Ituano 1 x 1 Santos

Data: 20/02/2005, domingo, 18h00.
Competição: Campeonato Paulista – Turno único – 8ª rodada
Local: Estádio Municipal Novelli Júnior, em Itu, SP.
Público: 11.467 pagantes
Renda: R$ 159.846,00
Árbitro: Salvio Spinola Fagundes Filho
Auxiliares: Nilson de Souza Monção e Emerson Augusto de Carvalho
Cartões amarelos: Lima e Ricardo Oliveira (I); Domingos e Ávalos (S).
Gols: Basílio (06-1); Wilson Mathias (19-2).

ITUANO
André Luís; Lima, Erivélton, Aderaldo e Kauê; Pierre, Wilson Mathias (Ceará), Ricardo Oliveira e Juliano; Gílson (Denny) e Rômulo.
Técnico: Leandro Campo

SANTOS
Mauro; Paulo César, Domingos, Ávalos e Léo; Fabinho (Flávio), Bóvio e Tcheco; Robinho, Basílio (Evando) e Deivid.
Técnico: Oswaldo de Oliveira



Santos cede empate e se distancia de líder

Falha de goleiro e cansaço freiam equipe de Oswaldo de Oliveira, que agora está a quatro pontos do São Paulo

O Santos bem que tentou, mas ficou mais longe do título paulista. Nesta noite de domingo, o Alvinegro empatou em 1 a 1 com o Ituano, no estádio Novelli Júnior, e se distanciou da briga.

O resultado faz o time subir para 18 pontos e permanecer na terceira colocação. Agora, o clube tem quatro de desvantagem para o líder São Paulo, que bateu o Palmeiras e foi a 22. O Mogi Mirim é o segundo 21.

Já o Ituano subiu para 14 e agora divide a quinta colocação com o Paulista. O empate faz o rubro-negro continuar sem derrotas atuando diante de sua torcida. Em quatro partidas foram três vitórias e apenas um empate.

Apesar de atuar com três atacantes – Robinho, Deivid e Basílio -, o Santos não apresentou o futebol esperado pelo técnico Oswaldo de Oliveira. Com falhas na marcação e sentindo a ausência de Ricardinho e Fábio Baiano, o time não resistiu à pressão adversária no segundo tempo.

O Peixe volta a campo na próxima quarta-feira, quando enfrenta o Rio Branco, às 21h45, no estádio Décio Vitta, em Americana. O Ituano joga contra o São Caetano, quinta-feira, às 20h30, no Anacleto Campanella.

O jogo

Mesmo fora de casa, o Santos não tomou conhecimento do bom retrospecto do Ituano e foi para cima. O primeiro gol veio logo aos 8min. Em rápido contra-ataque, Bóvio desceu pela direita e cruzou. Basílio apareceu na área e, de carrinho, apenas escorou para a meta de André Luís.

Com a desvantagem no placar, o Ituano acordou. Aos 12min, Juliano arriscou chute de fora da área e a bola passou muito próxima do gol de Mauro, mas foi pela linha de fundo.

O avanço do adversário fez o Santos ficar com mais espaço para jogar. Dois minutos depois, Basílio avançou pela direita, passou pela marcação de um zagueiro e chutou em cima de André Luís, perdendo boa chance de ampliar.

Aos 29min, o volante Fabinho sentiu uma lesão muscular e precisou ser substituído por Flávio. Apesar disso, o Santos continuou melhor em campo e quase ampliou no minuto seguinte.

Paulo César desceu pela direita e cruzou rasteiro para o meio da área. Robinho apareceu entre os zagueiros e desviou para boa defesa de André Luís, que evitou o segundo gol.

O mesmo Robinho levou perigo novamente aos 35min. Ele fez bela jogada individual pela direita, passou por dois marcadores e chutou cruzado. O goleiro adversário se esticou todo e conseguiu espalmar para escanteio.

Melhor em campo, o Santos continuou criando boas chances. Aos 45min, Basílio puxou contra-ataque e serviu o lateral Léo que, de frente para o gol, não conseguiu dominar e perdeu a melhor chance do primeiro tempo.

Na volta do intervalo, o Ituano reapareceu com mais força ofensiva. Com o artilheiro Rômulo se movimentando um pouco mais, o time da casa teve mais espaços, mas não conseguiu criar boas jogadas de frente.

Aos 9min, o Santos quase chegou ao segundo tento, mas novamente pecou na finalização. Léo cruzou da esquerda e Deivid, livre na pequena área, tocou por cima do gol.

A resposta dos donos da casa veio aos 15min. O meia Juliano fez boa jogada individual, passou pela marcação e chutou no canto direito de Mauro, que espalmou para fora.

Com a pressão, o gol não demorou a surgir. Aos 19min, Lima bateu falta, Mauro não segurou e Wilson Mathias pegou rebote para deixar tudo igual no placar.

Após o empate, o Santos acordou novamente e por muito pouco não fez o segundo gol. Deivid recebeu passe de Flávio e chutou no canto esquerdo, mas André Luís praticou outra boa defesa.

No final da partida, o Peixe ainda tentou pressionar, mas não teve força para isso. O Ituano se arriscou pouco e apenas administrou a conquista de mais um ponto.