Inter de Limeira 0 x 1 Santos

Data: 15/04/2001, domingo, 16h00.
Competição: Campeonato Paulista – 1ª fase
Local: Estádio Major Levy Sobrinho, em Limeira, SP.
Público e renda: não divulgados
Árbitros: Romildo Correia e Luis Marcelo Cansian (SP).
Cartões amarelos: Émerson e Marcelo Heleno (I); Pereira, Rincón e Marcelo Silva (S).
Cartão vermelho: Pereira (S, 15-2).
Gol: Robert (47-1).

INTER DE LIMEIRA
Nílson; Émerson, Marcelo Heleno, Lica e Galego; Edmílson (Marquinhos), Pintado, Caio (Vitor Hugo) e Luisinho Vieira; Paulinho e Lúcio (Alaor).
Técnico: Luiz Carlos Ferreira

SANTOS
Fábio Costa; Russo, Galván, Pereira e Léo; Rincón, Marcelo Silva, Renato e Robert (Elano); Deivid e Rodrigão (Rodrigo Costa).
Técnico: Geninho



Santos vence a Inter de Limeira e mantém chances

O Santos venceu a Inter de Limeira por 1 a 0 e está mais perto da próxima fase do Campeonato Paulista. A vitória, combinada com os outros resultados da rodada, colocou a equipe da Vila Belmiro na zona de classificação para as semifinais — o Santos está em segundo lugar, com 23 pontos, ao lado de Corinthians e Rio Branco, mas o time do Parque São Jorge tem a vantagem no desempate.

Robert marcou o único gol do Santos, que volta a jogar pelo Paulista no sábado, contra o São Caetano, no Anacleto Campanella.

A dupla Rodrigão/Deivid perdeu pelo menos três chances de gol nos primeiros 15 minutos de jogo. Mas os donos da casa é que estiveram mais perto de abrir o placar. Um vez o lateral Léo salvou o Santos e nas outras duas o goleiro Fábio Costa contou com a sorte, pois a bola explodiu na trave.

Na primeira vez que a Inter chegou com perigo, aos 20 minutos, Edmílson aproveitou o cruzamento da direita e cabeceou no canto. Léo, em cima da linha salvou o Santos. Um minuto depois, Lúcio carregou a bola e chutou da entrada da área, a trave salvou o Santos pela primeira vez. Não ficaria só nisso, pois aos 42 minutos, Galego chutou de longe, Fábio Costa fez o golpe de vista e a bola novamente bateu na trave.

O Santos, que vivia de contra-ataques puxados pelo lateral Russo, chegou ao seu gol já nos descontos. Robert dominou a bola, se livrou do marcador, e com categoria, colocou a bola no canto esquerdo do gol, sem chances de defesa para o goleiro Nílson. Um minuto depois o próprio Robert perdeu a chance de ampliar. Na jogada pela direita, ele entrou na área mas bateu fraco na hora da conclusão.

No segundo tempo, a Inter tentou encurralar o Santos, que continuava a jogar em contra-ataques. Robert continuava a ser o principal jogador do Santos até sentir uma contusão ao chutar uma bola ao gol e ser substituído por Elano.

O Santos levou mais um duro golpe na partida. Pereira, que já havia levado um cartão amarelo no primeiro tempo, fez falta violenta e foi expulso. Para consertar a zaga, Geninho foi obrigado a sacar Rodrigão, colocando Rodrigo Costa em seu lugar.

O time recuou ainda mais e foi aí que o goleiro Fábio Costa fez a diferença. Bem colocado e com defesas precisas ele parou o ataque da Inter e garantiu a vitória do Santos.

Na quarta-feira, na Vila Belmiro, o Santos joga contra o Bahia pela Copa do Brasil. A partida promete ser um dos mais tensas do ano para o time de Geninho. No jogo de ida, em Salvador, o Santos foi derrotado por 2 a 0. Para passar à próxima fase, terá de vencer por pelo menos três gols de diferença. Se vencer por 2 a 0, a decisão irá aos pênaltis. Uma vitória por dois gols de diferença, mas com o Bahia marcando gols, classifica o time de Salvador.

Fonte: Jornal Folha de SP – http://acervo.folha.com.br/fsp/2001/04/16/20//51019