Vídeos: (1) Gols e (2) melhores momentos.

Santos 2 x 0 Flamengo-PI

Data: 17/04/2013, quarta-feira, 22h00.
Competição: Copa do Brasil – 1ª fase – Jogo de volta
Local: Estádio da Vila Belmiro, em Santos, SP.
Público: 8.732 pagantes
Renda: R$ 133.300,00
Árbitro: Pablo Ramon Gonçalves Pinheiro (RN)
Auxiliares: Guilherme Dias Camilo (MG) e Ezequiel Barbosa Alves (MS).
Cartões amarelos: Edu Dracena (S); Leo Maceió, Rafael Araújo, Duda e Darlan (F).
Gols: Rafael Galhardo (25-2) e Neymar (40-2).

SANTOS
Rafael; Rafael Galhardo, Edu Dracena, Durval e Léo; Renê Júnior, Arouca (Felipe Anderson), Cícero e Montillo; Patito Rodriguez (Giva) e Neymar.
Técnico: Muricy Ramalho

FLAMENGO-PI
Robson; Niel, Duda, Rafael Araújo e Rafinha (Darlan); Marcelo, Alessandro, Leo Maceió e Neílson (Wildinho); Lúcio (Augusto) e Édson Di.
Técnico: Josué Teixeira



Com gols no segundo tempo, Santos vence e elimina Flamengo-PI

O lateral Galhardo e Neymar marcaram para o Santos em vitória conquistada na Vila Belmiro

Com dificuldades no primeiro tempo, o Santos se impôs na etapa complementar e derrotou o Flamengo-PI, por 2 a 0, na noite desta quarta-feira, na Vila Belmiro. O lateral-direito Rafael Galhardo e o atacante Neymar fizeram os gols do triunfo do Peixe, que havia empatado por 2 a 2 no jogo de ida, da primeira fase da Copa do Brasil.

Após eliminar os nordestinos, o time santista agora irá enfrentar o Joinville, na próxima etapa da competição nacional. O próximo desafio dos alvinegros é diante do Penapolense, domingo, às 16 horas (horário de Brasília), na Vila, pelo Campeonato Paulista.

O jogo

O Santos começou a partida melhor e pressionando o Flamengo-PI. Aos cinco minutos, o meia Montillo aproveitou um rebote dado pela zaga adversária e, da entrada da área, chutou forte, para boa defesa de Robson. O zagueiro Durval tentou completar para o gol, só que a defesa nordestina afastou o perigo.

Em busca do primeiro gol, o Peixe teve mais uma chance, desta vez com Neymar. Aos 13, a Joia fez jogada individual e, quando se prepara para o arremate, caiu após choque com o zagueiro Rafael Araújo. O atacante reclamou pênalti, mas a arbitragem mandou o jogo seguir.

Os santistas tiveram mais uma boa oportunidade de gol, aos 36, quando o lateral Rafael Galhardo recebeu de Montillo pela direita e cruza rasteiro. Róbson deu rebote, mas o ataque do time praiano não aproveitou a chance de abrir o placar.

Antes do intervalo, os piauienses ainda se arriscaram no ataque e deram um susto na torcida alvinegra. Aos 45, Édson Di driblou a marcação e bateu de fora da área, para boa defesa de Rafael, que desviou a bola para escanteio.

O Santos voltou para o segundo tempo criando novas chances de gol. Aos quatro, Arouca lançou Montillo, que cruzou da direita para Patito Rodriguez, mas a finalização saiu desviada, pela linha de fundo.

Pouco depois, aos oito, Neymar dominou no peito e, de frente para Robson, viu o arqueiro do Flamengo-PI sair bem da meta e travar o seu chute, evitando o primeiro gol dos donos da casa.

Aos 11, a Joia arrancou pelo lado esquerdo, deixou os seus marcadores para trás e soltou a bomba, de perna esquerda, defendida por Robson. O goleiro da Raposa espalmou a bola para escanteio.

Insatisfeito com o rendimento da equipe, o técnico Muricy Ramalho trocou o argentino Patito Rodriguez pelo jovem Giva, aos 18. No minuto seguinte, o Peixe voltou a levar perigo ao gol dos visitantes. Em cobrança de falta, após jogada ensaiada, Neymar chutou à esquerda do gol piauiense.

Depois de tanto insistir, enfim, os santistas chegaram ao gol. Aos 25, Galhardo resolveu soltar a bomba de fora da área e a bola entrou no ângulo direito de Robson, que não conseguiu evitar o gol que abriu o placar para os alvinegros.

Com a desvantagem no marcador, o técnico do Flamengo-PI, Josué Teixeira, resolveu queimar as suas três alterações. Lúcio saiu para a entrada de Augusto, Neilson deixou o campo, sendo substituído por Wildinho, e, por último, Rafinha foi sacado, dando lugar a Darlan. Já Muricy, aos 35, trocou o volante Arouca pelo meia Felipe Anderson, para os minutos finais do confronto.

Antes do fim do jogo, aos 40, Neymar fez grande lance individual, driblando um zagueiro na entrada da área, tirando mais dois marcadores com um corte seco e finalizando, com precisão, para o fundo das redes: 2 a 0 para o Santos.

Bastidores – Santos TV:

Neymar reclama de marcação adversária e defende atuação santista

Atacante do Santos, autor do segundo gol da vitória diante do Flamengo-PI, reclamou da violência dos adversários: “Hoje eles bateram mais ainda”

Mesmo sem conseguir apresentar um grande futebol, o Santos venceu o Flamengo-PI, por 2 a 0, na noite desta quarta-feira, na Vila Belmiro, e se classificou para a segunda fase da Copa do Brasil. Irritado com a marcação adversária, o atacante Neymar reclamou de algumas faltas duras cometidas pelos nordestinos e lembrou do primeiro jogo entre as duas equipes, disputado na última quarta, em Teresina (PI).

“Foi difícil, eu já tinha falado que o time deles é forte. Eles estavam empolgados lá, com a torcida incentivando, (os marcadores) batendo para caramba. Hoje (quarta) eles bateram mais ainda, só que foram derrotados”, disse o atacante, para depois falar sobre a atuação santista.

Indagado se o Peixe teria deixado a desejar, perante a sua torcida, Neymar retrucou e destacou as dificuldades encontradas pelo time praiano na partida. “A gente começou a trabalhar a bola, quem vê de fora acha que é fácil, mas não é assim. Você precisa ter paciência para encontrar os espaços”, comentou.

Sobre o seu gol, nos minutos finais do confronto, o camisa 11 alvinegro enalteceu o início da jogada, com o meia Montillo, antes da definição do lance. “Foi uma ótima jogada do Montillo, em que eu dominei a bola, consegui passar por dois ou três marcadores e fiz o gol”, encerrou.

Autor do 1º gol contra Flamengo-PI, Galhardo cita “pressentimento”

Questionado sobre o lance do gol, Rafael Galhardo não demonstrou surpresa pela felicidade no chute, que acertou o ângulo direito do goleiro Robson

Autor do gol que abriu caminho para a vitória sobre o Flamengo-PI, por 2 a 0 , na noite desta quarta-feira, na Vila Belmiro, o lateral-direito Rafael Galhardo falou sobre o lance. Feliz por ter marcado pela primeira vez com a camisa do Santos, em jogos oficiais – o ala fez gol contra o Grêmio Barueri, em amistoso disputado no início deste ano -, Galhardo contou que teve um “pressentimento” de que iria balançar as redes nesta partida, que classificou o Peixe para a segunda fase da Copa do Brasil.

“Estava pressentindo que iria fazer o gol e dedico (o tento anotado) para a minha esposa”, disse o camisa 4 santista, que voltou a ser titular contra os piauienses, após ter ficado na reserva do improvisado volante Alan Santos, na goleada sobre o União Barbarense, no último sábado, pelo Campeonato Paulista.

Questionado sobre o lance do gol, Rafael Galhardo não demonstrou surpresa pela felicidade no chute, que acertou o ângulo direito do goleiro Robson, aos 25 minutos do segundo tempo. “O time deles estava fechado, e eu costumo chutar de longe nos treinamentos. Meus companheiros me incentivam para arriscar e acabou saindo o gol”, concluiu.

Classificado, o Alvinegro Praiano agora enfrenta o Joinville (SC), na segunda fase da competição nacional.