Santos 4 x 0 Fortaleza

Data: 27/04/2003, domingo, 16h00.
Competição: Campeonato Brasileiro – 6ª rodada
Local: Estádio da Vila Belmiro, em Santos, SP.
Público: 8.280 pagantes
Renda: R$ 74.535,00
Árbitro: Leonardo Gaciba da Silva (RS)
Auxiliares: Villi Tissot e Paulo Ricardo Conceição (ambos do RS).
Cartões amarelos: André Luís, Diego, Robinho (S); Dude e Dino (F).
Cartões vermelhos: Ricardo Oliveira (S) e Erandir (F).
Gols: Renato (35-1); Nenê (06-2), Douglas (36-2) e Renato (41-2).

SANTOS
Fábio Costa; Reginaldo Araújo, Alex (Preto), André Luís e Léo; Paulo Almeida, Renato, Diego (Alexandre) e Nenê; Robinho (Douglas) e Ricardo Oliveira.
Técnico: Emerson Leão

FORTALEZA
Jefferson; Erandir, Marcio Geovanini, Ronaldo Angelim e Sérgio; Dude (Dino), Wendell, Alysson (Wesley) e Marcos Paulo; Clodoaldo e Fabrício (Macedo).
Técnico: Ferdinando Teixeira



Santos faz 4 a 0 no Fortaleza pelo Brasileirão

Empolgado pelas convocações de Diego e Robinho para a Seleção Brasileira e pela presença de Pelé na Vila Belmiro, o Santos chegou a mais uma vitória no Brasileirão. Jogando em casa, a equipe goleou o Fortaleza por 4 a 0 e continua entre os líderes do torneio, agora na quarta colocação, com 11 pontos.

O grande destaque do jogo foi o volante Renato, que marcou dois gols. O Santos voltou a apresentar um futebol envolvente, com toque de bola. Mesmo com a boa apresentação do Fortaleza, a equipe soube se defender e chegar aos gols.

Como todo time em boa fase, o Santos contou ainda com um pouco de sorte. Com 2 a 0 no placar, o Fortaleza teve um pênalti a seu favor, mas chutou a bola na trave.

Até mesmo os reservas Alexandre e Douglas, que entraram no final do jogo em substituição a Diego e Robinho, deram conta do recado. Douglas, inclusive, fez o terceiro gol da equipe na partida.

O time, entretanto, tem dois desfalques importantes para o seu próximo compromisso no Brasileirão, no domingo, contra o Criciúma, em Santa Catarina. Diego, que levou seu terceiro amarelo, e Ricardo Oliveira, expulso, não jogam.

O Fortaleza entra em campo novamente no domingo, pela sétima rodada do torneio, quando recebe o Corinthians em casa.

O jogo

Logo aos 2min, Reginaldo Araújo recebeu bola da defesa do Fortaleza e partiu para a área do time cearense. Com o espaço aberto, o lateral arriscou com chute forte da intermediária, mas o goleiro Jefferson defendeu.

O Santos atacava mais e deixava espaços para os contra-golpes do Fortaleza. Aos 11min, numa das poucas descidas do time cearense, Clodoaldo arriscou de fora da área. A bola passou à direita de Fábio Costa.

Na sequência, Robinho recebeu a bola e chutou de perna esquerda, de fora da área. O goleiro da equipe cearense espalmou para fora da área.

Mas a melhor oportunidade foi do Fortaleza. A equipe desperdiçou uma chance incrível aos 14min. Após contra-ataque, a defesa santista falhou e o time do Ceará teve dois lances seguidos para abrir o placar.

No primeiro chute, Reginaldo Araújo, caído, evitou o gol do atacante do time cearense. Na sequência, Fabrício perdeu gol em cima da linha ao pegar embaixo da bola, que subiu muito e bateu na trave superior.

O Fortaleza melhorou no jogo e passou a pressionar o time santista. O Santos não conseguia se acertar em campo e tinha dificuldade em penetrar na área adversária.

Aos 25min, porém, Robinho fez boa jogada pela direita e tocou para Diego, que chutou para a boa defesa de Jefferson.

O goleiro do Fortaleza voltou a salvar seu time aos 30min, após cobrança de falta de Ricardo Oliveira da entrada da área. Jefferson espalmou para escanteio. Na sequência, Renato, de frente para o gol, não alcançou cruzamento de Diego.

O Santos havia voltado a dominar o jogo. Sem epaço para jogar, o Fortaleza apenas se defendia. Em uma das muitas cobranças de escanteio a seu favor, a equipe santista fez o primeiro gol, aos 35min. Após cobrança de Diego pela esquerda, Renato subiu mais do que a defesa cearense e abriu o marcador.

Fábio Costa evitou o gol de empate do Fortaleza aos 41min. Alysson deixou Marcos Paulo na cara do goleiro santista, que saiu bem para fechar o ângulo do atacante da equipe cearense. Foi a última boa oportunidade da primeira etapa.

O Santos voltou para a etapa final em busca do segundo gol. Aos 2min, Ricardo Oliveira tocou de calcanhar para Diego, que chutou forte para a defesa de Jefferson.

Num ataque rápido da equipe santista, aos 5min, Robinho recebeu a bola pela esquerda e chutou longe da meta do gol cearense. Um minuto depois, o Santos conseguiu ampliar a vantagem.

Nenê, que ganhou a vaga no time titular em lugar de Elano, que cumpria suspensão, arrancou pela esquerda, driblou Erandir e chutou forte, sem chance para Jefferson: 2 a 0.

Aos 10min, Clodoaldo entrou na área santista e foi derrubado por Nenê. Wesley, que havia entrado no lugar de Alysson, chutou na trave.

Aos 16min, Diego quase ampliou para o Santos, após ver o goleiro Jefferson adiantado. Mas o camisa 1 do Fortaleza ainda conseguiu mandar a bola para escanteio.

Aos 18min, Marcos Paulo entrou na área e chutou forte para a defesa de Fábio Costa. Três minutos depois, Erandir faz falta violenta em Robinho e, como já tinha cartão amarelo, foi expulso.

Diego perdeu a chance de aumentar a diferença santista ao tentar fazer um golaço, aos 24min. Na frente do defensor da equipe cearense, ele levantou a bola e tentou encobrir Jefferson. A bola, entretanto, foi muito fraca e ficou fácil para a defesa do goleiro do Fortaleza.

A fim de poupar a dupla Diego e Robinho, que iria viajar com a delegação da Seleção Brasileira para o amistoso na quarta-feira, contra o México, após o jogo, o treinador Emerson Leão colocou Douglas e Alexandre, aos 28min.

O goleiro Jefferson evitou mais um gol santista aos 31min, após Paulo Almeida acertar um chute forte de fora da área. No rebote, Ricardo Oliveira ficou com a bola e simulou pênalti: cartão amarelo. Um minuto depois, o atacante fez falta sem necessidade no defensor do time cearense e foi expulso.

Aos 36min, em mais uma bola parada, Nenê cobrou escanteio e Douglas, de cabeça, fez o terceiro gol do Santos na partida.

O quarto gol foi questão de tempo. Aos 41min, após boa troca de passe entre Nenê, Léo e Paulo Almeida, o lateral-esquerdo Léo recebeu bola em posição irregular e cruzou para a área. Renato apareceu para fazer seu segundo gol no jogo, ampliar a vantagem santista e dar números finais à partida.