Atlético-MG 5 x 1 Santos

Data: 13/09/1987
Competição: Campeonato Brasileiro (Copa União) 1ª fase – 1ª rodada
Local: Estádio Mineirão, em Belo Horizonte, MG.
Público: 16.625 pagantes
Renda: Cz$ 1.777.824,00
Árbitro: Luis Carlos Felix (RJ)
Cartão amarelo: Pedro Paulo (S).
Cartão vermelho: César Sampaio (40-2).
Gols: Batista (19-1) e Marquinhos (38-1); Marquinho Carioca (21-2), Paulo Roberto (26-2), Mendonça (30-2) e Chiquinho (39-2, de pênalti).

ATLÉTICO-MG
João Leite; Chiquinho, Batista, Luizinho e Paulo Roberto; Éder Lopes, Marquinhos (Edilson) e Vander Luis; Sérgio Araújo (João Luis), Renato e Marquinho Carioca.
Técnico: Telê Santana.

SANTOS
Rodolfo Rodriguez; Ijuí, Nildo, Pedro Paulo, Ademir; César Sampaio, Antonio Carlos e Mendonça; Augusto, Luís Carlos e Glauco.
Técnico: Candinho.



Atlético Mineiro faz 5 a 1 e massacra o “novo” Santos em BH

O Atlético Mineiro goleou o Santos por 5 a 1 no estádio do Mineirão em Belo Horizonte (MG) em sua partida de estréia na Copa União e lidera o grupo A com dois pontos ganhos. O jogo começou embolado no meio de campo, com o Santos sem entrosamento para se armar ao ataque e o Atlético sentindo a ausência de um jogador que armasse suas jogadas pelo meio, tarefa que foi desempenhada ontem pelo quarto-zagueiro Luizinho.

Aos poucos o time mineiro começou a acionar seus dois pontas, e abriu o placar aos 19′ do primeiro tempo, numa cobrança de escanteio, o meia-direita Marquinhos cruzou para o zagueiro Batista marcar de cabeça.

O Santos, que estreava três jogadores, teve sua primeira chance de gol aos 26′, numa cobrança de falta do meia-esquerda Mendonça, mas foi bem defendida pelo goleiro atleticano.

O gol de empate da equipe santista só não surgiu aos 36’pois o juiz Luiz Carlos Felix acusou impedimento anulando lance do centroavante Luis Carlos. Foi o Atlético então que, dois minutos depois, num contra-ataque pela direita, fez o seu segundo gol. O ponta Araújo sofreu um pênalti que foi cobrado pelo lateral Chiquinho com violência. O goleiro Rodolfo Rodriguez defendeu a cobrança, mas no rebote o meia Marquinhos, livre de marcação, apenas empurrou com o pé direito.

No segundo tempo o Atlético continuou bem distribuído em campo e aplicando a determinação do técnico Telê Santana em jogar todo ofensivamente, e não tinha dificuldade em dominar o jogo. O terceiro gol do time mineiro aconteceu aos 21′, quando num cruzamento do ponta Sérgio Araújo, o ponta esquerda Marquinhos Carioca completou de cabeça, marcando seu gol na estréia no Atlético. O quarto gol atleticano saiu aos 27′, num chute forte do lateral esquerdo Paulo Roberto no canto esquerdo de Rodolfo Rodriguez, completando um cruzamento do zagueiro Luizinho.

Aos 30′, numa jogada de contra-taque o Santos ,marcou seu único gol. O meia Mendonça completou de cabeça uma bola cruzada que bateu na trave, enganando o goleiro atleticano. A reação santista, entretanto, não foi além deste gol. O jogo já caia de rendimento quando o lateral Chiquinho sofreu novo pênalti, que ele mesmo bateu e converteu aos 39′. Nervoso, o volante César Sampaio acabou recebendo cartão vermelho, sendo expulso de campo aos 40, depois de ter chutado, propositalmente, a bola em direção à torcida. O último resultado entre as duas equipes no Mineirão, em 31/01/1985, não havia sido muito diferente, o Galo venceu por 4 a 0.

1987-09-14-atletico-mg-5-x-1-santos-atacante-augusto-domina-a-bola-contra-o-galo