Videos: (1) Gols e (2) melhores momentos.

Cruzeiro 0 x 4 Santos

Data: 03/11/2012, sábado, 19h30.
Competição: Campeonato Brasileiro – 34ª rodada
Local: Estádio Independência, em Belo Horizonte, MG.
Público: 16.331 pagantes
Renda: R$ 561.432,00
Árbitro: Grazianni Maciel Rocha (RJ).
Auxilires: Marrubson Melo Freitas (DF) e Luiz Antonio Muniz de Oliveira (RJ).
Cartões amarelos: Rafael Donato, Ceará e Willian Magrão (C); André e Juan (S).
Gols: Neymar (11-1) e Neymar (35-1); Felipe Anderson (07-2) e Neymar (36-2).

CRUZEIRO
Fábio; Ceará, Rafael Donato (Willian Magrão), Mateus e Everton; Leandro Guerreiro, Sandro Silva (Fabinho), Charles e Montillo; Martinuccio (Wellington Paulista) e Anselmo Ramon.
Técnico: Celso Roth

SANTOS
Rafael; Rafael Galhardo, Bruno Rodrigo, Durval e Juan (Gérson Magrão); Adriano, Henrique, Arouca e Felipe Anderson; Neymar e André (Miralles).
Técnico: Muricy Ramalho



Neymar dá show, marca três e Santos goleia Cruzeiro no Independência

O resultado positivo alcançado sobre os mineiros levou os santistas para a nona colocação, com 46 pontos

Com grande atuação individual de Neymar, o Santos quebrou a sequência de três jogos sem vitória no Campeonato Brasileiro, ao derrotar o Cruzeiro, por 4 a 0, na noite deste sábado, no Estádio Independência. O atacante marcou três vezes para os paulistas e, de quebra, ainda fez a assistência para o gol de Felipe Anderson, sendo decisivo no triunfo do Santos em Belo Horizonte.

O resultado positivo alcançado sobre os mineiros levou os santistas para a nona colocação, com 46 pontos. O cruzeiro, por sua vez, foi ultrapassada pelo time da Vila Belmiro e está na 10° posição, com 43 pontos ganhos.

O jogo

Sem maiores aspirações no Campeonato Brasileiro, Cruzeiro e Santos começaram a partida bastante ofensivos, em busca do gol. Melhor nos primeiros minutos, o Peixe não se intimidava com o fato de jogar fora de casa, com o estádio lotado de torcedores do Cruzeiro.

E foi desta forma que, aos 11 minutos, se aproveitando de uma cobrança de lateral, Arouca driblou facilmente a marcação de Everton e encontrou Neymar na grande área. Mais rápido do que a zaga adversária, o atacante santista finalizou com precisão, sem chances para o goleiro Fábio: 1 a 0 para o Alvinegro Praiano.

Atrás no placar, os mineiros partiram em busca do empate e, aos 15, Rafael evitou que os donos da casa igualassem o marcador, ao defender um arremate de fora da área, de Anselmo Ramon.

Na pressão, o Cruzeiro criou a sua melhor oportunidade de gol, aos 22. O lançamento partiu dos pés do argentino Montillo, encontrando o uruguaio Martinuccio, que completou para o gol, mas viu a bola passar ao lado da meta defendida por Rafael. No entanto, a arbitragem já havia parado o lance, alegando impedimento.

Após sofrer com as boas chances criadas pela Cruzeiro, o Santos passou a explorar os contra-ataques, em busca do segundo gol. Aos 32, Neymar poderia ter marcado o segundo tento de sua equipe, mas preferiu fazer a assistência para André, que foi bloqueado pela zaga cruzeirense.

Porém, três minutos depois de não aproveitar uma oportunidade de gol, o camisa 11 do Santos mostrou toda a sua categoria para, ao aproveitar a falha do zagueiro Mateus, que não dominou a bola, bater no canto direito de Fábio, ampliando a vantagem santista no Independência.

Na volta para o segundo tempo, o técnico Celso Roth sacou o volante Sandro Silva para a entrada do atacante Fabinho. Mas a primeira grande chance de gol da etapa complementar foi santista e, novamente, com Neymar.

Aos cinco, a Joia alvinegra driblou Rafael Donato e bateu na saída de Fábio, que demonstrou bastante reflexo para fazer uma grande defesa, evitando o terceiro dos paulistas. Dois minutos após quase marcar mais um, Neymar fez grande lance individual pelo lado esquerdo, deixando o zagueiro para trás e fazendo o passe para Felipe Anderson completar, com destino ao fundo das redes 3 a 0 para o Santos. A jogada do atacante do Santos foi aplaudida pela torcida cruzeirense, presente ao Estádio Independência.

Com a desvantagem no placar, Roth queimou as suas duas últimas substituições na Raposa. Aos 11, Rafael Donato deu lugar a Willian Magrão e, cinco minutos mais tarde, Martinuccio saiu para a entrada de Wellington Paulista.

Os cruzeirenses estiveram perto de descontar, aos 22, com Anselmo Ramon driblando Rafael Galhardo e soltando a bomba, que acertou o travessão de Rafael. Aos 29, os mineiros tiveram mais uma boa oportunidade de gol, mas Rafael Galhardo salvou os santistas, ao cortar uma finalização de Anselmo Ramon.

Mas ainda havia tempo para o Santos marcar mais um e, outra vez, com o seu principal astro. Aos 36, Miralles, que havia entrado no lugar de André, fez grande jogada individual e Neymar concluiu para o gol, sem chances para o arqueiro cruzeirense. Assim como havia acontecido no terceiro gol, a Joia foi ovacionada e teve o seu nome gritado pela torcida rival.

Este vídeo abaixo mostra após o último gol a torcida do Cruzeiro aplaudindo o Neymar. Imagens da Santos TV.

Atuação de Neymar é elogiada em todo o mundo: “incomparável”

A brilhante atuação de Neymar contra o Cruzeiro, na noite de sábado, quando marcou três gols e deu a assistência para o tento de Felipe Anderson, fez jornais de todo o mundo se renderem ao brasileiro. Com elogios para a atuação e surpreendidos com os aplausos da torcida do Cruzeiro, que fez questão de mostrar a admiração pelo jogador ao fim do jogo, os jornais o colocaram como “incomparável” dentro do futebol brasileiro.

Foi assim que o jornal holandês NU Sports o chamou. Já os espanhóis do Marca, que constantemente colocam o brasileiro como já contratado pelo Barcelona, ou como principal alvo do Real Madrid, lembrou que as grandes atuações já não são mais novidades: “Outra noite mágica de Neymar”, escreveram.

Ainda na Espanha, o As disse que Neymar “atropelou” o Cruzeiro. Os catalães do Sport se renderam ao brasileiro: “Neymaravilhoso”. “Uma excepcional partida. Uma sublime partida. Craque”, publicou o jornal.

Os italianos da Gazzetta dello Sport destacaram os aplausos da torcida do Cruzeiro para o santista. “Neymar fez com que os tristes torcedores do cruzeiro se rendessem a sua atuação, o aplaudindo de pé”, disse o jornal. O L’Équipe, da França, destacou a declaração de Neymar, que disse que teve vontade de chorar quando viu que a torcida cruzeirense o aplaudiu. “Neymar foi aclamado e teve seu nome cantado nas arquibancadas pela torcida adversária”, escreveram os franceses.

O The New York Times também teve que dar destaque nos Estados Unidos ao pouco popular futebol, graças à Neymar. “Ovacionado”, disse o jornal, que lembrou que o atacante quase não pode atuar no campeonato brasileiro já que constantemente desfalca o Santos para estar com a seleção brasileira.

“Mais uma noite memorável para os fãs de futebol”, foi o destaque dado pelos portugueses do O Jogo para a atuação de Neymar. “A exibição foi de tal forma perfeita que até a torcida do cruzeiro aplaudiu”, completou.

A atuação do brasileiro chegou até o outro lado do mundo. Na Ásia, jornais de Indonésia e Índia, países com pouca ou nenhuma tradição no futebol, se renderam a Neymar.

“Deu vontade de chorar”, diz Neymar sobre aplausos da torcida do Cruzeiro

Autor de três gols e de uma assistência na vitória do Santos por 4 a 0, atacante afirma ter ficado emocionado com manifestação cruzeirense

Com três gols e uma assistência, Neymar foi o grande responsável pela vitória do Santos sobre o Cruzeiro neste sábado por 4 a 0 . A atuação de gala fez com que o atacante santista fosse aplaudido pela torcida adversária que compareceu ao estádio Independência. A manifestação de carinho dos cruzeirenses emocionou o craque santista.

“Estou muito emocionado, dá até vontade de chorar pelo que a torcida do Cruzeiro fez para mim”, afirmou Neymar na saída do campo. “É um dia marcante, histórico na minha carreira”, completou.

Em seguida, Neymar retribuiu o carinho que recebeu da torcida mineira. “Realmente, é uma alegria muito grande. Hoje sinto o Cruzeiro como a minha segunda casa. Sempre falei que, independentemente da rivalidade, o respeito tinha que prevalecer. Foi o que aconteceu com a torcida do Cruzeiro. Por isso, estou muito satisfeito de ter jogado aqui. Só tenho que agradecer a eles pelo que fizeram”, disse o camisa 11.

Não foi apenas durante o jogo que Neymar notou a admiração que a torcida rival tem por ele. O atacante contou um outro episódio que aconteceu antes de a bola rolar no Independência. “Dei risada de um menino que estava com a camisa do Cruzeiro por cima e a do Santos por baixo. Achei engraçado, muito legal. São coisas assim que eu vou levar para o resto da minha vida”, encerrou.

Muricy elogia e vê aplausos como “ajuda” para permanência de Neymar

Atacante foi aplaudido pela torcida do Cruzeiro durante a goleada por 4 a 0 que o Santos aplicou sobre a equipe mineira

Os aplausos e o reconhecimento da torcida do Cruzeiro a atuação do atacante Neymar, autor de três gols na goleada do Santos por 4 a 0 neste sábado, no Estádio Independência , deixaram o técnico Muricy Ramalho satisfeito. O treinador elogiou a postura da torcida mineira, mesmo com a derrota de sua equipe, e vê o reconhecimento ao futebol da Joia como um incentivo para o camisa 11 prolongar a estadia no futebol brasileiro.

“Foi muito legal o que a torcida do Cruzeiro fez hoje (sábado). Eles deram um exemplo, deixaram a rivalidade entre os clubes de lado, o que é difícil aqui no Brasil. O Neymar é um ídolo nacional e, sem dúvidas, isso fortalece ainda mais o menino. Ele fica feliz e é algo que pode ajudar até mesmo para que o Neymar estenda o contrato dele, para ficar mais tempo no país”, analisou Muricy, sonhando com a possibilidade de o craque renovar o seu vínculo com os santistas.

O atual contrato de Neymar com o Santos é válido até a Copa do Mundo de 2014. Uma possível renovação do vínculo da Joia é um assunto que faz parte do pensamento dos dirigentes santistas, apesar de esta não ser uma hipótese admitida publicamente.

“O Santos fez um investimento enorme e quase não usa o jogador, que está o tempo todo na seleção brasileira. Com ele, a torcida do Santos cresceu 20% em três anos. Em todo o lugar que a gente vai é sempre essa loucura, ele é muito assediado. O que o Santos está fazendo é muito importante para o futebol brasileiro, em geral. Hoje, o Neymar é um dos poucos ídolos que temos no país”, ponderou o comandante.

Mesmo com Neymar tendo sido o destaque da partida, Muricy Ramalho não esqueceu de elogiar o rendimento do Santos durante o confronto. “Cobrei muito deles durante a semana e na preleção, antes do jogo. O time acertou uma boa partida porque respeitou o Cruzeiro e ocupou bem os espaços. Hoje (sábado) voltamos a jogar. Fazia tempo que a gente não jogava. Era um clássico importante e fico feliz pelo fato de os jogadores terem entendido isso”, concluiu.

Bastidores – Santos TV:

Gols no Cruzeiro fazem de Neymar o segundo artilheiro santista em Nacionais

Atacante ultrapassa marca de Kleber Pereira e está atrás apenas de Pelé, que marcou 99 gols na competição

O atacante Neymar continua estabelecendo novas marcas importantes no Santos . Com os três gols que marcou na goleada por 4 a 0 sobre o Cruzeiro neste sábado, chegou aos 52 na história da competição. Assim, ele ultrapassou Kleber Pereira, que, com 51, era até então o segundo maior goleador do clube em campeonatos nacionais.

“Fico muito feliz, essa é mais uma meta alcançada na minha carreira. Mas, como eu sempre digo, não busco bater recordes de grandes craques, que marcaram a história do Santos. O meu objetivo é sempre jogar futebol e fazer o melhor, para ajudar a minha equipe a vencer”, afirmou Neymar.

O camisa 11, no entanto, terá trabalho para alcançar Pelé, líder nessa relação de artilheiros santistas. Isso porque o Rei marcou nada menos do que 99 gols, contabilizando atuações na Taça Brasil, no Torneio Roberto Gomes Pedrosa e na Taça de Prata, competições equivalentes ao atual Campeonato Brasileiro. A CBF unificou todos estes torneios ao Brasileirão, no final de 2010.

Vale lembrar ainda que Neymar ocupa o quarto lugar na artilharia da Série A deste ano, com 12 gols, ao lado de Aloísio, do Figueirense, e Kieza, do Náutico. O artilheiro é Fred, do Fluminense, com 16 gols, seguido de perto por Luis Fabiano, do São Paulo, com 15. O terceiro colocado é Bruno Mineiro, da Portuguesa, com 14.