Vídeos: (1) Gols e (2) melhores momentos.

Santos 2 x 0 Vitória

Data: 24/08/2013, sábado, 18h30.
Competição: Campeonato Brasileiro – 16ª rodada
Local: Estádio da Vila Belmiro, em Santos, SP.
Público: 8.350 pagantes
Renda: R$ 157.338,00
Árbitro: Pablo dos Santos Alves (ES)
Auxiliares: Cristhian Passos Sourence (GO) e Rafael da Silva Alves (RS).
Cartões amarelos: Alison, Cícero, Aranha e Montillo (S); Renato Cajá (V).
Gols: Gabriel (08-1); Cícero (10-2).

SANTOS
Aranha; Rafael Galhardo (Bruno Peres), Edu Dracena, Gustavo Henrique e Mena; Alison (Alan Santos), Cícero, Leandrinho e Montillo; Gabriel (Everton Costa) e Thiago Ribeiro.
Técnico: Claudinei Oliveira

VITÓRIA
Wilson; Ayrton, Fabrício, Reniê e Euller; Luiz Alberto, Cáceres, Vander (Marquinhos) e Renato Cajá (Felipe); Maxi Biancucchi (Pedro Oldoni) e Dinei.
Técnico: Caio Júnior



Santos interrompe jejum no Brasileiro e bate Vitória na Vila Belmiro

O jovem atacante Gabriel e Cícero marcaram os gols da vitória santista diante dos baianos. Equipe de Claudinei Oliveira chegou aos 19 pontos na tabela

Após um longo jejum dentro do Campeonato Brasileiro, o Santos voltou a vencer no Campeonato Brasileiro. Depois de ficar seis rodadas sem ganhar – cinco empates e uma derrota -, o Peixe bateu o Vitória, por 2 a 0, na noite deste sábado, na Vila Belmiro. O atacante Gabriel e o meia Cícero marcaram os gols da vitória da equipe praiana.

O triunfo levou os santistas para a 12ª posição provisória, com 19 pontos ganhos. Já os rubro-negros, ao menos até os jogos de domingo, seguem na sétima colocação, com 22 pontos.

Na próxima rodada, os alvinegros – que antes decidem vaga nas quartas de final da Copa do Brasil, contra o Grêmio, quarta-feira, na Arena do Grêmio – visitam o Fluminense, no sábado, às 21 horas (horário de Brasília) no Maracanã. Enquanto isso, a equipe baiana recebe o Criciúma, no domingo, às 16 horas, no Barradão.

O jogo

Com novidades no time titular, o Santos começou melhor a partida e não demorou para marcar o seu primeiro gol. Aos oito minutos, o meia Leandrinho tocou para o atacante Gabriel – ambos escalados neste jogo pelo técnico Claudinei Oliveira -, que finalizou e, contando com uma falha do goleiro Wilson, abriu o placar para o Peixe na Vila.

Os santistas quase ampliaram aos 10, quando Thiago Ribeiro recebeu a bola de Cícero e resolveu arriscar de fora da área. No entanto, o chute do atacante alvinegro saiu ao lado do gol do Vitória.

Melhor em campo, o Santos esteve perto de chegar ao segundo gol, em duas oportunidades seguidas. Na primeira, aos 22, Montillo tentou o chute, mas foi bloqueado pela zaga rubro-negra e tocou para Gabriel bater de perna esquerda, exigindo boa defesa de Wilson, que espalmou a bola para escanteio. No minuto seguinte, após a cobrança de escanteio, a bola sobrou para o zagueiro Gustavo Henrique finalizar, chutando a bola pouco acima do travessão e assustando o arqueiro do Vitória.

O Peixe esteve próximo de ampliar, outra vez, aos 33 quando Rafael Galhardo recebeu de Montillo e cruzou pela direita, mas o lateral-direito da equipe baiana, Ayrton, cedeu escanteio, quando Thiago Ribeiro estava na pequena área e já se preparava para completar o lance para o fundo das redes.

Na última boa chance de gol do primeiro tempo, aos 43, Montillo protegeu pela esquerda, dentro da grande área, e chutou para defesa parcial de Wilson. No rebote, Gabriel pegou mal na bola e perdeu o gol, mas a arbitragem já havia parado o lance, marcando impedimento.

Na volta do intervalo, o técnico rubro-negro, Caio Júnior, trocou o meia Renato Cajá, pendurado com cartão amarelo, para a entrada de Felipe em seu lugar.

O Vitória voltou bem para a etapa complementar, mas quem balançou as redes foi o time praiano. Aos 10, Cícero tabelou com Montillo, evitou Fabrício, que dividiu com Gabriel e levou o atacante ao chão, mas conseguiu finalizar, ampliando a vantagem da equipe santista: 2 a 0.

Os visitantes quase descontaram aos 15, quando Dinei subiu sozinho na pequena área, mas cabeceou à direita do gol de Aranha, desperdiçando grande chance de gol para o Vitória.

Mesmo com a vantagem no marcador, Claudinei resolveu fazer duas alterações. Aos 21, Alison, pendurado com cartão amarelo, saiu para a entrada de Alan Santos, no meio-campo. Pouco depois, aos 23, Gabriel deixou o gramado, com Everton Costa no seu lugar, fazendo a sua estreia com a camisa alvinegra. Na busca pelo empate, Caio Júnior trocou Vander por Marquinhos e Maxi Biancucchi por Pedro Oldoni, respectivamente.

O Santos quase marcou o seu terceiro gol, aos 36, quando Thiago Ribeiro cortou a marcação e tocou para Montillo soltar a bomba, de primeira, que passou próxima ao ângulo esquerdo de Wilson.

No minuto seguinte, o Vitória quase balançou as redes. Marquinhos desviou de cabeça para Dinei que, dentro da área, bateu forte para o gol. Após desvio, Aranha mostrou reflexo, fazendo a defesa e salvando a equipe praiana. A zaga santista afastou o perigo no rebote.

No mais, o Peixe soube administrar a vantagem construída durante a partida, nos últimos minutos, para garantir a vitória até o apito final do árbitro.

Bastidores – Santos TV:

Após marcar segundo gol pelo Santos, Gabriel comemora “semana maravilhosa”

Jovem atacante do Santos marcou seus dois primeiros gols como profissional nos últimos quatro dias

Autor do primeiro gol do Santos diante do Vitória, no triunfo conquistado por sua equipe na noite deste sábado, na Vila Belmiro, Gabriel comemorou o fim de uma semana especial para o jovem atacante. O novato marcou contra o Grêmio, na última quarta-feira, pela Copa do Brasil, e deixou a sua marca novamente, contra os rubro-negros.

Feliz, Gabriel espera crescer ainda mais com a camisa do Peixe. “Foi uma semana maravilhosa, não podia ser melhor. Agora é continuar trabalhando bastante para ir longe”, disse o atleta, na saída do gramado santista.

O jovem avante, de apenas 16 anos de idade, também falou sobre a parceria no ataque com Thiago Ribeiro. Para Gabriel, tem sido bom poder atuar ao lado de um jogador mais experiente no setor – Ribeiro tem 27 anos.

“Sou muito novo, tenho muito o que aprender. Tem sido muito bom jogar com o Thiago, que é um grande atacante. Tenho aprendido muito com ele. Em campo temos nos entendido bem e tudo tem dado certo”, concluiu.

Thiago Ribeiro se vê em evolução no Santos, mas diz que ainda falta o gol

Jogador foi titular diante do Vitória nos 2 a 0 para cima dos rivais na Vila Belmiro na noite de sábado pelo Campeonato Brasileiro

Contratado como um dos principais reforços do Santos para a sequência do Campeonato Brasileiro, o atacante Thiago Ribeiro fez diante do Vitória, neste sábado, na Vila Belmiro, a sua segunda partida como titular no clube praiano. O avante, de 27 anos de idade, mostrou-se contente com o seu rendimento.

“Graças a Deus sinto que estou melhorando a cada jogo. Contra o Vitória tive uma atuação ainda melhor em relação ao Grêmio”, analisou Thiago Ribeiro, que por outro lado, reconheceu que está ansioso para balançar as redes pela primeira vez com a camisa santista.

“Está faltando um gol. Infelizmente, eu ainda não tive aquela chance clara. Mas tenho que manter a tranquilidade, pois o gol vem naturalmente. Isso (tento) é fruto do que apresentamos em campo”, comentou.

O atacante também falou sobre a dupla de ataque com o jovem Gabriel na vitória sobre os rubro-negros . Os dois jogaram juntos nos minutos finais do triunfo sobre o Grêmio, na última quarta-feira, pela Copa do Brasil, e começaram como titulares diante do Vitória.

“O Gabriel ainda é muito jovem (16 anos de idade), mas é um menino que tem um grande futuro pela frente. No futebol atual, a idade não interfere muito. Ele tem demonstrando personalidade em campo e vem dando certo. Acho que tivemos um bom entendimento e poderíamos ter feito mais gols”, encerrou.