar, que brilhou com belas jogadas e três gols – sendo dois em cobranças de pênaltis.

Além de confirmar a vaga nas quartas de final do Paulista, o Santos retoma a quarta posição na classificação. O time comandado pelo técnico Muricy Ramalho chegou aos 33 pontos e passou o Mogi Mirim, que empatou por 2 a 2 com o Ituano nesta quarta-feira e foi a 31. Já o Guaratinguetá segue com apenas 11 pontos ganhos, na 18ª colocação, na zona de rebaixamento.

Antes da partida, o ex-locutor Osmar Santos entregou uma placa a Neymar pelos dois belos gols marcados contra o Internacional, pela Libertadores. Na próxima rodada do Paulista, o Santos encara a Portuguesa, neste domingo, às 16h (de Brasília) no Estádio do Canindé. Um pouco mais tarde, às 18h30, o Guaratinguetá recebe a Ponte Preta no Dario Rodrigues Leite.

Neymar faz gol “relâmpago” e Santos goleia

Precisando dos três pontos para confirmar matematicamente a vaga na próxima fase do Estadual, Muricy Ramalho escalou o time considerado titular do Santos. Aproveitando o fato de atuar na Vila Belmiro, a equipe da Baixada começou em cima do Guaratinguetá. Logo aos 3min, a equipe santista abriu o placar. Jeovânio errou o passe para Rocha, a bola sobrou para Neymar, que driblou o zagueiro e tocou por baixo de Jaílson para fazer 1 a 0.

Após ficar em vantagem logo no início do jogo, o Santos passou a controlar a posse de bola. O Guaratinguetá, por sua vez, tentava atacar, mas pouco criava. A saída era apostar nas bolas paradas. Aos 16min, Rick cobrou falta na pequena área, Durval desviou para trás e quase fez contra. As jogadas de perigo do Santos sempre passavam por Neymar. Aos 23, o camisa 11 invadiu a área e foi travado na hora do chute. Borges pegou a sobra e finalizou nas mãos de Jailson.

Com controle total do duelo, o Santos ampliou aos 25min. Neymar passou por Pimenta e serviu Juan pela ala esquerda. O camisa 3 avançou e cruzou na medida para Borges, que cabeceou sozinho e marcou o segundo para a equipe santista. A resposta dos visitantes foi imediata. Aos 29min, Reinaldo cruzou na segunda trave e Careca cabeceou à esquerda do gol de Rafael, com muito perigo. Tocando a bola, o Santos chegava fácil.

Aos 32min, Ganso deu passe perfeito para Neymar dentro da área. No entanto, o camisa 11, mesmo frente a frente com Jaílson, tocou para fora do gol, perdendo excelente oportunidade. Aos 35, Fucile roubou a bola pelo meio e serviu Borges. O camisa 9 finalizou, mas mandou na rede pelo lado de fora, ganhando escanteio. Em seguida, a equipe de Muricy Ramalho marcou o terceiro. Após bela troca de passes, o lateral Juan recebeu toque de calcanhar de Ibson e fuzilou, sem chances para o goleiro: 3 a 0.

O Guaratinguetá estava entregue. Aos 41min, Neymar recebeu passe na área e serviu Ibson. O camisa 7 foi derrubado por Gercimar e José Claudio Filho marcou pênalti para o Santos e expulsou o jogador do Guaratinguetá. Na cobrança, Neymar bateu no canto direito, deslocando Jaílson e fez o quarto. Como um “rolo compressor”, o Santos resolvia a partida ainda na primeira etapa.

Santistas diminuem ritmo e garantem a vitória

O segundo tempo começou com o Santos tocando a bola e esperando o melhor momento de atacar. Nos primeiros 15 minutos, a equipe da casa trocava passes, mas não criou nenhuma chance de marcar. Aos 17, Neymar, livre pela esquerda, recebeu de Ganso, porém arrematou em cima de Jaílson. Um minuto depois, Ibson bateu da meia-lua e o goleiro espalmou para o lado.

Aos 20, Elano fez longo lançamento para Neymar. O camisa 11 entrou na área e rolou para Borges, que limpou o zagueiro e bateu. Jaílson fez outra importante intervenção. Tocando a bola, o Santos chegava fácil. Elano invadiu a área pela direita e, com pouco ângulo, finalizou na trave de Jaílson.

Ainda deu tempo para o Santos perder chances de ampliar. Aos 37min, Borges recebeu lançamento e tocou por cima de Jaílson, mas mandou para fora. Aos 39, Maranhão veio pela direita e novamente o camisa 9 perdeu a chance, ao finalizar em cima do goleiro do Guaratinguetá.

Mesmo sem forçar, o Santos chegou ao quinto gol. Neymar entrou na área pela direita, driblou o zagueiro e foi derrubado por Mateus: pênalti e cartão amarelo para o defensor. O camisa 11 bateu novamente no canto direito de Jaílson, fechou a goleada e a festa santista na Vila Belmiro.