Santos 4 x 0 Grêmio Barueri

Data: 16/01/2013, quarta-feira, 21h00.
Competição: Amistoso
Local: Estádio do Pacaembu, em São Paulo, SP.
Público: 14.589
Renda: R$ 377.425,00.
Árbitro: Renato Aparecido Fazanaro Canadinho
Cartões amarelos: Guilherme Santos e Montillo (S); Douglas, Marcio Pit, Maurício e Maycon (GB).
Gols: Neymar (25-1, de pênalti) e Galhardo (46-1); Miralles (06-2) e Bill (11-2).

SANTOS
Rafael (Aranha/Vladimir); Galhardo (Bruno Peres), Neto (Jubal), Durval (Gustavo Henrique) e Guilherme Santos (Paulo Henrique); Renê Júnior (Adriano), Arouca (Alan Santos), Cícero (Pato Rodriguez) e Montillo (Miralles); Neymar (Bill) e André (Victor Andrade/Gabriel).
Técnico: Muricy Ramalho

BARUERI
Mateus (Vagner); Mauricio Leal, Maycon e Lucas Claser; Júnior Rodrigues, Douglas Marques, Luan Andrade, Alê (Cristian ) e Marcio Pit; Tiago Brito (Pará) e Mauricio.
Técnico: Roberto Cavalo



Em noite de festa, Santos goleia o Barueri em treino de luxo para o Paulistão

Na estreia de Montillo e Cícero com a camisa do Santos, Neymar foi o destaque da primeira etapa e deixou a sua marca

Na apresentação dos novos reforços para 2013, o Santos aproveitou a fragilidade do Barueri e goleou por 4 a 0, nesta quarta, no Pacaembu, em treino de luxo antes da estreia do Paulistão. Montillo, Cícero e cia. atuaram na primeira etapa e os titulares marcaram dois gols, com Neymar e Galhardo. Muricy trocou o time inteiro e o Santos ampliou com Miralles e Bill.

Cinco dos novos reforços do Santos começaram a partida amistosa. Além do argentino Montillo, trajando a camisa 10 de Pelé, o zagueiro Neto, o volante Renê Junior, o lateral Guilherme Santos e o meia Cícero foram escalados como titulares. Os outros reforços da equipe paulista para 2013, Marcos Assunção, Pinga e Nei, não atuaram no amistoso.

Logo no primeiro lance da partida veio o primeiro ato da dupla Neymar e Montillo no Santos. O camisa 11 escapou pela esquerda, passou por dois zagueiros e cruzou para o meia argentino. Montillo apareceu sozinho dentro da área e cabeceou para fora.

O Barueri chegou apenas uma vez na primeira etapa. Márcio Pit acertou uma falta no travessão de Rafael, que já estava batido, e quase marcou para o time do interior. Porém, o Santos tem um time melhor tecnicamente e voltou a levar perigo em bela triangulação entre Montillo, André e Neymar. Com toques rápidos e movimentação, o camisa 11 saiu na cara do gol, mas mandou por cima da meta.

Mesmo voltando de férias e ‘teoricamente’ fora de ritmo de jogo, Neymar corria e driblava por todo o campo. O atacante fez bela arrancada pela direita, deixou três marcadores para trás e cruzou para Galhardo, que chutou em cima do goleiro Matheus.

Em nova aparição de Galhardo, o lateral recebeu passe de Montillo dentro da área e foi derrubado por Márcio Pit. Neymar cobrou o pênalti no canto direito, e abriu o placar.

Enquanto o Santos marcava a saída de bola do adversário e criava jogadas de perigo, o Barueri deixou o clima amistoso de lado e entrava duro nos santistas, principalmente em Neymar, para a irritação de Muricy Ramalho e dos torcedores. Com mais posse de bola e iniciativa, o Santos ampliou nos acréscimos da primeira etapa. Em nova subida de Galhardo pela direita, o lateral tentou cruzamento, mas a bola desviou no zagueiro Maycon e entrou.

Para preservar seus titulares para a estreia do Paulistão, Muricy trocou todo o time para a segunda etapa e mandou a seguinte formação para o campo: Aranha; Bruno Peres, Jubal, Gustavo e Paulo Henrique; Adriano, Alan Santos e Patito Rodrigues; Miralles, Bill e Victor Andrade.

O Santos logo fez o seu terceiro gol, com Miralles, aos sete. O argentino recebeu cruzamento de Patito Rodrigues e só completou para as redes. Quatro minutos depois, Bill bateu forte de esquerda e marcou o quarto do time de Muricy. O atacante ainda perdeu um gol embaixo das traves na sequência. E o Santos passou com facilidade pelo seu último teste antes do Paulistão.

Acompanhados de Neymar, os meias Montillo e Cícero e os novos reforços santistas fazem a primeira partida oficial com a camisa alvinegra neste sábado, diante do São Bernardo, fora de casa, na estreia do Paulistão 2013.

Bastidores – Santos TV:

Montillo aprova parceria com Neymar, mas admite falta de entrosamento

Novo camisa 10 do Santos elogiou a dupla com Neymar, mas ressaltou que ainda ‘falta muito’ para pegar ritmo e ganhar entrosamento com o time

O meia Montillo, novo camisa 10 do Santos, fez a sua estreia pelo time paulista na goleada diante do Barueri, por 4 a 0. O argentino aprovou a primeira vez que jogou ao lado de Neymar e se mostrou animado com a nova parceria.

“Aos poucos, vamos melhorando. Já deu para ver que o Neymar e eu podemos nos entender dentro em campo e fazer boas partidas”, comentou Montillo ao deixar o campo no intervalo.

A dupla mostrou a que veio logo no primeiro lance de partida. Neymar fez bela jogada pela esquerda, deixando dois marcadores para trás e cruzou para Montillo cabecear. O argentino arrematou para fora. “Infelizmente, eu errei. Não tinha visto onde estava o gol”, disse o meia.

Os dois voltaram a aparecer juntos em rápida triangulação ao lado do centroavante André. Neymar chutou por cima, após ficar de frente para o gol.

Mesmo com a boa atuação, o argentino frisou que ainda tem muito a melhorar, principalmente em relação ao entrosamento com Neymar e com o restante do time. “Para mim ainda falta muito, no entrosamento e na parte física também. Com o ritmo de jogo vai ter isso, depois do segundo ou terceiro jogo do Paulista”, prometeu o novo camisa 10 do Santos.

Muricy promove estreia de Gabigol, mas pede calma com promessa

“Não pode se entusiasmar, pois ele vai voltar para a base. Colocamos o garoto só para sentir o gosto, ele vai entrar pouco a pouco”, disse o treinador

Uma das promessas do Santos para o futuro, o meia-atacante Gabriel Barbosa, o Gabigol, fez a sua estreia no elenco principal do clube. O garoto, de apenas 16 anos de idade, entrou nos minutos finais da vitória de 4 a 0 sobre o Barueri, na noite desta quarta-feira, no Pacaembu, no lugar do também jovem Victor Andrade. Gabigol foi aplaudido pela torcida santista presente ao estádio.

Apesar de ter colocado o meia-atacante para fazer a sua primeira partida entre os profissionais, o técnico Muricy Ramalho não quis fazer elogios rasgados para Gabriel Barbosa. “O Gabigol não pode se entusiasmar, pois amanhã (quinta) ele vai voltar para a base. Colocamos o garoto só para sentir o gosto, ele vai entrar pouco a pouco. Ele está conosco de vez em quando. Quis dar uma oportunidade para o Gabriel saber o que é jogar no Pacaembu, com muita gente assistindo. É uma experiência a mais na trajetória dele”, analisou.

O treinador ainda aproveitou para pedir calma com o lançamento de Gabigol na equipe principal. “Ele é um menino que tem boa personalidade, mas sabe que precisa ter paciência. Ele tem que aprender muito e ser humilde. É uma promessa do clube e temos que tomar conta desse jogador”, explicou.

Sorridente com a primeira chance entre os profissionais, o novato mostrou ter assimilado as palavras de Muricy e garantiu não ter pressa para se firmar no time principal alvinegro. “Tenho muito respeito pelo professor Muricy Ramalho, que é um grande profissional e tem muita experiência. Estou tranquilo. Sei que tenho de trabalhar e muito para buscar o meu espaço. Todos os jogadores do mundo têm alguma coisa para aprender e eu não sou diferente. Tenho só 16 anos”, comentou.

Indagado sobre a emoção de ter feito a sua estreia no elenco profissional, Gabigol não escondeu a sua felicidade. “Quando eu entrei em campo, a torcida aplaudiu. Arrepiou todo o meu corpo. Estou muito contente. É uma felicidade enorme”, emendou.