Juventude 1 x 1 Santos

Data: 17/05/2003, sábado, 18h00.
Competição: Campeonato Brasileiro – 9ª rodada
Local: Estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul, RS.
Público: 10.231
Árbitro: Heber Roberto Lopes (PR)
Auxiliares: Idelfonso Trombeta e Altemar Roberto Domingues (ambos do PR).
Cartões amarelos: Camazzola. Caibi, Gustavo, Mineiro e Rafael (J), Douglas e Fabiano (S).
Cartão vermelho: Preto (S).
Gols: João Paulo (20-1) e Gustavo (33-1, contra).

JUVENTUDE
Maurício; Mineiro, Neguete, Índio (Ranato) e Caibi; Camazzola, Fernando, Marcelo (Rafael) e Michel; João Paulo e Gustavo (Geufer).
Técnico: Marinho Peres

SANTOS
Fábio Costa (Júlio Sérgio); Reginaldo Araújo, Alex (Preto), André Luís e Léo; Paulo Almeida, Renato, Elano e Nenê; Robinho (Fabiano) e Douglas.
Técnico: Emerson Leão



Santos arranca empate contra Juventude no Sul e coleciona lesões

Numa partida cheia de problemas e diversos jogadores contundidos, o Santos conseguiu sair do Rio Grande do Sul com um ponto ao empatar por 1 a 1 contra o Juventude pela nona rodada do Campeonato Brasileiro. Além de Preto ter sido expulso, a equipe perdeu Fábio Costa e Alex, contundidos.

Mesmo com os desfalques de Diego e Ricardo Oliveira, o Santos dominou as ações da partida na maior parte do tempo e anulou as jogadas de ataque do Juventude, na estréia do técnico Marinho Peres à frente da equipe gaúcha. Douglas, esperança de gol do time santista, teve atuação apagada.

Apesar de ter saído atrás do marcador, o Santos chegou ao empate ainda no primeiro tempo, em jogada confusa dentro da área do Juventude. No segundo tempo, com um jogador a menos e com dois titulares contundidos, o Juventude passou a pressionar o alvinegro paulista, mas não conseguiu chegar à vitória.

O Santos volta a campo na quarta-feira, quando enfrenta o Cruz Azul, no México, pelo jogo de ida das quartas-de-final da Libertadores da América. Alex e Fábio Costa são dúvidas para a partida. Pelo Brasileirão, o Santos recebe o Internacional em casa, no domingo. Já o Juventude viaja para São Paulo, onde enfrenta o Corinthians, no sábado.

Equilíbrio
Com muita marcação, a partida começou truncada, sem espaços para os ataques de Santos e Juventude.

Aos 8min, em contra-ataque do Juventude, Michel foi lançado nas costas de Reginaldo Araújo, invadiu a área e chutou no canto esquerdo de Fábio Costa. O goleiro do Santos esticou-se e fez boa defesa.

O jogo seguia equilibrado até os 19min, quando Mineiro arrancou pela direita e cruzou para a área santista. André Luís não conseguiu cortar e João Paulo cabeceou no canto direito de Fábio Costa, abrindo o placar para o time da casa.

Ambos os times partiram para o ataque, mas desperdiçaram muitos gols. O Santos pressionou e, aos 33min, Elano cobrou falta da esquerda e a bola bateu em dois defensores do Juventude antes de entrar. Apesar do último toque ter sido de Índio, o juiz anotou gol contra de Gustavo.

Alex, aos 37min, cobrou falta de longe, no ângulo esquerdo da meta do Juventude. Maurício esticou-se todo e evitou o gol da virada santista.

Aos 40min, João Paulo aproveitou contra-ataque rápido do Juventude e partiu para cima de Alex. Ele ganhou na velocidade e chutou forte cruzado, para a linha de fundo. No lance, o zagueiro da equipe santista saiu machucado. Preto entrou em seu lugar.

No segundo tempo, o treinador Emerson Leão colocou Fabiano no lugar de Robinho, com o objetivo de poupar o atacante para a partida decisiva contra o Cruz Azul pela Libertadores.

Aos 3min, Marcelo cobrou falta da esquerda e Fábio Costa subiu para fazer boa defesa. O troco veio com Renato, aos 12min. O volante chutou forte, de fora da área, e a bola raspou o travessão de Maurício.

Aos 14min, mais um problema para o Santos. Fábio Costa deixou o campo machucado. Júlio Sérgio, que foi titular da equipe durante toda a campanha rumo ao título brasileiro de 2002, entrou em seu lugar.

No primeiro lance, o goleiro santista evitou o gol do Juventude após defender cabeçada à queima-roupa de João Paulo. Apesar dos problemas, o Santos era melhor na partida.

Mas, aos 23min, Preto atingiu Gustavo fora do lance e foi expulso de campo, desestabilizando o Santos. O Juventude sentiu o bom momento e partiu para cima em busca do segundo gol.

Mas, foi o Santos que chegou com mais perigo na meta adversária. Aos 31min, Fabiano teve boa oportunidade, mas chutou mal. Aos 38min, Michel fez boa jogada pela esquerda e desperdiçou chance.

O Santos conseguiu equilibrar a partida novamente, mas também encontrava dificuldade em chegar ao ataque. As melhores oportunidades eram em cobranças – erradas – de faltas. Com um bom resultado devido às circuntâncias, o Santos passou a tocar a bola e esperar o apito final.