Vídeos: (1) Gols e (2) melhores momentos.

Santos 2 x 1 Criciúma

Data: 22/09/2013, domingo, 18h30.
Competição: Campeonato Brasileiro – 23ª rodada
Local: Estádio da Vila Belmiro, em Santos, SP.
Público: 5.147 pagantes
Renda: R$ 126.376,00
Árbitro: Arilson Bispo da Anunciação (BA)
Auxiliares: Janette Mara Arcanjo (MG) e Valdebranio da Silva (RO).
Cartões amarelos: Montillo e Arouca (S); João Vitor, Elton e Henik (C).
Gols: Thiago Ribeiro (20-1) e Willian José (41-1); Tony (34-2).

SANTOS
Aranha; Cicinho, Edu Dracena, Gustavo Henrique e Mena; Renê Júnior, Arouca, Leandrinho (Renato Abreu) e Montillo (Pedro Castro); Thiago Ribeiro e Willian José (Giva).
Técnico: Claudinei Oliveira

CRICIÚMA
Helton Leite; Matheus Ferraz (Henik), Leonardo e Fábio Ferreira; Tony, Elton (André Gava), João Vitor, Daniel Carvalho (Fabinho) e Diego Hoffmann; Lins e Wellington Paulista.
Técnico: Sílvio Criciúma



Santos faz sua lição de casa, vence o Criciúma e passa a flertar com vaga no G4

Com um jogo a menos, time paulista chega a 32 pontos e se permite sonhar no Brasileirão

Após três rodadas, o Santos voltou a ganhar no Campeonato Brasileiro. Derrotou o Criciúma, por 2 a 1, na noite deste domingo, na Vila Belmiro. Thiago Ribeiro e Gustavo Henrique marcaram para o Santos. Tony, na segunda etapa, descontou para os visitantes.

A vitória levou o time santista para a sétima posição, agora com 32 pontos. Já o Criciúma segue na zona do rebaixamento, no 17º lugar, com 24 pontos.

O Alvinegro Praiano volta a campo diante do Náutico, quarta-feira, a partir das 21 horas (horário de Brasília), na Vila Belmiro, em confronto atrasado da 11ª rodada do Brasileirão. Já os catarinenses jogam contra o Flamengo, no próximo domingo, às 16 horas (horário de Brasília), no Maracanã.

O jogo

O Santos começou a partida ameaçando o gol adversário. Logo aos três minutos, Montillo bateu falta fechado e a bola passou com muito perigo à frente do goleiro Helton Leite. Thiago Ribeiro se esticou, mas não consegue tocar na bola e completar a jogada.

O Santos chegou com perigo, mais uma vez, aos oito. Em nova cobrança de falta, o argentino Montillo acertou o travessão de Helton Leite. No rebote, o ataque santista não conseguiu aproveitar o lance.

Os santistas criaram mais uma boa chance com Cicinho, aos 11. O lateral-direito foi acionado mais uma vez e cruzou de primeira. Thiago Ribeiro meteu a cabeça na bola, mas errou o alvo, desperdiçando a oportunidade.

O Criciúma respondeu e quase chegou ao gol, quando Daniel Carvalho, aos 17, cobrou uma falta da entrada da área e a bola passou raspando a trave do goleiro Aranha.

Mas a equipe praiana abriu o placar, aos 20, após o zagueiro Gustavo Henrique desviar de cabeça uma cobrança de escanteio, encontrando o atacante Thiago Ribeiro livre para completar a jogada e fazer o gol: 1 a 0 para os alvinegros.

Os visitantes levaram perigo ao gol do Santos aos 40, com o volante João Vítor batendo colocado de fora da área, para boa defesa de Aranha.

O Santos ampliou a vantagem aos 41, quando Montillo ajeitou para o chute preciso de Willian José, que foi escalado na vaga de Gabriel e não decepcionou, marcando o segundo gol do Santos no duelo.

Na volta para a etapa complementar, o Criciúma, que veio com o meia Henik no lugar do zagueiro Matheus Ferraz, quase diminuiu a vantagem santista, aos seis, quando Fábio Ferreira aproveitou cobrança de falta e cabeceou para o gol. Mas Aranha estava atento, caindo para fazer a defesa, com segurança.

Os santistas estiveram perto do terceiro gol, aos 11. No escanteio cobrado por Montillo, a bola foi para a linha da pequena área, Helton Leite sai muito mal do gol e Edu Dracena cabeceia para fora, com o gol livre.O Criciúma quase descontou aos 16, quando Tony bateu na direção do gol, a bola não desviou em ninguém e pegou Aranha de surpresa. No reflexo, o arqueiro alvinegro colocou a bola para escanteio.

Em desvantagem, o Criciúma ainda colocou Fabinho no lugar de Daniel Carvalho, para tentar chegar ao empate. O técnico Claudinei Oliveira também mexeu no time praiano, sacando Leandrinho para a entrada do experiente Renato Abreu, no meio-campo.

Os catarinenses descontaram com o lateral Tony, aos 34. A cobrança de falta do ala do Criciúma entrou direto, sem desviar em nenhum outro jogador do time visitante.

Com o gol, o Criciúma partiu com força em busca do empate. Com André Gava no lugar de Elton, o Criciúma tentou pressionar. Enquanto isso, os santistas, que ainda tiveram as entradas de Giva e Pedro Castro nas vagas de Willian José e Montillo, respectivamente, tentavam explorar os contra-ataques.

Em um deles, aos 45, Giva levou a melhor sobre a zaga catarinense e, com um toque sutil, quase marcou o terceiro do Santos. Apesar disso, os alvinegros garantiram a vitória até o apito final do árbitro.

Thiago Ribeiro critica segundo tempo do Santos, mas celebra gol

Atacante fez o primeiro gol da equipe paulista na vitória sobre o Criciúma pela 23ª rodada do Campeonato Brasileiro

Autor do primeiro gol da vitória do Santos sobre o Criciúma, na noite desta quarta-feira, na Vila Belmiro, o atacante Thiago Ribeiro admitiu que a equipe praiana teve uma queda de rendimento no segundo tempo, quando permitiu aos catarinenses diminuir a vantagem no placar. O avante acredita que o Santos poderia ter tido uma postura diferente na etapa complementar do jogo.

“Sofremos, sim. O Criciúma se lançou a frente e tivemos dificuldades. Tomamos o gol e ficou perigoso (o jogo)”, analisou Thiago Ribeiro, destacando que esse tipo de pressão é comum dentro do Campeonato Brasileiro. “Faz parte. O importante é que saímos com os três pontos”, comentou.

Se por um lado o desempenho no segundo tempo foi abaixo do esperado, o atacante valorizou a exibição santista nos primeiros 45 minutos. Thiago Ribeiro ainda comemorou o fato de ter marcado o tento que abriu o placar, com Willian José anotando o segundo gol alvinegro, já no fim da etapa inicial.

“É sempre bom fazer gols. Foi importante para a equipe, porque abriu o placar e deu uma tranquilidade maior nesse sentido. Criamos bastante no primeiro tempo”, encerrou.