Flamengo 0 x 2 Santos

Data: 19/04/2003
Competição: Campeonato Brasileiro – 5ª rodada
Local: Estádio do Maracanã, Rio de Janeiro, RJ.
Público: 45.937 pagantes
Renda: R$ 383.851,00
Árbitro: Alicio Pena Júnior (MG)
Cartões amarelos: Fabinho e Felipe (F); Reginaldo Araújo, Elano e Alexandre (S).
Gols: Léo (18-1); Elano (15-2).

FLAMENGO
Júlio César, Luciano Baiano, Fernando, André Bahia e Athirson; Fabinho, André Gomes (Andrezinho), Felipe e Fernando Diniz (Cássio); Fernando Baiano e Jean.
Técnico: Nelsinho Baptista

SANTOS
Fábio Costa, Alex, André Luís, Reginaldo Araújo e Léo (Rubens Cardoso); Paulo Almeida, Alexandre (Daniel), Diego e Elano (Fabiano); Robinho e Ricardo Oliveira.
Técnico: Emerson Leão



Santos vence Flamengo no Maracanã por 2 a 0

Num jogo movimentado, o Santos conseguiu sua segunda vitória consecutiva no Brasileirão. A equipe venceu, na noite deste sábado, o Flamengo por 2 a 0, no Maracanã. Foi a primeira vitória do time alvinegro jogando fora de casa. Com o resultado, a equipe somou oito pontos em cinco jogos, mesmo número de pontos do Flamengo.

Já o Flamengo perdeu a invencibilidade na competição. Agora, apenas Cruzeiro, Atlético-MG e São Caetano ainda não perderam no Brasileirão.

Elano, que tem sido fundamental para a equipe do Santos nos últimos jogos, servindo como curinga do técnico Emerson Leão, tomou o terceiro cartão amarelo e desfalca a equipe no próximo confronto do Santos, contra o Fortaleza, na Vila Belmiro, no domingo.

Antes, porém, o Santos volta a campo, na quarta-feira, pela Libertadores da América. O time vai ao Uruguai jogar contra o Nacional, pelo jogo de ida das oitavas-de-final da competição sul-americana.

O Flamengo também joga na quarta-feira. A equipe recebe o Remo, pela partida de ida das oitavas-de-final da Copa do Brasil. Pelo Brasileiro, o rubro-negro terá mais um clássico pela frente. A equipe joga no domingo contra o Corinthians, em São Paulo. O time não poderá contar com Fabinho e Felipe, que levaram o terceiro cartão amarelo.

O jogo

A partida começou nervosa. Com exceção dos dez primeiros minutos, o Santos foi superior no primeiro tempo. A equipe oferecia mais perigo quando descia ao ataque. Por sua vez, o Flamengo arriscava com chutes longos, principalmente de fora da área.

Foi o Flamengo, porém, que quase abriu o placar primeiro. Logo aos 3min, André Gomes inverteu o jogo para Fernando Diniz que, na direita, cruzou para Jean. O atacante cabeceou próximo a trave direita de Fábio Costa.

Em seguida, Fernando Diniz carregou a bola e chutou da intermediária, em mais um ataque de perigo do Flamengo. A bola, novamente, raspou a trave da meta santista.

O primeiro chute do Santos foi apenas aos 6min. Diego pegou mal na bola e Júlio César não teve dificuldade em fazer a defesa. A equipe paulista melhorou na partida e passou a domina-la. O volume de jogo do alvinegro foi maior e envolveu o time carioca.

Aos 14min, na melhor chance do jogo, Elano driblou Júlio César, mas perdeu o ângulo para chutar. Mesmo assim, ele ajeitou a bola e chutou. O goleiro flamenguista ainda conseguiu defender. No rebote, Ricardo Oliveira desperdiçou a chance e chutou a bola para fora.

O gol santista saiu aos 18min. Após tabelar com Diego, o Léo tocou na saída de Júlio César para abrir o marcador. Foi o primeiro gol do lateral, autor do gol do título brasileiro do Santos no ano passado, no torneio deste ano.

A resposta do Flamengo veio no lance seguinte. Jean chutou da entrada da área e Fábio Costa fez boa defesa. O Flamengo insistia nos chutes longos. Aos 30min, Fernando Baiano arriscou de fora da área e mais uma vez o goleiro santista evitou o empate.

Aos 41min, Robinho tabelou com André Luís, mas não foi feliz ao finalizar. O Flamengo ainda teve a chance de empatar a partida antes do término do primeiro tempo. Um minuto depois do lance santista, Athirson arrancou pelo lado esquerdo mas, bem marcado por Alex, chutou para fora.

O Flamengo veio diferente para o segundo tempo. O treinador Nelsinho Baptista tirou André Gomes e colocou Andrezinho para dar mais ofensividade à equipe. Além disso, o técnico recuou Felipe.

A etapa final começou equilibrada, com chances para ambas as equipes. O Santos, um pouco mais recuado, deixava espaços para o Flamengo. Em um lance perigoso, aos 10min, o time carioca quase chegou ao empate. Luciano cruzou da direita e Fernando Diniz cabeceou para a boa defesa de Fábio Costa.

Aos 15min, Diego cobrou escanteio e, ao aproveitar falha da defesa flamenguista, Elano aumentou a diferença santista no jogo: 2 a 0.

O Flamengo não se abalou e continuou a atacar. Aos 18min, Jean recebeu passe de Athirson e tocou na saída de Fábio Costa. A bola raspou a trave. Na seqüência, Fernando Baiano cabeceou para boa defesa do goleiro santista.

Aos 23min, foi a vez de Júlio César salvar sua equipe. Diego chutou de fora da área, mas o goleiro flamenguista evitou o terceiro gol do Santos.

Dois minutos depois, Léo salvou o Santos em cima da linha. Fernando Diniz cabeceou e a bola já estava entrando, quando o lateral apareceu e evitou o gol.

Aos 27min, mais uma vez, o goleiro do Flamengo fez boa defesa. Robinho arriscou de fora da área, mas parou nas mãos de Júlio César.

Ricardo Oliveira ainda teve a chance de aumentar a diferença para sua equipe, mas desperdiçou a chance aos 35min. A equipe do Santos passou a tocar a bola e, com o jogo ganho, esperou o final da partida.

O Santos ainda reclamou pênalti de Cássio em cima de Diego, aos 46min. Mas o árbitro mineiro Alicio Pena Júnior não marcou.