Internacional 1 x 2 Santos

Data: 02/10/1999, sábado, 16h00.
Competição: Campeonato Brasileiro – 1ª fase – 14ª rodada
Local: Estádio Beira Rio, em Porto Alegre, RS.
Público: 6.285
Renda: R$ 42.643,00
Árbitro: Léo Feldman (RJ).
Cartoes amarelos: Márcio, Ânderson Luis e Hurtado (I); Cláudio, Claudiomiro e Marcos Bazílio (S).
Cartão vermelho: Fabiano (I, 40-2).
Gols: Celso (03-1); Élson (22-2) e Dodô (37-2).

INTERNACIONAL
João Gabriel; Márcio, Lúcio, Régis e Enciso; Ânderson Luis, Dunga (Claiton), Hurtado e Gustavo; Fabiano Souza e Celso (Ânderson Barbosa).
Técnico: Valmir Louruz

SANTOS
Zetti; Michel, Cláudio, Andrei e Gustavo Nery; Claudiomiro, Élson, Marcos Bazílio (Eduardo Marques) e Adiel (Lúcio); Paulo Rink (Aílton) e Dodô.
Técnico: Paulo Autuori



De virada, Santos derrota Inter no Sul

O Santos derrotou de virada o Internacional, ontem à tarde, em Porto Alegre (RS), por 2 a 1, e chegou a 20 pontos em 14 jogos no Campeonato Brasileiro. O time paulista iguala-se ao número de pontos do Vitória e passa para o 11º lugar na competição.

A estratégia do Inter no início do jogo foi marcar sob pressão a saída de jogo do Santos para tomar a iniciativa.

O resultado foi positivo: na terceira pressão realizada sobre a defesa santista, aos 3min, Dunga recuperou a bola e Celso aproveitou a oportunidade entrando na área adversária e desviando de Zetti, com a bola entrando rasteira no canto esquerdo.

Ao comemorar o gol, Celso procurou fazê-lo com Dunga. Os dois, nos dias que antecederam o jogo, haviam discutido publicamente em razão das cobranças realizadas pelo volante, capitão do time, à inoperância do ataque.

Com o gol, o Inter procurou manter a pressão sob o adversário. O Santos tentava reagir.
A tentativa de reação do Santos foi contida por uma forte marcação estabelecida no meio-campo pelo técnico Valmir Louruz.

O jogo ficou equilibrado. O Santos avançou para tentar o empate, adiantando sua marcação, e o Internacional se retraiu.

A entrada de Lúcio no lugar de Adiel, que saiu machucado, deu maior mobilidade ao ataque da equipe paulista.

O Santos começou o segundo tempo com forte pressão. Até os 13min, já havia conseguido três conclusões a gol, contra nenhuma do Internacional.

Aos 18min, o zagueiro Márcio, do Inter, tocou a mão na bola, e o juiz Léo Feldman marcou pênalti. O goleiro João Gabriel defendeu a fraca cobrança de Dodô.

Quatros minutos depois, o Santos empatou. O volante Elson, ex-Inter, aproveitou uma cobrança de escanteio e marcou de cabeça.

O Santos continuou pressionando. Aos 38min, Dodô deu um chapéu em Lúcio e, sem deixar a bola tocar no gramado, chutou de pé direito para fazer 2 a 1.

O atacante Fabiano, do Inter, foi expulso no final do jogo. A torcida vaiou a equipe desde o gol de empate do Santos e havia, no vestiário do Inter, conversas sobre uma possível substituição do técnico Valmir Louruz.

Fonte: Jornal Folha de SP.