Internacional 1 x 1 Santos

Data: 04/04/2012, quarta-feira, 22h00.
Competição: Copa Libertadores – Grupo 1 – 5ª rodada
Local: Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre, RS.
Público: 35.530 torcedores
Renda: R$ 1.025.415,00
Árbitro: Sandro Meira Ricci (DF)
Auxiliares: Roberto Braatz e Fabrício da Silva.
Cartão amarelo: Sandro Silva, Nei, Élton, Rodrigo Moledo (I); Durval, Neymar (S).
Cartão vermelho: Rodrigo Moledo (I)
Gols: Nei (08-1); Alan Kardec (20-2).

INTERNACIONAL
Muriel; Nei, Rodrigo Moledo, Índio e Kléber; Sandro Silva, Élton, Tinga (Gilberto), Dátolo (Bolívar) e Dagoberto (Jajá); Leandro Damião.
Técnico: Dorival Júnior.

SANTOS
Rafael; Fucile (Alan Kardec), Edu Dracena, Durval e Juan; Arouca, Henrique, Ibson e Ganso; Neymar e Borges (Elano).
Técnico: Muricy Ramalho.



Santos busca empate e frustra festa de aniversário do Inter

No dia em que completou 103 anos, clube gaúcho segurou Neymar mas levou gol de Alan Kardec

No dia em que o clube completou 103 anos, a torcida do Internacional ganhou meio presente. Quem foi ao Beira-Rio viu um jogão entre Inter e Santos, pela 5ª rodada da fase de grupo da Libertadores. Porém, o resultado não foi o esperado pelos gaúchos: 1 a 1.

Até o craque Neymar foi convidado. A defesa gaúcha se redimiu e conseguiu segurar o atacante do Santos, depois de ele fazer três gols no jogo da Vila Belmiro. Nei, lateral-direito do Inter, até tentou dar um presentão fazendo um belo gol de falta logo aos 8 minutos de jogo. A festa parecia pronta, mas Alan Kardec apareceu de penetra. O atacante havia acabado de entrar e marcou o gol do Santos aos 20 minutos do segundo tempo.

O resultado não classificou nenhum dos dois. O Santos segue líder do grupo 1, com 10 pontos. O Inter é 2º colocado com 8. O The Strongest, que visita o Juan Aurich na quinta-feira, pode pular também para 10.

O jogo foi do nível que se esperava para um encontro dos dois últimos campeões da Libertadores: muito bom. O Inter se atirou para o ataque logo no início. O Santos não deixou por menos e respondeu nos contra-ataques. O gol de Nei acabou saindo em uma cobrança de falta, mas com a bola rolando os times também deram espetáculo.

O Inter fez uma blitz em Neymar. O craque do Santos produziu bem menos em relação ao jogo da Vila Belmiro, quando marcou três gols. Caiu pelo lado do campo, veio para o meio. Sempre tinha alguém do Inter pronto para roubar a bola. Porém, a defesa gaúcho não contava com Alan Kardec. Dois minutos depois de entrar em campo, o atacante empatou o jogo no segundo tempo.

Domingo, o Inter vai visitar o São Luiz, pela última rodada da fase de grupos do Gauchão. No mesmo dia, o Santos entrará em campo pelo Paulistão. Vai jogar fora de casa contra o São Caetano. Na última rodada da Libertadores, o Santos jogará contra o Strongest na Vila Belmiro, enquanto o Inter terá de encarar o Juan Aurich, no Peru.

O jogo

O Inter começou com uma disposição incrível. Se atirou para cima do Santos. Escanteios, cruzamentos. Logo deu resultado. Dagoberto sofreu falta perto da área. Nei cobrou com perfeição, na gaveta. Inter 1 a 0 aos oito minutos de jogo.

Resposta do Santos aos 13, Neymar colocou a bola na frente e apareceu na cara do gol. Muriel pegou firme. Aos 16, foi Kleber quem arriscou o chute assustando o goleiro Rafael.

Chance claríssima para o Santos aos 27 minutos. O cruzamento de Neymar deixou Ibson de frente para o gol. Muriel espalmou. Aos 41, Neymar arriscou um chute de fora da área. Nova defesa do camisa 1 colorado.

O Santos tentou acionar Neymar ainda mais vezes no início do segundo tempo. A marcação do inter foi perfeita, sempre com alguém pronto para tirar a bola do atacante. A primeira boa chance apareceu aos 15 minutos e foi do Inter. Chute de Dagoberto, passando perto do gol. Aos 17, Neymar conseguiu se livrar da marcação, driblou Moledo e chutou no cantinho. Outra bela intervenção de Muriel.

Se não dava com Neymar, o técnico Muricy Ramalho tirou um coelho da cartola. Colocou Alan Kardec em campo. Dois minutos depois, ele subiu no meio da área e cabeceou para fazer 1 a 1.

Dorival Júnior quase respondeu da mesma forma. Colocou Jajá em campo. Segundos depois, a bomba do meia-atacante explodiu nas luvas de Rafael. Mas Neymar conseguiu se soltar. Aos 28, o chute do craque tocou em Muriel e parou no travessão.

O Inter ensaiou uma pressão final. O Santos, comandado por Neymar, seguiu assustando. O atacante ainda conseguiu a expulsão do zagueiro Rodrigo Moledo nos minutos finais. Jogão de bola. 1 a 1 no Beira-Rio.

Bastidores – Santos TV:

Muricy exalta atuação “a la Barça” e comemora ponto conquistado

Treinador aprovou a posse de bola do Santos, que teve maior domínio em relação ao Inter

O técnico Muricy Ramalho lembrou da derrota do Santos para o Barcelona no Mundial de Clubes de 2011 para exaltar a atuação santista contra o Internacional nesta quarta-feira em Porto Alegre. O empate por 1 a 1 no Beira-Rio praticamente garantiu o Santos na próxima fase da Libertadores. O resultado foi conquistado depois de um grande jogo em que os visitantes tiveram mais de 60% da posse de bola, principalmente característica do time espanhol, campeão do mundo.

“No fim do ano aprendemos muito e estamos a cada jogo ficando mais com bola. Vimos que eles não entregam a bola de mão beijada então temos que continuar com a bola no pé. Jogar aqui (no Beira-Rio) não é fácil”, disse Muricy após a partida.

A classificação do Santos para a próxima fase da Libertadores passa exclusivamente por uma vitória santista contra o The Strongest, dia 19 de abril, na Vila Belmiro. Até um empate pode ser satisfatório. O Santos tem 10 pontos. O Inter, oito e o time boliviano, sete. Nesta quinta o Strongest visita o Juan Aurich no Peru.

Muricy comemorou que depois de cinco rodadas na Libertadores o Santos depende apenas dele para se classificar. E ainda teve uma vitória especial contra o Inter nos dois duelos pela fase de grupos. “Fizemos quatro dos seis pontos que disputamos com o Inter e isso é fantástico”, comentou o treinador.