São Caetano 2 x 0 Santos

Data: 16/07/2006
Competição: Campeonato Brasileiro
Local: Estádio Anacleto Campanella, em São Caetano do Sul, SP.
Público: 4.060 pagantes
Renda: R$ 44.703,00
Árbitro: Wilson de Souza Mendonça (PE)
Auxiliares: Erich Bandeira e Irani Pinto (ambos do PE).
Cartões amarelos: Ronaldo Guiaro, Fabiano e Kléber (S).
Gols: Anderson Lima (34-2, de pênalti) e Anderson Lima (43-2, de pênalti).

SÃO CAETANO
Mauro; Anderson Lima, Gustavo, Thiago e Triguinho; Daniel, Rafael Muçamba, Elton e Canindé (Fábio Luis); Wellington Amorim (Igor) e Marcelinho (Preto).
Técnico: Emerson Leão

SANTOS
Fábio Costa; Ronaldo Guiaro, Manzur e Ávalos; Denis, Maldonado, Wendel (Carlinhos), Rodrigo Tabata e Kléber; Rodrigo Tiuí (André) e Reinaldo (Fabiano).
Técnico: Vanderlei Luxemburgo



São Caetano respira ante Santos e Leão dá o troco em Luxemburgo

Desafetos confessos, os técnicos Vanderlei Luxemburgo e Emerson Leão travaram um duelo à parte neste domingo, no ABC Paulista, pelo Brasileiro. Melhor para o treinador do São Caetano, que respirou aliviado na luta contra o rebaixamento ao ver seu time vencer por 2 a 0 – gols de Anderson Lima, ambos em pênaltis sofridos por Elton – e deu o troco no seu rival.

Com o resultado, o São Caetano foi a 15 pontos e se afastou da zona de risco, subindo da 16ª para a 12ª posição. Já o Santos ficou com 18 e se manteve na zona de classificação para a Copa Sul-Americana, mas perdeu a chance de encostar naqueles que vão à Libertadores.

O resultado ainda representou a reabilitação do São Caetano, que não conquistava uma vitória havia quatro jogos. A última tinha sido contra o Atlético-PR por 2 a 1. Depois, o time perdeu para o Goiás pelo mesmo placar e empatou três jogos seguidos por 1 a 1, contra Internacional, Grêmio e Botafogo, na rodada passada.

Enquanto isso, o Santos conheceu sua quarta partida seguida sem vitória. Após vencer o Corinthians por 2 a 0, a equipe alvinegra perdeu para o Grêmio, empatou com o Botafogo e foi derrotada pelo Figueirense.

São Caetano e Santos voltam a campo no próximo fim de semana para a disputa da 13ª rodada do Campeonato Brasileiro. Enquanto o time do ABC vai ao Rio de Janeiro para enfrentar o Fluminense, no sábado, às 18h10, a equipe da Baixada recebe o Juventude, no domingo, na Vila Belmiro, no mesmo horário.

O jogo

O Santos começou melhor e criou a primeira boa chance aos 9min. Wendell recebeu dentro da área, pela esquerda, e chutou forte, mas sem ângulo. Contudo, obrigou o goleiro Mauro a fazer difícil defesa, espalmando a bola que ia entrando no seu ângulo direito.

Mas o São Caetano foi melhorando aos poucos e respondeu aos 12min. Elton tocou para Marcelinho, que fez o giro sobre o um adversário dentro da área, pela direita, e chutou rasteiro, mas Fábio Costa defendeu no meio do gol.

O time da casa chegou de novo aos 15min. Anderson Lima chutou forte da meia direita, a bola ainda quicou na frente de Fábio Costa e o goleiro do Santos caiu no seu canto direito para espalmar.

O São Caetano já dominava o jogo quando quase abriu o placar aos 20min, através de uma cobrança de falta ensaiada da meia lua. Anderson Lima rolou para Elton, que chutou rasteiro. A bola desviou na barreira e ia enganando o goleiro, mas saiu rente ao travessão.

O Santos só voltou a ameaçar aos 27min, num contra-ataque. Maldonado lançou na ponta direita para Rodrigo Tiuí, que cruzou rasteiro para Rodrigo Tabata, na entrada da área. Ele chutou forte e a bola saiu rente ao ângulo direito do goleiro.

O São Caetano voltou a jogar melhor, mas o Santos chegou com perigo aos 39min. Numa cobrança de falta da meia esquerda, Rodrigo Tabata cruzou para a grande área, a bola passou por todo mundo e quase entrou direto, no canto esquerdo de Mauro.

O jogo começou equilibrado no segundo tempo, mas o Santos ameaçou primeiro, aos 8min. Maldonado fez bom lançamento para Wendel, que dominou dentro da área, pela esquerda, e chutou forte, obrigando Mauro a fazer difícil defesa.

Contudo, depois, os times esbarraram na forte marcação imposta por ambos e não conseguiram mais criar nenhuma chance de gol.

O jogo já estava sonolento, quando aos 32min, Elton caiu na área após divida com Ávalos. O árbitro Wilson de Souza Mendonça ia marcar tiro de meta, mas o assistente Irani Pinto indicou pênalti. Anderson Lima bateu no canto esquerdo de Fábio Costa e festejou.

Aos 42min, Elton novamente foi derrubado dentro da área, desta vez por Ronaldo Guiaro. Anderson Lima bateu no meio do gol e fechou o placar de 2 a 0 aos 43min.

Leão se vinga de Luxa

Com a vitória do São Caetano sobre o Santos, o técnico Leão se vingou do seu rival Luxemburgo. No Campeonato Paulista deste ano, o treinador, ainda no comando do Palmeiras, foi eliminado da disputa pelo título da competição ao perder para o alvinegro de Luxa por 1 a 0. Leão nem teve direito a revanche, já que o certame não previa returno.

A rixa entre Leão e Luxemburgo surgiu em 2004, quando o atual técnico do São Caetano acusou o rival de negociar sua volta ao Santos quando ele ainda estava no comando da equipe, apesar de já existir um desgaste no elenco alvinegro. Atualmente, os técnicos até se recusam a falar sobre seus respectivos rivais.